terça-feira, 16 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Festival Amazonas de Dança começa neste fim de semana

Em 2023, o Festival Amazonas de Dança apresenta uma programação diversa na capital e no interior do Amazonas.
COMPARTILHE
Festival Amazonas
As atividades seguem até 2 de setembro, em centros de convivência, escolas, praças, além de apresentações no palco do Teatro da Instalação, Teatro Gebes Medeiros e em municípios do Amazonas. (Foto: Tayná Satere - Divulgação / Secretaria de Cultura e Economia Criativa)

Em 2023, o Festival Amazonas de Dança (FAD) apresenta uma programação diversa na capital e no interior. A abertura da 11ª edição acontece no dia 26 de agosto, às 20h, no Teatro Amazonas, com homenagens aos bailarinos Adalto Xavier, Miguel Maia e Dirlei Duarte. O acesso é gratuito.

Marcos Apolo Muniz, titular da pasta de Cultura e Economia Criativa, destaca que o Festival de Dança do Amazonas proporciona um intercâmbio cultural e de diversidade entre os artistas, revela potenciais artísticos e agrega conhecimentos.

“O festival evolui a cada ano, fortalecendo a arte da dança, democratizando a cultura, estreitando o contato com o público. Pelo fato de ocupar diferentes espaços culturais, o FAD é um multiplicador da dança, formador de novas plateias e que consegue impactar de maneira positiva a vida das pessoas”, pontua o secretário.

Programação

As atividades seguem até 2 de setembro, em centros de convivência, escolas, praças, além de apresentações no palco do Teatro da Instalação, Teatro Gebes Medeiros e em municípios do Amazonas. O Festival Amazonas de Dança é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC).

Membro da comissão do FAD, Thays Auzier adianta que o encerramento vai ocupar o Largo de São Sebastião, no Centro de Manaus.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

“A nossa proposta é descentralizar os espetáculos, levar programação para bairros de Manaus e cidades no interior. Entre as atividades estão ainda palestras, oficinas, vivência e diálogos com os contemplados para o festival”, afirma a organizadora. “Vamos homenagear profissionais que contribuíram para a divulgação e valorização da arte a que se dedicam. É um reconhecimento ao trabalho deles”, destaca.

Hip Hop

Segundo Thays Auzier, outro destaque fica por conta da batalha de breaking para celebrar os 50 anos do Hip Hop.

“Vamos ter, pela primeira vez no festival, uma batalha All Style 1vs1 para a comemoração. É um diferencial para o FAD já que não é algo muito explorado nas outras edições”, comenta a integrante da comissão. “Queremos sair do padrão para ampliar o alcance do público e impactar mais pessoas com a arte”, acrescenta.

Leia mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMPARTILHE