sexta-feira, 12 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Estudo revela redução na supervisão das atividades online de crianças e jovens

A maioria fica online de uma a duas horas por dia, enquanto adolescentes, permanecem conectados três horas por dia ou mais.
COMPARTILHE
Estudo online crianças e jovens cibersegurança

Uma pesquisa realizada pela Nielsen a pedido do Google revelou uma redução significativa na supervisão das atividades online de crianças e jovens com mais de 10 anos.

O levantamento ouviu 1.820 responsáveis brasileiros de diferentes classes socioeconômicas entre 26 de junho e 7 de julho. Os filhos tinham idades entre 5 e 17 anos.

A pesquisa revelou preocupantes dados sobre a segurança dos menores: 78% das crianças possuem seus próprios celulares.

Além disso, 98% das crianças acessam a internet principalmente em casa, embora o acesso online fora de casa aumente entre as crianças mais velhas.

A maioria das crianças (34%) passa de uma a duas horas online diariamente.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Enquanto isso, os adolescentes entre 13 e 17 anos permanecem conectados por três horas ou mais, em média.

A fase crítica ocorre a partir dos 10 anos, quando os jovens mudam de comportamento, tornando-se mais independentes e aumentando sua presença na internet.

Embora a preocupação dos responsáveis também aumente nessa fase, a supervisão das atividades online das crianças diminui.

Outro fator desse crescimento é a participação das crianças em redes sociais a partir dos 13 anos, com mais de 70% delas utilizando essas plataformas.

A situação é agravada pelo fato de somente 20% dos responsáveis reconhecerem a importância de se educarem mais sobre cibersegurança.

A pesquisa identificou as principais preocupações dos pais em relação a presença dos filhos na internet:

  • compartilhamento de informações pessoais (32%)
  • assédio online (28%)
  • possibilidade de cair em golpes (16%).

Google promove iniciativas

Durante o evento “Mais Seguro com o Google”, a empresa destacou suas iniciativas no segmento de segurança como:

  1. Investimentos em ferramentas de proteção para crianças e adolescentes.
  2. Intenções de desenvolver soluções para garantir a segurança dos jovens.
  3. Incentivo à divulgação das tecnologias de controle parental para conscientizar os responsáveis.

Alguns recursos inovadores da empresa também foram enfatizados:

  • Google Family Link: Aplicativo para gerenciar conteúdos e tempo online das crianças.
  • Kids Space: Experiência integrada em tablets para a educação de menores até 9 anos.
  • YouTube Kids: Versão segura da plataforma de vídeos para crianças.
  • SafeSearch: Ativado automaticamente para crianças, borrando imagens potencialmente explícitas.

Outras iniciativas anunciadas foram:

  • A parceria com Maurício de Sousa Produções para um gibi da Turma da Mônica sobre segurança virtual.
  • A distribuição gratuita da revista em instituições de ensino, escolas, organizações da sociedade civil, entidades de pesquisa, e acesso online.

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMPARTILHE