domingo, 14 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

CONECTADO

Escolas do Amazonas prontas para receber internet e computadores

Manaus, Manicoré e Tabatinga possuem 968 escolas públicas aptas a receberem a conexão de internet.
COMPARTILHE
Escolas Amazonas internet
(Foto: Reprodução)

Escolas do Amazonas estão prontas para receber internet banda larga, wi-fi e computadores, por meio do programa Aprender Conectado.

Manaus, Manicoré e Tabatinga possuem 968 escolas públicas aptas a receberem a conexão para alunos e professores.

Todas já passaram pela etapa de vistoria, quando são avaliadas as condições de infraestrutura dos imóveis, como fornecimento de energia, existência e capacidade de internet e rede wi-fi. 

A vistoria constatou que 17% das escolas não possuem fornecimento de rede de energia elétrica, 24%, não possuem internet, 73%, não têm internet com velocidade adequada e nenhuma das escolas possuem rede wi-fi.

O próximo passo para o início da implantação do projeto, é a aprovação da fase 2 do Aprender Conectado pelo Grupo de Acompanhamento do Custeio a Projetos de Conectividade de Escolas (Gape), presidido pelo conselheiro Vicente Aquino, da Anatel.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Os critérios de escolha das escolas levaram em conta municípios com maior número de escolas desconectadas e que possuam estrutura de rede em fibra.

“O Aprender Conectado tem condições de gerar uma grande transformação na vida dos alunos, dos professores e da comunidade como um todo, ao permitir que crianças de escolas públicas recebam uma educação conectada. Com Internet banda larga, kits de informática, capacitação dos professores, vamos mudar a realidade desses jovens e a história da educação no Brasil”, explica Paula Martins, CEO da Eace – Entidade Administradora da Conectividade de Escolas, responsável pela implantação do projeto.

Entenda o projeto Aprender Conectado 

O projeto o projeto Aprender Conectado surgiu com o Edital do 5G, que destinou recursos da ordem de R$ 3,1 bilhões para levar conectividade às escolas públicas de educação básica, com a qualidade e velocidade necessárias para o uso pedagógico das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) nas atividades educacionais.

O Aprender Conectado atenderá escolas em todo o País, incluindo as situadas em comunidades indígenas, quilombolas e assentamentos, garantindo conexão com alta velocidade, mesmo para aquelas que não possuem energia, com internet banda larga, rede wi-fi e kits de informática. 

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMPARTILHE