terça-feira, 23 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Educação: aprovados em 2017, candidatos serão chamados até janeiro de 2023

Em uma transmissão nas redes sociais, o secretário municipal de Educação, Pauderney Avelino, disse que mais de 1.600 candidatos serão chamados até 2023.
COMPARTILHE
candidatos

Em uma live transmitida em suas redes sociais, o secretário municipal de Educação (Semed), Pauderney Avelino, anunciou uma série de novidades relacionadas à área. Uma delas deve deixar os candidatos aprovados em um concurso realizado pela secretaria em 2017 mais tranquilos: as convocações seguirão até janeiro de 2023.

Na transmissão, o secretário explicou que, à época, a Semed realizou um concurso onde ofertava 400 vagas e aprovou 5.443. Desde então, é a partir do cadastro de reserva deste certame que os profissionais vêm sendo chamados para ocuparem as vagas deixadas por óbitos, afastamentos e/ou aposentadorias.

Desde 2017, já foram nomeados 3.809 candidatos, sendo 546 somente na atual gestão municipal.

1.634 candidatos estão no chamado cadastro reserva, aprovados, esperando a vez de serem chamados. As convocações, segundo Pauderney, serão feitas até janeiro de 2023, data da nova validade do concurso.

“Vamos zerar esse cadastro reserva. Prefiro professores que prestaram concurso para exercer o magistério”, destacou o secretário.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Novo concurso à vista

Também durante a live, Pauderney revelou que já tramita na Casa Civil do município um Projeto de Lei que solicita a abertura de 3.500 novos cargos na Semed.

“Já conversei com o prefeito David Almeida para que a gente possa mandar para a Câmara Municipal de Manaus esse PL porque precisamos da lei que cria esses cargos. Espero que tenhamos essa lei aprovada logo”, contou o secretário.

É a partir desta aprovação que a secretaria planeja um novo concurso público para a Educação de Manaus.

Por enquanto, a Semed tem realizado processos seletivos para preencher o que Pauderney considera “lacunas” na área. Um deles é direcionado a professores do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental.

“Estamos precisando de professores de Matemática e Ciências. Trabalhamos para que não haja prejuízo para alunos e, ao mesmo tempo, preparamos o concurso público. Mas, reafirmo que não há prejuízo para o cadastro reserva que estamos dando sequência. Nele, não há professores para as áreas que os processos”, frisou Pauderney.

A live completa pode ser assistida AQUI.

Texto: Rosianne Couto

Leia Mais:

COMPARTILHE