fbpx

quarta, 03 de maro de 2021

ZFM deve focar na Amazônia para conquistar Brasil, afirma economista

Para resistir à redução de incentivos fiscais, economista diz que ZFM deve estar na defesa da Amazônia e obter apoio do Brasil e mundo.

18 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Defender a Amazônia é forma de manter incentivos, diz economista (Foto: Divulgação)

O discurso do Amazonas sobre a redução das alíquotas de importação e incentivos fiscais à Zona Franca de Manaus (ZFM) precisa ser alterado. Esta é a opinião do economista e doutor em desenvolvimento regional, José Alberto Machado.

Para ele, a indústria amazonense deve focar no modelo como politica nacional de proteção da Amazônia, a fim de afastar as desconfianças dos outros estados brasileiros e encerrar falas desfavoráveis à ZFM proferidas pelas autoridades nacionais e internacionais.

“O mundo reclama muito do Brasil sobre a falta de políticas para a proteção da Amazônia e o Brasil já tem uma política que é a ZFM”, afirmou.

Segundo o economista, diversos estudos econômicos já apontavam, há décadas, a necessidade dessa nova postura das autoridades do Amazonas para mudar a mentalidade do restante do Brasil sobre a ZFM, uma vez que a redução de impostos em nível nacional retira os incentivos à indústria local.

Nesta quinta-feira (18), o Comitê-Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Camex) publicou no Diário Oficial da União (DOU) a redução da alíquota dos impostos sobre as bicicletas de 30% para 25%.

ZFM perde competitividade

O Brasil possui uma das maiores alíquotas de imposto de importação de bicicletas do mundo. Enquanto a média mundial gira próximo a 14%, a tarifa externa comum brasileira é de 35%.  A redução dessa alíquota está em pauta desde junho do ano passado, quando a Aliança Bike, apresentou ao Ministério da Economia carta solicitando nova tarifa.

O argumento utilizado para a defesa da indústria local, para Machado, não é válido, uma vez que a produção das ‘bikes’ no Polo Industrial de Manaus se manteve no mesmo patamar nos últimos anos e o maior número de empregados do mercado de bicicletas no Brasil é proveniente do comércio varejista.

“E isso vai ficando cada vez mais concreto na mentalidade do país, porque qualquer coisa que reduza o imposto no país é ruim para nós. Ou seja, que nós sejamos competitivos, a gente tem que ter um imposto maior. Qualquer coisa que seja bom para o resto do país é ruim para nós”, acrescenta Machado.

A diminuição da alíquota de importação de bicicletas, segundo o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), deve ser gradativa e chegar a 20% até dezembro de 2021.

Leia mais sobre Economia

Reflexos da redução de impostos sobre diesel depende de distribuidoras

De acordo com o vice-presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis do Amazonas (Sindicam), Geraldo Dantas, redução ainda deve passar pelas distribuidoras.

2 de março de 2021

Postos já repassam reajuste e gasolina chega a custar R$5,59 no AM

Um dia após mais um reajuste no valor do combustível anunciado pela Petrobrás, postos de combustíveis de Manaus vendem gasolina por preços que variam entre R$5,29 e R$5,59.

2 de março de 2021

Perda de renda afeta arrecadação do IPVA em janeiro

Em janeiro, o Amazonas teve redução de 24% no recolhimento de IPVA, em comparação a janeiro de 2020. Para Sefaz, números refletem a pandemia.

2 de março de 2021

Presidente Figueiredo lidera as exportações do interior em janeiro

O município contabilizou em janeiro US$ 2,80 milhões em exportações. O segundo município que mais exportou em Janeiro deste ano foi Itacoatiara, com US$ 1,05 milhão.

2 de março de 2021

Exportações do Amazonas têm alta de 26,34% em janeiro

Valores exportados alcançaram cifras de US$ 71,98 milhões em janeiro de 2021. Venezuela, Bolívia, Argentina e Alemanha foram os principais destinos dos produtos amazonenses.

2 de março de 2021

Após quinta alta seguida Bolsonaro zera alíquota sobre gás e diesel

O decreto deve minimizar a flutuação dos preços. A redução sobre o diesel será válida apenas por dois meses, já a do gás de cozinha não tem previsão para o término.

2 de março de 2021

Após deixar o PIM, Sony encerra vendas de TVs, áudio e câmeras

Serviços de garantia e suporte técnico aos consumidores serão mantido, bem como a venda de produtos dos segmentos de Games, soluções profissionais, música e entretenimento.

2 de março de 2021

Com movimento fraco durante a semana, shoppings aglomeram no sábado

Lojistas relatam que primeira semana de reabertura gradual dos shoppings teve frequência ‘tímida’ dos consumidores de segunda a sexta com registro de aglomerações no sábado.

1 de março de 2021