fbpx

sábado, 06 de maro de 2021

Venezuela foi o principal destino de exportações amazonenses em 2020

País caribenho recebeu 24,68% de todo o volume de exportações do Amazonas no ano passado. Já a China aparece como destaque da origem das importações, com 20,75% do total.

29 de janeiro de 2021

Compartilhe

Produto com a maior saída do Amazonas foi o óleo de soja para a Venezuela (Foto: Reprodução)

Em 2020, a Venezuela se destacou como o principal país de destino das exportações amazonenses (24,68%), enquanto a China aparece como destaque da origem das importações (20,75%).

É o que aponta o último relatório da Balança Comercial do Amazonas, elaborado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti).

De acordo com o documento, o produto com a maior saída do Amazonas no ano passado foi o óleo de soja para a Venezuela, o equivalente a 58,35% do total das exportações.

Para todo o período de 2020, o item mais exportado pelo estado aparece na Balança Comercial como “outras preparações alimentícias”, com participação de 18,46% e o montante de US$ 145,19 milhões.

O país que mais recebeu esse item foi a Colômbia, ficando responsável por 35,75% de participação no total de exportações.

Para o secretário da Sedecti, Jório Veiga, os números mostram um horizonte otimista para 2021, apesar da crise sanitária que atinge o país e o planeta.

“Os números da Balança Comercial significam que, mesmo em período de crise provocada pela pandemia do novo coronavírus e as restrições por ela impostas, pudemos seguir com as atividades de comércio exterior, diversificando as exportações. Esperamos um aumento na corrente de comércio para o ano de 2021”, ressaltou Veiga.

Importações

Em 2020, a China foi o principal país de origem das importações do Amazonas, representando 42,97% do total das exportações e o total de US$ 4,17 bilhões.

O item mais importado no período aparece na Balança Comercial como “outras partes de aparelhos transmissores”, o equivalente a 27,58% das importações para aquele país. O valor total das importações para o Amazonas foi de US$ 9,71 bilhões em 2020.

Leia mais:

Leia mais sobre Economia

Brasil e Israel estreitam cooperação científica em tecnologia e saúde

O ministro Ernesto Araújo está em Israel, com representantes dos ministérios da Saúde e da Ciência e Tecnologia, para estreitar relações.

6 de março de 2021

Veículos flex sentem impacto do aumento de 21% no preço do etanol

Expansão da demanda pelo etanol, aliada à entressafra de cana-de-açúcar, no início do ano, contribui para expansão no preço do combustível.

6 de março de 2021

Petroleiros do Amazonas anunciam greve por tempo indeterminado

Entre as reclamações estão: desrespeito a protocolos de prevenção da Covid-19 na Reman, más condições de trabalho e descumprimento de cláusulas do Acordo Coletivo de Trabalho

5 de março de 2021

PEC Emergencial prevê diminuição de incentivos, mas preserva a ZFM

Segundo o texto, o presidente deverá apresentar, em até seis meses após a promulgação da emenda constitucional, um plano de redução gradual desse tipo de benefício.

5 de março de 2021

Custo da cesta básica registra queda em 12 capitais brasileiras

As maiores reduções foram registradas nas cidades de Campo Grande (-4,67%), Brasília (-3,72%), Belo Horizonte (-3,16%), Vitória (-2,46%) e Goiânia (-2,45%).

5 de março de 2021

Caminhoneiros sugerem corte de benefícios que ameaça 14 mil empregos na ZFM

Retirada de benefícios do setor de bebidas da ZFM seria uma forma de compensar as perdas na arrecadação decorrentes da promessa do governo federal de zerar imposto do diesel.

5 de março de 2021

Beneficiários com nomes incorretos vão receber Auxílio Manauara

De acordo com a Semasc, como a verificação do cadastro é feita com base no número do CPF, mesmo que haja erro de digitação no nome, o cadastro do beneficiário será aprovado.

5 de março de 2021

Miséria: Mais de dois milhões de amazonenses vivem com R$ 1 por dia

Dados da PNAD Contínua do IBGE mostram que em 2019 o Amazonas era o Estado brasileiro com o maior número de miseráveis, com mais de dois milhões nessa condição degradante

5 de março de 2021