fbpx

sexta, 27 de maio de 2022

ZFM ameaçada: redução de 35% do IPI começa a valer neste domingo

O decreto nº11.055 ampliou a redução da alíquota, para alguns produtos elevando para 35%, e manteve outros no corte de 25% determinado em decreto anterior.

1 de maio de 2022

Compartilhe

Redução de 35% do IPI começa a valer neste domingo (Foto: Reprodução)

A redução de 35% do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) começa a valer no domingo, dia 1º de maio. A medida, determinada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) por meio do decreto nº11.055, publicado na quinta-feira (28/4), inclui os itens produzidos na Zona Franca de Manaus (ZFM), refletindo em perda de competitividade produtiva para as indústrias que operam em Manaus em relação às que produzem em qualquer outro estado.

O decreto nº11.055 ampliou a redução da alíquota, para alguns produtos elevando para 35%, e manteve outros no corte de 25% determinado em decreto anterior. Os itens produzidos pelo Polo Industrial de Manaus (PIM) estão inclusos nas duas reduções. As medidas entram em vigor e ameaçam a continuidade do modelo ZFM.

Entre os itens fabricados na Zona Franca que continuarão com corte de 25% do IPI estão aparelhos de ar-condicionado, aparelhos de barbear, aparelhos de som para automóveis, aparelhos de TV, artigos de joalheria e outros metais preciosos, bicicletas, consoles e máquinas de videogame, fitas impressoras, fornos de micro-ondas, modems, motocicletas e partes, placas-mãe, preparações não alcoólicas para refrigerantes, receptores e decodificadores integrados, relógios de pulso, smartphones e telefones celulares.

Também estão na lista de exceção do novo decreto bens específicos fabricados no PIM como rolos de policloreto de vinila, retificadores, acumuladores elétricos e seus separadores, circuitos impressos com componentes elétricos ou eletrônicos, outros suportes ópticos, câmeras de televisão ultrarrápidas e monitores para máquina de processamento de dados.

O Ministério da Economia não detalhou quais produtos – que respondem por 24% do faturamento do polo industrial de Manaus – terão suas alíquotas de IPI reduzidas em 35%.

Indústrias e empregos em risco

O presidente do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), Wilson Périco, explica que a redução linear da forma que foi trabalhada e imposta põe em risco a permanência das fabricantes que produzem no PIM. Isso porque a medida além de favorecer a importação, deixando de incentivar a geração de empregos, torna a produção fora do Amazonas mais vantajosa em termos de custos.

“Não somos contra a redução dos impostos para quem produz e gera empregos aqui. Mas a redução linear da forma como foi colocada favorece o importado e a indústria que hoje produz aqui na ZFM está fazendo contas para ver se vale a pena continuar produzindo aqui nessa insegurança jurídica, nessa falta de previsibilidade, nesses riscos trabalhistas que nosso amiente oferece ou se é melhor exportar para o Brasil”, disse.

“É um descaso e pouco caso o que o ministro Paulo Guedes faz conosco”, completou Périco.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Audiovisual contrata 40% a menos com fim de editais e pandemia

Estudo Tela Amazônia identificou que a maioria das produtoras de audiovisual no Amazonas atua há dez anos no mercado e 98,4% estão formalizadas.

27 de maio de 2022

Bolsonaro recua de reajuste para policiais e sugere 5% para todos os servidores

Chefe do Executivo busca garantir o apoio de servidores federais à sua reeleição, mas afirma que tem enfrentado dificuldade para abrir espaço no Orçamento.

27 de maio de 2022

Plano de saúde individual vai subir 15%, a maior alta em 22 anos

Percentual deve impactar cerca de 8,9 milhões de consumidores de planos individuais de saúde no Brasil. Reajuste não vale para planos coletivos empresariais e por adesão.

27 de maio de 2022

Manejo florestal sustentável é aposta para diversificação econômica do AM

O Estado está preparando uma política de governo para o tema. O planejamento estratégico, orientado por Wilson Lima, vislumbra novos vetores que gerem emprego e renda.

27 de maio de 2022

‘Catastrófico’, cita Sefaz sobre projeto que unifica ICMS em 17%

Secretário da Sefaz afirma que caso projeto de unificação do ICMS em 17% seja sancionado, arrecadação estadual terá perda de R$ 1 bilhão ao ano, afetando serviços à população

27 de maio de 2022

Com R$ 195 bilhões, Receita bate recorde de arrecadação em abril

No quadrimestre (de janeiro a abril de 2022), a arrecadação da Receita Federal alcançou o valor de R$ 743,2 bilhões, o que representa um acréscimo de 11,05% pelo IPCA.

26 de maio de 2022

Redução do ICMS: Bolsonaro sinaliza veto a compensação para estados

Bolsonaro disse que compensação, prevista em projeto aprovado na Câmara que limita ICMS da energia e de combustíveis, "não tem cabimento" e que poderá vetar o dispositivo.

26 de maio de 2022

Criticado até por bolsonarista, salário mínimo de R$ 1.212 é aprovado

Valor já está em vigor desde o primeiro dia do ano, quando Bolsonaro editou a medida provisória. A proposta, no entanto, precisava ser confirmada pelo Congresso Nacional.

26 de maio de 2022