fbpx

sexta, 24 de setembro de 2021

Proporcionalmente, AM lidera geração de vagas em micro e pequenas empresas

De acordo com levantamento feito pelo Sebrae, com base em dados do Caged, do Ministério da Economia, em maio, as MPE do estado geraram 19,8 empregos a cada mil habitantes.

5 de julho de 2021

Compartilhe

Em números absolutos, São Paulo foi o estado que criou mais vagas (50,2 mil) (Foto: Reprodução)

No mês de maio, o Amazonas foi o estado que mais gerou empregos nas micro e pequenas empresas (MPE), proporcionalmente, em comparação com o total da população. De acordo com levantamento feito pelo Sebrae, com base em dados do Caged, do Ministério da Economia, as MPE do estado geraram 19,8 empregos a cada mil habitantes. Em segundo lugar está o Pará com 15,5 e logo em seguida, Piauí com 14,34.

Por ouro lado, em números absolutos, São Paulo foi o estado que criou mais vagas (50,2 mil), seguido por Minas Gerais (20,7 mil) e Rio de Janeiro (14,4 mil). 

Com isso, o desempenho do Amazonas reflete o resultado nacional de geração de empregos em pequenos negócios. De acordo com o leventamento, a abertura de novos postos de trabalho em maio pelas micro e pequenas empresas apresentou um incremento de 115%, comprado com abril, ao criar quase 100 mil novas vagas.

Ao todo, foram 182.208 novos postos de trabalho. O número é 2,5 vezes maior que registrado pelas médias e grandes, que criaram 70,9 mil novas vagas no quinto mês do ano.

Resultado mantém crescimento

Esse é o 11º mês consecutivo que as micro e pequenas empresas apresentam um resultado positivo nas contratações no Brasil.

“Mesmo com os fortes impactos na queda de faturamento dos pequenos negócios, causado pela pandemia do coronavírus, esse segmento tem sido o responsável pela sustentação do nível de emprego no Brasil. Prova de que devem ser mantidas políticas públicas de incentivo para os pequenos negócios, que são o motor da nossa economia e o caminho para a sua recuperação”, afirma o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

Melles ainda destaca que o peso da importância dos pequenos negócios no combate ao desemprego fica mais evidente quando se analisa o acumulado de 2021. Nos cinco primeiros meses desse ano, as micro e pequenas empresas foram responsáveis for 858.419 novos postos de trabalho, contra 279.195 das MGE.

“Isso significa que para cada posto de trabalho gerado por uma média ou grande empresa, as micro e pequenas criam três vagas”, acrescenta.

Nos cinco primeiros meses de 2020, as empresas brasileiras demitiram um total de 932.134 trabalhadores. No mesmo período desse ano, elas geram um total de 889.677 postos de trabalho. A análise mensal mostra uma ligeira retomada ao patamar de 300 mil contratações por mês, após uma queda no ritmo de novas carteiras de trabalho assinadas, registrada nos meses de março e abril.

Mais vagas nos Serviços

A análise setorial mostra que todas as micro e pequenas empresas, independentemente de setor, apresentaram um saldo positivo na geração de empregos, sendo Serviços (um dos mais afetados pela pandemia), o que mais criou novas vagas: 78,6 mil. Em seguida, aparecem o setor do Comércio, com 51,4; seguido pela Construção Civil com 25 mil e Indústria da Transformação, 21 mil.

Fonte: Sebrae

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

CNC: comércio terá a melhor contratação de temporários desde 2013

Para 2021, a expectativa é de mais de 94,2 mil vagas para atender o movimento sazonal de fim de ano. Segundo previsão da CNC, as vendas deverão crescer 3,8% no Natal.

24 de setembro de 2021

Índice de Preços ao Consumidor tem variação de 1,14% em setembro

Com isso, o IPCA-15 apresenta a maior variação mensal desde fevereiro de 2016, quando encerrou em 1,42%. Variação mensal deste mês foi a maior para setembro desde 1994.

24 de setembro de 2021

Preços de mercadorias e combustíveis pressionam os pequenos negócios

De acordo com a 12ª edição da Pesquisa de Impacto da Pandemia nos Pequenos Negócios, realizada pelo Sebrae em parceria com a FGV, esses são os principais gastos das empresas.

24 de setembro de 2021

Mentoria ‘Gestão 4.0 Amazônia’ foca em empresários e executivos

Evento, que acontece nos dias 1° e 2 de outubro em Manaus, tem como objetivo elevar a capacidade técnica e as habilidades de empresários e altos executivos da cidade.

24 de setembro de 2021

Indústria e comércio devem puxar contratos temporários no trimestre

Indústria mantém projeção de aumento na oferta de trabalho temporário mesmo em meio à falta de insumos. Comércio também prevê admitir cerca de 3 mil trabalhadores temporários

24 de setembro de 2021

Prazo para prova de vida de servidores aposentados acaba dia 30

Comprovação de vida deve ser feita na agência bancária onde o beneficiário recebe o pagamento. Necessidade dessa comprovação foi suspensa de março de 2020 a junho de 2021.

24 de setembro de 2021

Nilton Lins lança programa de formação superior em Turismo Sustentável

Programa será realizado na modalidade de ensino a distância (EAD) e é voltado para estudantes e profissionais que já atuam na área, principalmente nos municípios do interior.

24 de setembro de 2021

Preço do gás de cozinha pode superar os R$ 100 em novo reajuste

Alta acumulada de 96% nos preços do propano, matéria-prima para o gás de cozinha, no mercado internacional em 2021 já pressiona o preço do combustível aqui no Brasil.

24 de setembro de 2021