fbpx

sexta, 28 de janeiro de 2022

Prejuízos de possível cancelamento de cruzeiros pode ser de R$ 3,3 mi

Caso os órgãos de saúde decidam pelo cancelamento dos cruzeiros, o prejuízo ao turismo, no Amazonas, será de no mínimo US$ 602 mil, o equivalente a R$ 3.389.440,60.

5 de janeiro de 2022

Compartilhe

Prejuízos de possível cancelamento de cruzeiros pode ser de R$3,3 mi (Foto: Reprodução)

Cinco dos 11 navios que trariam mais de 9,3 mil turistas ao estado, em janeiro deste ano, suspenderam os cruzeiros após recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ao Ministério da Saúde para a suspensão provisória imediata da temporada de navios de cruzeiro no Brasil. A suspensão acontece antes mesmo da liberação da a chegada de navios de cruzeiro ao estado.

A Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) informou que ainda aguarda publicação de uma portaria interministerial com as definições quanto à autorização, ou ao cancelamento da temporada de cruzeiros no Amazonas em 2022.

Segundo a Amazonastur, a Portaria atual de nº 658 de 5 de outubro de 2021, do governo federal, autoriza apenas o transporte aquaviário de passageiros, brasileiros ou estrangeiros, exclusivamente na costa brasileira, o que não é o caso dos cruzeiros provenientes dos Estados Unidos e Caribe que adentram o estado.

“A Amazonastur continua atuando oficialmente junto ao Ministério da Saúde para viabilizar as operações dos seis navios que estão previstos para ancorar no Amazonas a partir de março 2022, conforme dados das operadoras de turismo. Juntos, eles somam um total de 7.301 visitantes (entre passageiros e tripulantes), com a previsão de movimentar US$ 602 mil (R$ 3.389.440,60) no estado (67,48% – em dólar – menor do que a temporada de 2019/2020)”, informou a Amazonastur. 

Caso os órgãos de saúde decidam pelo cancelamento de todos os cruzeiros, o prejuízo com a turismo, no Amazonas, será de no mínimo US$ 602 mil, o equivalente a R$ 3.389.440,60.

A orientação da Anvisa, oficializada por meio de Nota Técnica expedida no dia 31 de dezembro, ao Ministério da Saúde, foi baseada no aumento expressivo, nos últimos dias, de casos de Covid-19 a bordo de navios de cruzeiros que operam na costa brasileira.

Na última segunda-feira (3), a Manauscult informou que sete navios já teriam cancelado as viagens ao estado do Amazonas. No entanto, a Amazonastur, que o orgão responsável por oficialmente gerir a temporada de cruzeiros no estado desde 2003, confirmou em cinco o número de cruzeiros cancelados.

Números de contaminações

Segundo a Anvisa, desde o dia 1º de novembro, início da temporada de cruzeiros no país, até segunda-feira (3), foram confirmados 829 casos de Covid-19 entre tripulantes e passageiros das cinco embarcações que operam no Brasil.

Foram identificados 502 casos entre tripulantes, o que segundo a Anvisa, representa 60% dos casos positivos a bordo das embarcações. Por se tratar de viajantes com maior período de permanência nas embarcações, a ocorrência de infecção entre a tripulação agrega maior grau de risco à condição sanitária desses navios.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Defensoria Pública abre processo seletivo de estágio em Direito

As inscrições no Cadastro de Reserva da Defensoria Pública do Estado do Amazonas estão abertas para candidatos ao Estágio de Direito com bolsa de R$987 e auxílio transporte.

27 de janeiro de 2022

Secretários de Fazenda aprovam congelamento de ICMS dos combustíveis

Congelamento do preço médio ponderado ao consumidor final (PMPF), base para cálculo do ICMS, tinha validade até 31 de janeiro. Com a decisão, valerá por mais 60 dias.

27 de janeiro de 2022

Jovem aprendiz colabora em média com 30% da renda das famílias, diz fórum

Fórum lançado nesta quinta, busca soluções para ampliar estágio e primeiro emprego no Brasil por meio de ações alinhadas com Estados e Municípios e ao Novo Ensino Médio.

27 de janeiro de 2022

Empresas podem acionar Justiça para liberar mercadorias na Receita

Mais empresas podem seguir a Moto Honda e acionar a Justiça para desembaraçar mercadorias fiscalizadas no operação padrão dos auditores fiscais, diz a Fieam.

27 de janeiro de 2022

Setor imobiliário deve frear reação devido Inflação e juros altos, em 2022

Conjuntura de 2022 com inflação e juros altos tem diferença em relação ao ano passado quando o mercado imobiliário reagiu bem apesar da pandemia, dizem especialistas.

27 de janeiro de 2022

Faturamento do PIM cresce 32% até novembro de 2021 e bate recorde

De acordo com dados da Suframa, o faturamento do Polo Industrial de Manaus acumulado de janeiro a novembro de 2021 atingiu volume recorde de quase R$ 145,59 bilhões.

27 de janeiro de 2022

5 milhões de m³/dia: consumo de gás natural atinge volume inédito no AM

Volume demandado em 2021 alcançou média de 5,2 milhões de m³/dia, alta de 5,5 % em comparação com o ano de 2020, segundo cálculos da Cigás.

27 de janeiro de 2022

Confiança da indústria registra sexta queda consecutiva, informa FGV

Índice de Confiança da Indústria (ICI) caiu 1,7 ponto em janeiro, para 98,4 pontos, o menor nível desde julho de 2020, quando o índice atingiu 89,8 pontos.

27 de janeiro de 2022