fbpx

domingo, 16 de janeiro de 2022

Rede de microcrédito do Santander deve crescer quase 140% no AM

Entre novembro e dezembro, o aumento da presença será de mais de 13%. O Estado é um dos focos do Banco nesse segmento por meio do Programa Prospera Santander Microfinanças.

1 de janeiro de 2022

Compartilhe

Santander planeja expandir sua rede de atendimento a 1,6 mil municípios (Foto: Divulgação)

Em processo de aceleração da expansão da sua rede de atendimento a micro e pequenos empreendedores, o Santander Brasil planeja crescer sua base de clientes no Amazonas em 139,3% em 2022. Apenas entre novembro e dezembro deste ano, o aumento da presença será de mais de 13%. O Estado é um dos focos do Banco nesse segmento por meio do Programa Prospera Santander Microfinanças.

“Esse número não só retrata como o Santander observa o potencial de desenvolvimento da região, como reforça o impacto que esse investimento pode ter para impulsionar a geração de novos negócios e ajudar a solidificar aqueles já existentes. Além da oferta do crédito, a orientação na gestão de negócios e identificação de oportunidades é bastante importante para o micro e pequeno empreendedor aperfeiçoar seu olhar estratégico e, assim, aumentar suas chances de êxito no mercado no qual atua”, destaca Antonio Areias, superintendente executivo da Rede Norte Amazônica do Santander.

Até o fim deste ano, o Santander planeja expandir no Brasil sua rede de atendimento a micro e pequenos empreendedores de 1,3 mil para 1,6 mil municípios. Durante a pandemia, a instituição financeira já concedeu R$ 2,5 bilhões a profissionais como costureiras, donos de salões de beleza e bares, revendedoras de cosméticos, entre outros. Além dos recursos, o Prospera oferece orientação ao cliente sobre gestão e auxilia no mapeamento de oportunidades de negócios.

Desde a criação do programa, a estratégia do Santander foi a de levar o Agente Prospera ao público, e não o contrário, evitando que o cliente se desloque até uma agência bancária, localizada muitas vezes a quilômetros de distância. O modelo é o de aval solidário, em que os tomadores de recursos são reunidos em pequenos grupos que se tornam responsáveis pela adimplência de cada um – hoje mais de 95% dos atendidos mantêm os pagamentos em dia.

A tecnologia é uma forte aliada. O agente verifica se a atividade está constituída há mais de seis meses e qual a capacidade de geração de resultado, podendo conceder o crédito de imediato. Atualmente, a visita é realizada com tablets integrados ao sistema de crédito, o que possibilita o desembolso remoto e em até duas horas – para a concessão do recurso, o empresário não precisa ter histórico de relacionamento com o Banco.

Para o executivo responsável pela operação do Prospera no Brasil, Alexandre Castelano, a relevância está em alcançar áreas brasileiras que ainda necessitam de suporte em relação ao acesso bancário. “Focamos em regiões nas quais identificamos que existe carência de serviços financeiros tradicionais. Nosso objetivo é incluir os empreendedores e contribuir para tomadas de decisão certeiras para o sucesso dos seus negócios. Os resultados estão diretamente ligados às boas aplicações dos recursos”, finaliza.

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Parceria busca soluções para desenvolvimento sustentável da Amazônia

Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação e Rede Rhisa querem integrar por meio de soluções tecnológicas ao menos duas mil comunidades rurais.

16 de janeiro de 2022

Sine Manaus oferece 79 vagas de empregos novas nesta segunda-feira

Serviço Nacional de Emprego da prefeitura de Manaus tem vagas novas e remanescentes para diversos profissionais, que devem agendar o atendimento por meio da internet.

16 de janeiro de 2022

Burnout, a ‘nova’ síndrome que vai impactar o mundo do trabalho

Organização Mundial do Trabalho reconhece a Síndrome de Burnout como uma doença ocupacional ligada a atividade do trabalhador. Advogada relata o drama após ser diagnosticada.

16 de janeiro de 2022

Pix é a modalidade de pagamento preferida dos ‘pequenos’

Ao menos 86% dos pequenos negócios realizados no País estão utilizando o Pix como forma preferencial de pagamento. Essa modalidade foi desenvolvida pelo Banco Central.

15 de janeiro de 2022

Pandemia afetou mais empreendedores negros, diz pesquisa do Sebrae

A 13ª Pesquisa de Impacto do Coronavírus nos Pequenos Negócios, feita pelo Sebrae, apontou que 72% dos empresários negros estão faturando menos que brancos.

15 de janeiro de 2022

Supremo Tribunal recebe nova ação contra a PEC dos Precatórios

Ação apresentada ao Supremo Tribunal Federal pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil questiona vários pontos da emenda aprovada no Congresso.

15 de janeiro de 2022

Governo Bolsonaro implodiu mesa de negociação e pode encarar greves

Presidente do Fórum Nacional das Carreiras Típicas de Estado prevê que a falta de diálogo com categorias do serviço público causará sucessivas paralisações e greves.

15 de janeiro de 2022

Pagamento pela internet conquistou a preferência dos brasileiros

Levantamento feito por empresa especializada em novas tecnologias mostrou que em 2021 mais da metade dos brasileiros optaram por realizar pagamentos via internet.

15 de janeiro de 2022