fbpx

domingo, 23 de janeiro de 2022

Exportações do Amazonas crescem 14% e somam US$75 milhões em outubro

A Venezuela se mantém como principal destino dos produtos amazonenses, ficando responsável pelo volume de US$ 12 milhões, com participação de 16,26% do total de exportações.

1 de dezembro de 2021

Compartilhe

Dados consta do resultado da Balança Comercial de outubro de 2021, da Sedecti (Foto: Reprodução)

As exportações do Amazonas apresentaram aumento de 14,10% no mês de outubro, na comparação com setembro. Os valores exportados alcançaram cifras de US$ 75,07 milhões, segundo números divulgados nesta quarta-feira pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti).

O item “outras preparações alimentícias” foi o mais exportado em outubro, para pelo menos 11 países da América do Sul e América do Norte e, também, para alguns países da Europa. Respondeu pelo equivalente a 22,77% do total exportado pelo estado no período, com o volume de US$ 17,09 milhões.

Dos 60 países parceiros comerciais das exportações do Amazonas, a Venezuela se mantém como o principal destino, ficando responsável pelo volume de US$ 12 milhões, com participação de 16,26% do total de exportações.

Importações

Já as importações do Amazonas em outubro registraram cifras de US$ 1,182 bilhão – um aumento de 39,97% na comparação com outubro de 2020. A China se manteve como a principal origem das importações do Amazonas, registrando o montante de US$ 524,26 milhões, o que representa a participação de 44,33% das importações totais do estado.

O principal produto importado foi “outras partes destinadas aos aparelhos transmissores”, com o volume de US$ 172,32 milhões, o equivalente a 14,57% das importações, sendo 69,16% originários da China. Em segundo lugar aparece o item “processadores e controladores”, registrando cifras de US$ 114,25 milhões, com participação de 9,66% do total, tendo o Vietnã como origem de 32,65% das compras desse produto para o Amazonas.

O item “partes de aparelhos telefônicos” foi o terceiro mais importado. O produto alcançou cifras de US$ 60,87 milhões e uma participação de 5,15% no total das importações, tendo também a China como origem de 49,07% do item.

Corrente de Comércio

Em outubro de 2021, a Corrente de Comércio do Estado do Amazonas (soma das importações com as exportações) totalizou US$ 1,257 bilhão, um crescimento de 35,19% na comparação com outubro de 2020. O saldo (exportações menos importações) em outubro foi de US$ -1,107 bilhão.

No ranking de maior relação comercial com o estado do Amazonas estão os países: China, EUA e Vietnã.

Municípios

No interior do Amazonas, em outubro de 2021, o município de Presidente Figueiredo voltou para o topo do ranking e foi o maior exportador para o período, responsável por US$ 5,72 milhões do total exportado no estado. A China foi o principal parceiro comercial do produto exportado “ferros-ligas”.

Já Itacoatiara retornou para o segundo lugar dos municípios que mais exportaram, registrando o montante de US$ 3,41 milhões na comercialização do item “soja”, que foi o principal produto a ser exportado para a Noruega.

Nas importações, o município de Rio Preto da Eva foi o destaque, com o total de US$ 557,54 mil, tendo o produto “polímeros de etileno” como o principal item importado, tendo como origem os EUA. Itacoatiara ficou em segundo lugar nas importações, registrando o volume de US$ 178,74 mil, ao importar o item “bombas de ar ou de vácuo para extração ou reciclagem” como principal produto importado da Holanda.

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Sorte grande: Mega-Sena deve pagar R$ 22 milhões neste sábado

O último concurso da Mega-Sena (2.445), na última quarta-feira (19), não teve acertadores. As apostas podem ser feitas até as 18h (horário de Manaus) deste sábado.

22 de janeiro de 2022

Projeto visa combater discriminação racial no acesso ao crédito

Levantamentos indicam que 32% dos empreendedores negros do país já tiveram pedidos de crédito negados sem que houvesse explicações. Problema foi inensificado com a pandemia.

22 de janeiro de 2022

Desempenho do varejo deve ser negativo no 1º trimestre, diz Ibevar

Segundo dados da pesquisa de intenção de compra, projeções do varejo ampliado indicam queda de 2,22% para o primeiro trimestre de 2022, em relação ao mesmo período de 2021.

22 de janeiro de 2022

Abertura de empresas cresce 4,5% em outubro, revela Serasa Experian

De acordo com o Indicador de Nascimento de Empresas, foram abertos 325.732 empreendimentos, sendo que em 2020 haviam sido registrados 311.590 novos negócios no Brasil.

22 de janeiro de 2022

Nubank oferece primeiro fundo da família de renda fixa, o Nu Reserva

Fundo é composto por títulos públicos, operações compromissadas e títulos de crédito privado. É uma opção para quem busca alternativa para investir sua reserva de emergência.

22 de janeiro de 2022

Itaú destina recursos para projetos de proteção à infância no Amazonas

Dois projetos de ações sociais em defesa da infância e da adolescência no interior do Amazonas foram contemplados com recursos oriundos do Fundo Itaú Social .

22 de janeiro de 2022

Dívidas do Simples poderão ser pagas ou renegociadas até 31 de março

Prazo encerraria em 31 de janeiro. Regularização dos débitos é necessária para os micro e pequenos empresários e os profissionais autônomos continuarem no Simples Nacional.

21 de janeiro de 2022

Falha de segurança expõe dados de mais de 160 mil chaves Pix

Dados referentes a 160.147 chaves Pix foram vazados. Segundo o BC, informações expostas são de natureza cadastral e não permitem movimentação de recursos ou acesso às contas.

21 de janeiro de 2022