fbpx

quarta, 19 de janeiro de 2022

Empresários reagem a ataques de deputado de SP ao polo de bebidas da ZFM

Fausto Pinato criticou incentivos fiscais para o polo de bebidas do PIM e questionou a geração de empregos na Zona Franca de Manaus. Representantes do PIM saíram em defesa.

16 de dezembro de 2021

Compartilhe

Incentivos do setor de bebidas do PIM são criticados por deputado de SP (Foto: Divulgação)

Em resposta a mais um ataque contra os incentivos fiscais às indústrias de bebidas do Polo Industrial de Manaus (PIM), representantes de entidades de classe do setor produtivo saíram em defesa das marcas de concentrados de refrigerantes beneficiadas.

Isto porque, na segunda-feira (13), o deputado Fausto Pinato (PP-SP) cobrou o fim das renúncias fiscais da ZFM, concedidas às empresas Ambev, Coca Cola e Heineken. Ele disse ainda que a renúncia fiscal tinha impacto mínimo na geração de empregos no Amazonas.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Antônio Silva, defendeu os incentivos fiscais que, segundo ele, representam “custos irrisórios, ante o resultado social, econômico e ambiental que produzem. Fato que por si só, justifica a necessidade de evitar a crescente redução das vantagens fiscais da ZFM, frente ao restante do País”.

Antônio Silva vai além e afirma que revogar incentivos da ZFM ao polo de bebidas impactaria toda a indústria de refrigerantes do País. Os efeitos seriam a diminuição de empregos e investimentos, impacto negativo na escala produtiva do concentrado, que hoje é uma plataforma relevante de exportação, para mercados da América do Sul.

O presidente da Fieam lembrou ainda do efeito ambiental do PIM, uma vez que o modelo representa alternativa econômica contra atividades que degradam o meio ambiente.  

“Graças a essa atividade ambientalmente correta no interior da Amazônia Ocidental, foi possível manter intocado aproximadamente 98% da cobertura florestal original do Amazonas, fato que justifica a necessidade imperiosa de evitar a crescente redução das vantagens fiscais da ZFM frente ao restante do País, a fim de que possa continuar a preservação do ecossistema existente, em cujo cenário os incentivos fiscais são importantes e necessários”, reforça o presidente da Fieam.

O presidente do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), Wilson Périco lamentou que o segmento de concentrados do PIM seja novamente alvo de ataques de parlamentares de outras regiões do País.

“Mas nós estamos preparados, para rebater esses ataques. Nós temos condições de discutir esse e outros temas que envolvem os direitos e aquilo que gera empregos no nosso Estado”, garantiu Périco.

Texto: Emerson Medina

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Santander renegocia dívidas com clientes do Amazonas até 31 de março

Santander lança campanha nacional para negociação de dívidas com prazos estendidos de parcelamento e descontos de mais de 90% tanto pessoa física quanto jurídica.

19 de janeiro de 2022

Greve da Receita Federal pode gerar desemprego no PIM, alerta Cieam

Greve dos auditores fiscais preocupa o presidente do Centro das Indústrias do Amazonas, que teme demissão de postos de trabalho caso empresas precisem se reprogramar.

19 de janeiro de 2022

App se posiciona a favor de motoboys, após encerramento da Uber Eats

Fui App se posiciona a favor de motoboys quee receberam notícia do fim das atividades da Uber Eats, após sanção de lei que amplia direitos de entregadores de refeições.

18 de janeiro de 2022

FGV recebe inscrições até sexta-feira para seleção do Censo 2022 do IBGE

FGV inscreve online para mais de 206 mil vagas para o recenseamento que deve visitar mais de 70 milhões de domicílios em todo o País, de acordo com projeção do IBGE.

18 de janeiro de 2022

Governo do Amazonas investe na piscicultura familiar de Iranduba

Fomento abrange desde entrega de alevinos e kits de análise de água a assistência técnica e compra de pescado. Ao todo, foram beneficiados 700 piscicultores do estado.

18 de janeiro de 2022

Com 70,9% das famílias devendo, país encerra 2021 com recorde de endividados

De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), o nível de endividamento médio das famílias brasileiras em 2021 foi o maior em 11 anos.

18 de janeiro de 2022

Servidores federais realizam ato contra ‘congelamento salarial’

Protestos acontecem em frente ao edifício-sede do Banco Central, em Brasília. Mobilização de servidores federais pede reestruturação de carreiras e reajuste salariais.

18 de janeiro de 2022

Anac autoriza redução no número de comissários em voos da Gol e Azul

Decisão leva em consideração "o recente e ainda crescente surto da variante ômicron do coronavírus no Brasil e seus respectivos impactos na disponibilidade de tripulantes".

18 de janeiro de 2022