fbpx

sábado, 27 de novembro de 2021

Empreendedoras: mais de 11 mil mulheres receberam crédito da Afeam

Pequenas produtoras, profissionais individuais e autônomas correspondem a mais da metade das operações contratadas na linha de crédito da Agência.

19 de novembro de 2021

Compartilhe

Cecília Pinheiro é uma das empreendedoras beneficiadas pela Afeam (Foto: Divulgação)

O número de mulheres que estão se tornando donas do próprio negócio, gerando empregos e renda, cresce a cada ano no Amazonas. Nesta sexta-feira (19/11), quando se celebra o Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino, a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) informou que atendeu mais de 11 mil mulheres com diversas iniciativas empreendedoras desde o início da pandemia, em 2020.

Pequenas produtoras locais, profissionais individuais e autônomos com lideranças femininas compõem uma importante parcela das mais de 19 mil operações contratadas pela Afeam por meio do crédito emergencial. Desse total, as iniciativas de empreendedoras mulheres correspondem a 11.399 operações de crédito, sendo 9.194 delas no interior e 2.205 na capital.

Entre essas mulheres está Cecília Pinheiro, cliente especial que possui uma franquia de lavanderia em Manaus. A empreendedora assinala que o crédito da Afeam foi o fôlego que faltava para concluir o projeto, parado por conta da pandemia.

“Consegui manter uma loja e abrir outra unidade da minha franquia. Agradeço muito porque minha empresa não fechou”, disse ela.

De acordo com o balanço das aplicações do crédito emergencial da Afeam, foram mais de R$ 65,7 milhões aplicados. A maioria das empreendedoras beneficiadas atua no segmento de comércio em geral. O interior representa em média 60% desse montante.

Para o diretor-presidente da Afeam, Marcos Vinicius Castro, o empreendedorismo feminino ajuda a transformar as empresas e a realidade de diversas pessoas ao seu redor.

“A Afeam acredita que fomentar atividades lideradas por mulheres garante novas visões de mercado e as inspira a serem independentes financeiramente, além de dar um importante incremento à renda familiar”, disse.

Com informações da assessoria de imprensa

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Preocupação com nova variante derruba Bolsas da Europa

Ações ligadas a turismo e petroleiras despencaram. Paralelamente, dirigentes do Banco Central Europeu (BCE) reforçaram que inflação na zona do euro será temporária.

26 de novembro de 2021

Qualidade de vida no AM foi a sexta pior do país entre 2017 e 2018

Segundo dados do IBGE, a taxa de perda de qualidade de vida do Amazonas ficou em 0,216, obtendo resultado melhor apenas em relação ao Maranhão, Pará, Acre, Amapá e Alagoas.

26 de novembro de 2021

Renovação de incentivos fiscais estaduais segue em compasso de espera

Sefaz afirma que o PL que prevê o novo texto da legislação fiscal está em tramitação na Casa Civil e deverá ser enviado à Aleam no início de dezembro.

26 de novembro de 2021

Em Manaus, XP seleciona interessados para atuar no mercado financeiro

Programa 'XP Future' tem objetivo de reforçar o time de colaboradores em locais considerados estratégicas para a companhia, como Manaus. Na cidade, são oferecidas 10 vagas.

26 de novembro de 2021

Cursos ofertam 1.000 vagas para qualificação no Amazonas

Os cursos são direcionados para a população que busca por qualificação profissional, para concorrer a uma vaga no mercado de trabalho. Inscrições iniciam nesta sexta-feira.

26 de novembro de 2021

Pesca esportiva pode ser implementada na comunidade Boca do Mamirauá

Iniciativa busca incentivar turismo para geração de renda na comunidade, situada na zona rural de Uarini. Implantação está sendo viabilizada pelas secretarias Sepror e Sema.

26 de novembro de 2021

Juros cobrados de empresas e famílias sobem em outubro, diz BC

Famílias pagaram taxa média de 43,8% ao ano, com alta de 2,1 pontos percentuais em relação a setembro, e as empresas, 19,1% ao ano, aumento de 2 pontos percentuais.

26 de novembro de 2021

Projeto fixa prazo para elaboração de Processos Produtivos no PIM

PL 1077/19, aprovado da CCJ da Câmara, estabelece que o governo terá 120 dias para fixar processos produtivos básicos (PPBs) de empresa interessada em se instalar no PIM.

26 de novembro de 2021