fbpx

domingo, 03 de julho de 2022

Crise dos componentes ameaça linhas de produção no PIM

Fabricantes anunciam a possibilidade de reduzir número de linhas de produção até o final de 2021, na tentativa de ajustar o planejamento produtivo ao volume de insumos.

6 de setembro de 2021

Compartilhe

Crise dos componentes ameaça linhas de produção no PIM. (Foto: Reprodução)

Desajustes na cadeia de suprimentos mundial seguem afetando a produção no Polo Industrial de Manaus (PIM). Segundo as entidades que representam as indústrias no Amazonas, fabricantes começam a comunicar a possibilidade de redução no número de linhas de produção até o final de 2021, na tentativa de conseguir ajustar o planejamento produtivo aos volumes de insumos recebidos.

“Temos o caso de uma indústria que já anunciou férias coletivas para tentar reduzir a produção enquanto o suprimento seja normalizado. E temos outras empresas que já nos reportaram que estão tendo dificuldades para continuar com todas as linhas de produção em funcionamento até o final do ano”, informou o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Nelson Azevedo.

Azevedo enfatizou que o cenário de desabastecimento de componentes eletrônicos gera aumento no custo de produção, escassez de produtos e, consequentemente, aumento de preços ao consumidor final.

A situação vem sendo agravada pela proliferação de casos da variante Delta na Ásia, onde estão concentrados os principais fornecedores dos insumos. Portos enfrentam congestionamentos, além da falta de navios e de conteineres para longos trajetos.

“Mas como o controle da pandemia com o avanço da imunização da população, acreditamos que em meados do próximo ano ou no máximo até o final de 2022 a situação já esteja regularizada”, disse Azevedo.

O presidente do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), Wilson Périco, disse que algumas empresas resolveram conceder férias coletivas, como foi o caso da Yamaha Motor da Amazônia, e outras, informaram que planejam ações similares para tentar ajustar o planejamento produtivo ao volume de insumos.

“O fornecedor, hoje, não tem capacidade para atender à demanda global reprimida em curto espaço de tempo. Isso está gerando impactos às indústrias no PIM. Por conta disso, algumas empresas resolveram conceder férias, licença remunerada, para que possam recompor esses estoques e voltarem a cumprir o plano de produção sem maiores atropelos”, disse.

“Outras empresas pensam em adotar ações similares para poder acomodar a questão do planejamento, cumprimento desse plano com o abastecimento de insumos”, completou Périco.

Yamaha anunciou suspensão na produção

A fabricante Yamaha informou que suspenderá os trabalhos em parte das linhas de produção de motocicletas e motores de popa, no período de 9 a 24 de setembro. O problema, segundo a empresa, é o agravamento no desabastecimento de insumos ocasionado pela proliferação da variante Delta, na Ásia, principal fornecedor dos componentes às indústrias.

Conforme a Yamaha, os trabalhadores que operam nas linhas afetadas entrarão em férias coletivas. Enquanto as demais atividades operacionais das empresas que integram o Grupo Yamaha do Brasil seguirão em regular atividade durante todo o período.

Confira a nota da Yamaha na íntegra:

“Considerando a situação adversa do cenário logístico internacional, causada pelos efeitos da pandemia pela variante Delta do coronavírus na Ásia, e visando ajustar o fluxo do recebimento de insumos, o Grupo Yamaha suspenderá as atividades em algumas de suas linhas de produção de motocicletas e motores de popa, no período de 9 a 24 de setembro. Nas linhas afetadas, os colaboradores estarão em férias coletivas.

Parte da produção, assim como as demais atividades operacionais das empresas do Grupo Yamaha do Brasil, permanecerão em regular atividade durante esse período”.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Receita Federal alerta para golpe do falso IOF antecipado via Pix

A Receita Federal informa que jamais fornece dados para recolhimento de tributos ou de taxas via transferência. Os fraudadores fornecem documentos falsos de notificação.

2 de julho de 2022

Aumenta o número de brasileiros endividados acima de 60 anos

Ao todo, o país tem 66,1 milhões de endividados – recorde da série histórica iniciada em 2016. Antes, o pico do endividamento foi atingido em abril de 2020, com 65,9 milhões.

2 de julho de 2022

Leis que beneficiam policiais e professores são sancionadas no AM

Governador do Amazonas beneficia policiais civis com equiparação da aposentadoria e professores da rede pública estadual de ensino com 14º e 15º salários.

2 de julho de 2022

Manaus vai sediar maior evento de networking de Tecnologia e Inovação

Estão abertas as inscrições para o ‘AATEC Day 2022’, evento gratuito voltado para gestores e profissionais de Tecnologia e Inovação. Evento vai acontecer em 23 de julho.

1 de julho de 2022

Micro e pequenas empresas poderão renegociar dívidas com a União até 31 de outubro

Inadimplência tributária pode ocasionar a exclusão do Simples Nacional, importante regime criado para as MPE, que proporciona o recolhimento de impostos em via única.

1 de julho de 2022

Geladeiras devem exibir nova etiqueta de eficiência energética a partir de hoje

Nova etiqueta traz três subclasses, indicando diferença de consumo de até 30% entre os produtos mais eficientes. Além disso, um QR Code vai remeter ao status do refrigerador.

1 de julho de 2022

AM pode atrair investimentos de bancos internacionais, diz BNDES

Presidente do BNDES, Gustavo Montezano, participa de eventos que discutem investimentos e economia verde da Amazônia, em Manaus com bancos internacionais.

1 de julho de 2022

Festa do Leite e Feira Agropecuaria devem injetar R$ 5 milhões em Autazes

Festa do Leite e Feira Agropecuária de Autazes terão instituições bancarias com oferta de linhas de créditos voltadas para produtores do setor rural do município.

30 de junho de 2022