fbpx

terça, 07 de dezembro de 2021

COP26: Roberto Neto defende criatividade na transição para economia verde

Por videoconferência, Roberto Campos Neto disse os bancos centrais de todo o mundo deverão ser criativos para financiar a transição para economia verde.

3 de novembro de 2021

Compartilhe

O presidente do Banco Central participou por vídeoconferência do evento (Foto: Divulgação)

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, disse hoje (3) que as mudanças climáticas entraram nas análises de risco dos bancos centrais por afetarem a política monetária e, também a estabilidade dos preços.

Campos Neto participou, nesta quarta-feira, por videoconferência, de um evento do Pavilhão Brasil na Cúpula do Clima das Nações Unidas (COP26), sobre a agenda de sustentabilidade do BC.

Campos Neto disse que cada vez mais os bancos fazem análises de como essa variável do risco climático pode impactar o sistema financeiro e, como consequência, na variação dos preços e citou como exemplo o fato de que as mudanças climáticas têm influenciado no aumento do preço e no debate sobre um modelo mais limpo de produção da energia elétrica, bem como a produção de alimentos.

“A degradação do meio ambiente afeta as políticas monetárias. Isso vimos no Brasil, onde tivemos a primeira onda [da pandemia de covid-19] e depois tivemos uma geada que acabou afetando a produção de alimentos e também muitos eventos climatológicos mudando as cadeias de fornecimentos”, disse. “Para nós é muito importante vislumbrar essa estabilidade ao longo do tempo para que essa política monetária seja mais eficaz”, completou.

Na avaliação do presidente do BC, devido a esse conjunto de fatores, o cenário de pós-pandemia vai atrasar a transição do Brasil para uma economia verde e será necessário, em todo o mundo, que os bancos centrais sejam criativos no financiamento dessa transição.

“Essa transição a uma economia verde vai ser mais difícil do que se imaginava. Por isso é importante se manter a criatividade no financiamento da transição”, afirmou.

A transparência nas informações a respeito da produção verde foi um dos pontos que Campos Neto considerou necessário para ajudar nesse processo de transição. Ele disse que o BC tem trabalhado para coletar e disponibilizar o máximo de informações para o desenvolvimento desse novo sistema financeiro, com um mercado de capitais que canalize produtos vinculados aos títulos verdes.

O presidente do BC voltou a defender a precificação do crédito de carbono e disse ainda que a COP26 é uma oportunidade para debater o tema.

“Entendemos que há idiossincrasias em cada região e cultura, e a precificação talvez seja a melhor forma de alocar recursos para aqueles que têm mais e visam maior sustentabilidade e aqueles que tem sustentabilidade, mas não tem os recursos. Isso cria mercado e se pudermos fazer a ponte de forma que possamos criar um ambiente sustentável através da precificação do carbono, que faça sentido, claro, poderemos seguir adiante para o próximo estágio”, afirmou.

Fonte: Agência Brasil

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Construtora inscreve pessoas negras para programa nacional de trainee

O objetivo é promover maior equidade de oportunidades no ambiente corporativo - especialmente no que se refere à ocupação de cargos de liderança.

6 de dezembro de 2021

Fluxo no transporte hidroviário intermunicipal aumenta 21% em novembro

Em novembro, 87.657 pessoas utilizaram embarcações, com saída dos postos de fiscalização da Arsepam em Manaus, para outros municípios do estado. Em outubro, foram 72.288.

6 de dezembro de 2021

Saques em poupança superam depósitos em R$ 12,37 bilhões

De janeiro a novembro, foi registada retirada líquida de R$ 43,157 bilhões. Em 2020, a poupança captou R$ 166,31 bilhões em recursos, o maior valor anual da série histórica.

6 de dezembro de 2021

Brasil lança oficialmente os selos nacionais de Indicações Geográficas

Selos nacionais de Indicação de Procedência ou Denominação de Origem serão lançados oficialmente no IV Evento Internacional de Indicações Geográficas e Marcas Coletivas.

6 de dezembro de 2021

Banco do Brasil realiza mutirão para renegociação de dívidas

Mutirão de negociação de dívidas começa nesta segunda-feira (6) vai até o dia 17 de dezembro, com descontos de até 95% para pagamento à vista das dívidas vencidas.

6 de dezembro de 2021

INSS divulga calendário de pagamentos para 2022; confira

Os depósitos para 36 milhões de beneficiários seguirão a sequência de anos anteriores, com um calendário para quem recebe um salário mínimo e outro para quem ganha mais.

6 de dezembro de 2021

Mais de 2 mil bolsas de pós-graduação são disponibilizadas em Manaus

As inscrições para as bolsas de estudo de 100%, 70% e 50% seguem até o dia 28 de janeiro. A primeira chamada dos selecionados acontece no dia 1º de fevereiro de 2022.

6 de dezembro de 2021

Cartões chegam ao Juruá: auxílio injetará R$ 4,8 milhões/ano em Eirunepé

Com o benefício mensal no valor de R$ 150, a estimativa é de que aproximadamente R$ 400.950 sejam injetados na economia da cidade, mensalmente.

6 de dezembro de 2021