fbpx

segunda, 08 de agosto de 2022

Consumo nos lares brasileiros recua 2,33% em agosto, mostra pesquisa

Na comparação com agosto do ano passado, o consumo caiu 1,78%, mas, no acumulado do ano, houve alta de 3,15%. Números são da Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

14 de outubro de 2021

Compartilhe

Queda reflete fatores como alta da inflação e desemprego, diz Abras (Foto: Reprodução)

O consumo nos lares brasileiros caiu 2,33% entre julho e agosto deste ano. Conforme levantamento da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), na comparação com agosto do ano passado, o consumo caiu 1,78%, mas, no acumulado do ano, houve alta de 3,15%.

Segundo a Abras, os percentuais são reflexo de fatores externos e internos, como a alta da inflação e o desemprego. “Câmbio, geadas e a população, com bolso mais restrito, tiveram influência no resultado de agosto”, afirmou o vice-presidente da Abras, Marcio Milan.

De acordo com entidade, as datas nas quais o consumo tende a aumentar de consumo representam um momento de otimismo para o setor. “Apesar dessa desaceleração, estamos confiantes e manteremos nossa projeção inicial de crescimento de 4,5% para 2021”, reforçou Milan.

A cesta de 35 produtos de largo consumo nos supermercados fechou o mês custando R$ 675,73, com aumento de 1,07% em relação a julho de 2021. No comparativo com o mesmo mês do ano passado, o crescimento foi de 22,23%.

Os produtos que tiveram as maiores altas foram a batata (20,9%), o café torrado e moído (10,7%) e o frango congelado (7,1%). Também aparecem na dos itens cujo preço subiu o sabonete (4,3%) e o ovo (3,7%). As maiores quedas são da cebola (-4,9%), refrigerante pet (-2,8%), tomate (-2,3%), farinha de mandioca (-1,7%) e feijão (-1,5%).

João Pessoa foi a cidade com maior variação entre agosto de 2020 e agosto deste ano, com alta de 32,47%. Com isso, o valor da cesta na capital paraibana ficou em R$ 624,45 contra R$ 471,37 de 2020. Com avanço de 18,12%, Cuiabá aparece com o menor índice entre as capitais brasileiras, com custo de R$ 535,93 ante R$ 453,70 em agosto passado.

“Estamos acompanhando com atenção a questão dos preços e a variedade de marcas no mercado que cabem em todos os bolsos. É necessário o consumidor pesquisar neste momento”, disse Milan.

Fonte: Agência Brasil

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Caminhoneiros recebem benefício emergencial a partir desta terça

O Benefício Caminhoneiro-TAC do Governo Bolsonaro tem validade até 31 de dezembro de 2022 e será pago em seis parcelas mensais, no valor de R$ 1 mil.

7 de agosto de 2022

Pequenos negócios geram 72% das vagas de emprego no 1º semestre

Na divisão por setores da economia, os pequenos negócios apresentaram saldo positivo na criação de empregos em todos os segmentos no acumulado do ano.

7 de agosto de 2022

Ataques de hackers fazem ANP adiar divulgação de preços da gasolina

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis informou que os sistemas foram retirados do ar para avaliação dos riscos à segurança cibernética da agência.

6 de agosto de 2022

Bancada do AM continua luta para sustar decreto de Bolsonaro contra a ZFM

Novo decreto tenta burlar a decisão do STF que preservou os produtos da Zona Franca que são submetidos a PPB. Petição será encaminhada ao ministro Alexandre de Moraes.

5 de agosto de 2022

Santander destina R$ 2 milhões para projetos de emprego e renda no País

Dez instituições de todo o País serão contempladas com recursos para projetos de emprego e renda voltados para jovens e adultos com proposta de inclusão produtiva.

5 de agosto de 2022

Suframa promove debate sobre cenários da Bioeconomia até 2040

Inscrições para o “Fórum de Bioeconomia” estão abertas. Objetivo é alinhar diretrizes e ações efetivas de caráter estratégico com reflexos no desenvolvimento da região.

5 de agosto de 2022

Ronaldo ‘Fenômeno’ detalha criação da SAF em evento da Expert XP 2022

Ex jogador da Seleção Brasileira e de times nacionais e internacionais, Ronaldo "Fenômeno" detalhou como opera a primeira SAF do futebol do País.

4 de agosto de 2022

Fieam completa 62 anos e cobra cumprimento de liminar em favor da ZFM

Decreto presidencial publicado no fim de semana contraria decisão liminar do ministro do STF Alexandre de Moraes e determina nova redução do IPI para itens produzidos na ZFM.

3 de agosto de 2022