fbpx

domingo, 24 de outubro de 2021

Com acréscimo de 50%, novo Bolsa Família vai ultrapassar teto de gastos

Em entrevista concedida nesta terça (15), Bolsonaro anunciou que pretende elevar o valor do benefício dos atuais R$ 190 para R$ 300, pegando a equipe econômica de surpresa.

16 de junho de 2021

Compartilhe

Segundo Bolsonaro, Bolsa Família terá um reajuste de 50%, em dezembro (Foto: Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou que o programa Bolsa Família terá um reajuste de 50%, passando dos atuais R$ 190 para R$ 300, em média, a partir de dezembro. O anúncio aconteceu durante entrevista concedida à à filiada da TV Record em Rondônia nesta terça-feira (15).

“E o Bolsa Família, a ideia é dar um aumento de 50% para ele em dezembro, para sair de média de R$ 190, um pouco mais de 50% seria para R$ 300. É isso que está praticamente acertado aqui. Então a equipe econômica já praticamente bateu o martelo nesse novo Bolsa Família a partir de dezembro, de R$ 300 em média”, disse o presidente.

Mas, de acordo com informações do Estadão, ao contrário do que afirmou o presidente, a declaração pegou de surpresa os próprios membros da equipe econômica do governo. Até o momento, todas as discussões em torno do tema consideravam um aumento máximo de 31%, elevando o valor do benefício a até R$ 250.

Valor ultrapassa teto de gastos

Ainda segundo a publicação, o reajuste avaliado pela equipe econômica, até a média de R$ 250, representaria um aumento de R$ 18,7 bilhões nos gastos com o programa, que passaria a custar R$ 51,51 bilhões aos cofres públicos no ano que vem.

O aumento de R$ 50 reais no valor médio do benefício prometido por Bolsonaro elevaria ainda mais as despesas com o programa – valor que não cabe no teto de gastos do governo para 2022.

A justificativa dada pelo presidente para o reajuste são os problemas causados pela pandemia, como a inflação que, segundo Bolsonaro, elevaram o valor de itens da cesta básica entre 14% e 50%.

Atualmente, pelos dados de maio do Ministério da Cidadania, 14,7 milhões de famílias são beneficiadas pelo Bolsa Família.

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Suframa prevê investimentos de R$ 7,9 bilhões e 1,4 mil novos empregos

A diversificação da produção de motocicletas elétricas, que deve gerar 218 novos postos de trabalho e investimentos de R$ 54 milhões, foi apresentada na reunião.

24 de outubro de 2021

Selos Brasileiros são criados para identidade única das Indicações Geográficas

Criação dos Selos é uma iniciativa liderada pelo Ministério da Economia/INPI, em parceria com o Sebrae e o Ministério da Agricultura, que irá agregar valor aos produtos.

23 de outubro de 2021

AM é líder em investimento em recursos humanos altamente qualificados

Com recursos de mais R$ 100 milhões, Programa de Apoio à Pós-Graduação Stricto Sensu, da Fapeam, investe na formação de recursos humanos altamente qualificados no estado.

23 de outubro de 2021

Amazonas teve a pior taxa de sobrevivência de empresas do país em 2019

Em 2019, só 16,3% das unidades locais de empresas do Amazonas seguiam ativas após dez anos de existência. Na Região Norte, a taxa de sobrevivência das unidades era de 19,0%.

23 de outubro de 2021

Supermercados cresceram 25% com retomada de projetos em 2021

Levantamento da Geofusion aponta para uma possível recuperação no ritmo de expansão dos supermercados. Projetos interrompidos por conta da pandemia foram retomados.

23 de outubro de 2021

Guedes minimiza exoneração de secretários e diz que saída é ‘natural’

Saída de quatro secretários da pasta aconteceu após manobra do governo federal para furar o teto de gastos e garantir o benefício de R$ 400 para o Auxílio Brasil.

22 de outubro de 2021

Contas externas têm déficit de US$ 1,7 bilhão em setembro, diz Banco Central

Em 12 meses, o déficit em transações correntes é de US$ 20,702 bilhões, 1,3% do Produto Interno Bruto, ante o saldo negativo de US$ 19,349 bilhões em setembro de 2021.

22 de outubro de 2021

Voltz Motors iniciará operações no PIM em dezembro

Fabricante de motos elétricas pretende reduzir o volume de importação a partir do adensamento da cadeia produtiva local. A expansão conta com investimentos de R$54 milhões.

22 de outubro de 2021