fbpx

sexta, 27 de maio de 2022

Codam aprova 29 projetos e investimentos que somam R$705 mi

Na primeira reunião do ano, o Codam avaliou pauta com projetos de implantação de novas linhas de produção nos setores eletroeletrônico e duas rodas.

17 de fevereiro de 2022

Compartilhe

Codam realizou primeira reunião do ano e aprovou investimentos de R$705 milhões (Foto: Reprodução)

O Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam), em sua 294ª Reunião Ordinária e primeiro encontro do ano, aprovou pauta com previsão de investimentos de R$705 milhões. Foram aprovados 29 projetos, sendo 14 de implantação, 12 de diversificação e três de atualização. O encontro aconteceu na sede da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), nesta quinta-feira (17).

A partir dos projetos industriais aprovados, a previsão é que nos próximos três anos sejam criados 1.286 novos postos de trabalho e 156 sejam remanejados.

Entre os projetos que tiveram destaque na pauta estão: o da Flextronics da Amazônia Ltda com investimentos de R$ 64,7 milhões para implantação de linha de produção de placa de circuito impresso montada para áudio e vídeo. A nova produção gerará 113 novas oportunidades de emprego.

A fabricante M3 Indústria de meios de Transportes Sustentáveis Ltda, que se instalará no parque industrial para a produção de bicicleta elétrica, com investimentos de R$5,8 milhões e geração de 35 novos empregos.

Em relação às propostas de diversificação, a fabricante Coplast Indústria Química Ltda teve destaque com previsão de investimentos de R$42 milhões para a fabricação de artigos diversos de materiais plásticos e geração de 102 novos empregos.

Investidores internacionais buscam o PIM

O titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Jório Veiga, conduziu a reunião e destacou os investimentos crescentes no segmento plástico.

“Os investimentos no segmento termoplástico seguem crescentes. Empresas internacionais buscam o estado do Amazonas para analisar a possibilidade de se instalar no Polo Industrial de Manaus (PIM). Tentamos convencê-los a operarem aqui e termos os investimentos e geração de emprego e renda”, disse.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Audiovisual contrata 40% a menos com fim de editais e pandemia

Estudo Tela Amazônia identificou que a maioria das produtoras de audiovisual no Amazonas atua há dez anos no mercado e 98,4% estão formalizadas.

27 de maio de 2022

Bolsonaro recua de reajuste para policiais e sugere 5% para todos os servidores

Chefe do Executivo busca garantir o apoio de servidores federais à sua reeleição, mas afirma que tem enfrentado dificuldade para abrir espaço no Orçamento.

27 de maio de 2022

Plano de saúde individual vai subir 15%, a maior alta em 22 anos

Percentual deve impactar cerca de 8,9 milhões de consumidores de planos individuais de saúde no Brasil. Reajuste não vale para planos coletivos empresariais e por adesão.

27 de maio de 2022

Manejo florestal sustentável é aposta para diversificação econômica do AM

O Estado está preparando uma política de governo para o tema. O planejamento estratégico, orientado por Wilson Lima, vislumbra novos vetores que gerem emprego e renda.

27 de maio de 2022

‘Catastrófico’, cita Sefaz sobre projeto que unifica ICMS em 17%

Secretário da Sefaz afirma que caso projeto de unificação do ICMS em 17% seja sancionado, arrecadação estadual terá perda de R$ 1 bilhão ao ano, afetando serviços à população

27 de maio de 2022

Com R$ 195 bilhões, Receita bate recorde de arrecadação em abril

No quadrimestre (de janeiro a abril de 2022), a arrecadação da Receita Federal alcançou o valor de R$ 743,2 bilhões, o que representa um acréscimo de 11,05% pelo IPCA.

26 de maio de 2022

Redução do ICMS: Bolsonaro sinaliza veto a compensação para estados

Bolsonaro disse que compensação, prevista em projeto aprovado na Câmara que limita ICMS da energia e de combustíveis, "não tem cabimento" e que poderá vetar o dispositivo.

26 de maio de 2022

Criticado até por bolsonarista, salário mínimo de R$ 1.212 é aprovado

Valor já está em vigor desde o primeiro dia do ano, quando Bolsonaro editou a medida provisória. A proposta, no entanto, precisava ser confirmada pelo Congresso Nacional.

26 de maio de 2022