fbpx

quarta, 01 de dezembro de 2021

Brasil e Colômbia assinam acordo de cooperação econômica e ambiental

Bolsonaro recebeu o presidente da Colômbia, Iván Duque, nesta terça-feira (19), no Palácio do Planalto, para assinatura dos atos bilaterais em áreas estratégicas.

19 de outubro de 2021

Compartilhe

Segundo o presidente, o encontro com Iván foi muito produtivo (Foto: Cláudio Reis/Sebrae)

O Governo Federal firmou uma série de acordos de cooperação com o governo colombiano para realizar projetos de desenvolvimento social e econômico em áreas estratégicas como ciência, tecnologia, saúde, agricultura, exportações, segurança e sustentabilidade.

O presidente Jair Bolsonaro recebeu o presidente da Colômbia, Iván Duque, nesta terça-feira (19), no Palácio do Planalto, para assinatura dos atos bilaterais. Carlos Melles, presidente do Sebrae, estabeleceu acordo com o Serviço Nacional de Aprendizagem da Colômbia (Sena) para expansão de boas práticas que impactem as duas nações.

De acordo com Bolsonaro, os dois países irão juntos à conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o clima, a COP 26, na Escócia, para defender a Amazônia. “Com certeza chegaremos unidos em Glasgow para tratarmos de um assunto muito importante e caro para todos nós: a nossa querida, rica e desejada Amazônia”, afirmou.

Segundo o presidente, o encontro com Iván foi muito produtivo, pois discutiram assuntos que irão impulsionar o desenvolvimento da economia colombiana e brasileira.

“Trocamos informações e interesses mútuos que nos preocupam e que podem levar nossos países para melhores resultados. A Colômbia apresenta alto grau de imunização, assim como no Brasil esperamos voltar à normalidade o quanto antes. Tratamos de biodiesel, etanol ciência, tecnologia e agricultura. A questão da segurança alimentar, que é um objetivo permanente de qualquer nação, também foi discutida. Além de entender os problemas, queremos buscar melhorias para nossos povos”, declarou Bolsonaro.

Iván Duque confirmou que a proteção da Amazônia é uma pauta prioritária para Colômbia e o Brasil, defendendo que haja políticas de respeito à soberania e combate aos crimes ambientais em um território “tão valioso”. O presidente colombiano disse que enxerga os acordos como uma oportunidade para que os países fortaleçam suas relações comerciais.

“Quero destacar que as relações bilaterais entre Brasil e Colômbia estão no ponto mais alto, vamos seguir fortalecendo isso. Essa relação será crescente através das exportações, da entrada de empresários brasileiros no mercado colombiano com produtos agrícolas e industriais, da troca de experiências, da geração de empregos e mão de obra qualificada”, disse.

Sebrae e Sena

O acordo assinado por Sebrae e Sena une duas instituições que são referência em projetos de capacitação, aprendizagem e melhoria do ambiente de negócios. Ambas estão comprometidas em compartilhar metodologias e boas práticas de fomento ao desenvolvimento das micro e pequenas empresas no Brasil e na Colômbia, especialmente em temáticas de inovação, tecnologia, produtividade, acesso a crédito e novos modelos de negócio.

Para o presidente do Sebrae, Carlos Melles, o acordo é um avanço porque motivará o contato das duas nações, possibilitando entendimento mútuo dos problemas e soluções aplicáveis nos diferentes contextos.

“Estabelecer conexões com países vizinhos é fundamental, pois permite que nós possamos entender o que tem dado certo por lá e nos dá a chance de mostrar o que tem funcionado por aqui. Vamos trocar iniciativas que incentivam o emprego, geram novos modelos de negócios, aumentam a competitividade e impactam diretamente na economia”, observou.

Fonte: Sebrae

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Carnaval e Covid: empresários temem perder mais vidas e não vendas

Empresários consideram que o possível cancelamento do carnaval poderá afetar o faturamento dos setores. Porém, destacam que o momento é de prevenção à saúde pública.

1 de dezembro de 2021

Garimpo no Madeira expõe falta de alternativas no interior, diz Sidney Leite

Segundo Sidney Leite, a cadeia produtiva da mineração beneficia a mais de 38 mil famílias que trabalham na calha do Madeira, principalmente nas proximidade de Humaitá.

30 de novembro de 2021

No Brasil, desemprego cai 1,6 ponto percentual e atinge 12,6%

Número de pessoas em busca de emprego no país recuou 9,3% e, com isso, chegou a 13,5 milhões. Os ocupados tiveram um crescimento de 4%, alcançando 93 milhões de pessoas.

30 de novembro de 2021

Produtor terá acesso a linhas de crédito especiais durante Expoagro

Ao menos cinco instituições financeiras vão participar da Exposição Agropecuária ofertando linhas de crédito em condições especiais para o produtor rural do Amazonas.

30 de novembro de 2021

Desemprego cai, mas informalidade ainda atinge 59% dos amazonenses

Taxa de desocupação do estado caiu 2,3 pontos percencetuais no 3º trimestre, passando de 15,8%, entre abril e junho, para 13,4% entre julho e setembro, segundo dados do IBGE.

30 de novembro de 2021

Sob expectativa do público, Havan não tem data de inauguração em Manaus

A empresa se restringiu em informar que a unidade da Havan será inaugurada em 2022 e que os planos foram afetados pela pandemia e por reflexos no setor de construção civil.

30 de novembro de 2021

Conhecimento é vital para a sobrevivência de empresas, diz especialista

O prof. Marcelo Miyashita, um dos mais reconhecidos profissionais de marketing do país, estará em Manaus ministrando dois cursos sobre Networking e Gestão de Atendimento.

30 de novembro de 2021

Férias e 13º: proteção e lucro para o dinheiro extra que está chegando

Entrevistado na TV RealTime1, o consultor econômico Igor Queiroz lembrou que é importante definir o prazo que o dinheiro poderá ficar investido antes de escolher seu destino.

30 de novembro de 2021