fbpx

quinta, 20 de janeiro de 2022

Tarifa Social de Energia alcançará todos os beneficiários do CadÚnico

O deputado Marcelo Ramos atuou na defesa da, agora, Lei que vai elevar de 185 mil para 400 mil o número de beneficiados em todo o Amazonas.

1 de dezembro de 2021

Compartilhe

Antes, as famílias precisavam solicitar o benefício (Foto: Divulgação)

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) regulamentou, ontem (30/11) a Lei nº 14.203/2021, aprovada pela Câmara dos Deputados, que torna obrigatória a atualização do cadastro dos beneficiários da Tarifa Social de Energia Elétrica. Até então, a família precisava pedir o benefício para a distribuidora. Agora, o cadastro será automático para os usuários que estiverem inscritos no CadÚnico.

“Fruto de um intenso trabalho nosso, de mais de um ano, com reuniões com o diretor Geral da Aneel, André Pippetoni, e demais parlamentares, aprovamos esta lei que vai beneficiar os mais pobres. No Amazonas, sairemos de 185 mil para quase 400 mil famílias carentes, que terão desconto de até 60% nas contas de energia”, disse o vice-presidente da Câmara, deputado Marcelo Ramos (PL).

Para ter direito ao benefício, a família precisa estar inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, ter renda mensal menor ou igual a meio salário-mínimo por pessoa, e também as famílias com portador de doença que precise de aparelho elétrico para o tratamento – nesse caso, com renda mensal de até três salários-mínimos. Também têm direito as famílias com integrante que receba o Benefício de Prestação Continuada.

Atualmente, 12,4 milhões de famílias se beneficiam da tarifa social em todo o Brasil. No CadÚnico, são mais 7,2 milhões identificadas que atendem aos critérios legais, mas ainda não recebem o benefício. No cadastro do BPC são mais 4,1 milhões de famílias potenciais.

A Tarifa Social existe desde 2002 e oferece descontos para consumidores de baixa renda. Mas até hoje muitos brasileiros não conseguiram ter acesso a este benefício. Atualmente, no Amazonas existem 185 mil famílias beneficiárias. Esse número pode quase dobrar, com mais 180 mil famílias a serem cadastradas.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

Técnicos da Anvisa recomendam CoronaVac na faixa de 6 a 17 anos

A aprovação ou não do imunizante para esta faixa ainda depende da votação da Diretoria Colegiada da Agência de Saúde, que ainda está em andamento.

20 de janeiro de 2022

Santa Isabel do Rio Negro vira ponto do programa Amazônia Conectada

Hospital de Santa Isabel do Rio Negro (AM) é o mais novo ponto do programa federal Amazônia Conectada e deve fazer uso de telemedicina com internet por fibra óptica fluvial.

20 de janeiro de 2022

Teatro Amazonas e espaços culturais têm novos horários de funcionamento

Fica proibido o contato físico com elementos dos espaços, como colunas, paredes, vitrines expositoras, esculturas, pinturas, demarcadores, portas e maçanetas.

20 de janeiro de 2022

Predominância da variante Ômicron é de 93% em casos de Covid-19 no AM

Os novos casos detectados de Covid-19, pela Ômicron, não são de passageiros desembarcados em Manaus, vindos de regiões com transmissão comunitária da variante.

20 de janeiro de 2022

Com 7,5 mil novos casos, AM registra 29,1 mil casos de Covi-19 em dez dias

No dia 10 de janeiro deste ano, o Estado registrava 229 novos casos. Agora, são 7.505 novos casos da Covid-19 identificados nas últimas horas.

19 de janeiro de 2022

Centros de Testagem lotados podem aumentar riscos de contaminação

O Amazonas registrou quase 5 mil novos casos de Covid-19 na última terça-feira e o número pode aumentar com dois centros de testagem em funcionamento em Manaus.

19 de janeiro de 2022

Deficientes visuais trilham caminho da massoterapia, em Manaus

Turma do Senac AM, formada por 11 deficientes visuais, aprendeu técnicas como drenagem linfática, massagem relaxante, massagem terapêutica e massagem voltada para o atleta.

19 de janeiro de 2022

Pais de alunos do CMPM V se dizem prejudicados com mudança de turnos

A troca de turno em escola da zona centro-sul sem que os pais fossem avisados afeta 450 famílias estudantes, conforme denúncia feita na Aleam, nesta quarta-feira.

19 de janeiro de 2022