fbpx

terça, 18 de janeiro de 2022

Projeto Amazônia Conectada reativado promete fibra ótica em Barcelos

Interrompido em 2017, Projeto Amazônia Conectada é reativado pela Prodam com a finalidade de levar fibra ótica a todo interior do Amazonas.

24 de julho de 2020

Compartilhe

O diretor-presidente da Prodam, Guilherme de Moraes Silva, já promete fibra ótica em Barcelos

Boa notícia para os moradores de Barcelos. Até o fim do mês, o município estará contemplado pelo Projeto Amazônica Conectada, reativado pelo exército para interligar todo o interior do Estado com fibra ótica.

Quem garante é o diretor-presidente da Prodam, Guilherme de Moraes Silva. Ele assumiu o cargo, por determinação do governador Wilson Lima, com a missão principal de reativar, em parceria com as forças armadas, o projeto Amazônia Conectada.

Guilherme está no lugar certo. É o pai do projeto. “Ele foi meu projeto de tese de doutorado na UFMG. Infelizmente, não conclui o curso. Mas consegui ver a primeira parte do projeto em prática”, disse.

O projeto foi lançado em 2015 e já consumiu cerca de R$ 39 milhões de recursos federais. No entanto, só foi suficiente para levar a fibra ótica a apenas três de sua fases, cobrindo 850 km de cabos, equivalente a 10% de sua totalidade. Mas foi interrompido em 2017 por falta de verba.

O trecho que já está pronto interliga seis cidades do Amazonas: Manaus, Manacapuru, Coari, Tefé, Novo Airão e Iranduba. Assim, a próxima a ser interligada é Barcelos, que receberá a fibra a partir de Novo Airão.

Das infovias previstas no projeto, apenas a área em vermelho ficou pronta

Desde o dia 22, técnicos do Exército estão em Barcelos preparando a realização do Estudo de Rota Aprimorada (ERA), análise indispensável para a distribuição dos cabos. De lá, seguem para outra região.

O Projeto Amazônia Conectada teve orçamento inicial de R$ 1,5 bilhão, com a média de R$ 171 mil por km lançado. Mas o presidente da Prodam, Guilherme Moraes, acredita que esse valor possa ser bem menor.

“O Exército fez uma licitação internacional na primeira fase e conseguiu reduzir para R$ 45 mil por km lançado. Entretanto, creio que ele conseguirá trabalhar com números semelhantes”, concluiu.

Leia mais Dia a Dia

Pelo quinto dia seguido, Amazonas registra mais de mil casos de Covid-19

Desde o dia 11 de janeiro, o Amazonas registra números de casos positivos acima de mil por dia. A partir do dia 13, os registros começaram a superar os dois mil casos.

18 de janeiro de 2022

Segundo Centro de Testagem para Covid-19 será aberto nesta quarta-feira

Na semana passada, a Prefeitura abriu o primeiro centro de testagem, no Centro de Convenções Studio 5. Este segundo ponto terá capacidade para realizar 200 testes por hora.

18 de janeiro de 2022

Mais de 200 crianças foram vacinadas contra a Covid-19 em Manaus

A abertura da vacinação para crianças com comorbidades e deficientes de 5 a 11 anos ocorreu ontem em quarto pontos espalhados pela cidade. A vacina aplicada é a da Pfizer.

18 de janeiro de 2022

Risco de hipertensão e diabetes é maior entre população mais pobre

Risco de doenças crônicas é maior entre os adultos que frequentaram apenas oito anos do Ensino o que indica também inclinação maior ao sedentarismo e ao tabagismo.

18 de janeiro de 2022

Índice de vacinação no interior do Amazonas ainda é preocupante

Em municípios como Tabatinga e Ipixuna, menos de 30% da população está completamente imunizada. Wilson Lima afirmou que tem buscado formas de aumentar essas estatísticas.

18 de janeiro de 2022

Mais de 43 mil reservas de vagas para novos alunos são feitas em 12 horas

Reservas de vagas são feitas no site de matrículas que atende de forma simultânea a rede pública municipal e estadual de Ensino.

18 de janeiro de 2022

81% dos brasileiros apoiam passaporte de vacina em lugar fechado

Pesquisa da Datafolha vê maioria da população favorável ao passaporte de vacina contra Covid-19 o que tem forte oposição do governo Jair Bolsonaro.

17 de janeiro de 2022

Número de motoristas alcoolizados dirigindo veículos em Manaus cai 20%

Dirigir sob o efeito de bebida alcoólica ou se recusar a fazer o teste do bafômetro são consideradas infrações de trânsito gravíssimas, passível de multa ou suspensão da CNH.

17 de janeiro de 2022