fbpx

domingo, 14 de agosto de 2022

Presos ‘sufocam’ sistema prisional do AM: superlotação passa de 200%

Nos presídios do Amazonas, são 11.047 presos para 3.610 vagas. Enquanto outros 2.580 presos seguem à espera de julgamento na Justiça.

30 de novembro de 2021

Compartilhe

De acordo com a Polícia Civil (PC), 1.033 detentos cumprem penas em delegacias do interior (Foto: Divulgação/MNPCT)

O Amazonas apresenta um índice de superlotação de 206% nas 17 unidades prisionais. Em todo o estado, são 3.610 vagas para 11.047 presos.

Segundo dados da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), há no Amazonas 5.252 presidiários cumprindo pena em regime fechado e 5.795 em regime semiaberto. Estes, também conforme a Seap, são monitorados por meio de tornozeleira eletrônica.

Em comparação com 2020, quando a população carcerária era de 8.850, o número cresceu 25% até setembro deste ano.

A Polícia Civil (PC) informou que há 1.033 detentos cumprem penas em delegacias do interior do Estado. No entanto, a mesma PC destaca que, na capital, não há nenhum preso sob custódia.

Até setembro, 2.580 presos provisórios aguardavam julgamento da Justiça para saber se permaneceriam presos. Durante todo o ano de 2020, foram mais de 2,8 mil presos nesta situação.

Violação aos direitos humanos

De acordo com o site do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (MNPCT), a última inspeção em presídios do Amazonas foi em 2019, antes da eclosão da pandemia de covid-19.

À época, o MNPCT constatou diversas violações de direitos humanos, como ausência de atendimento médico que contemplasse toda a comunidade prisional, com graves casos de infecção intestinal que podiam ser consideradas como “surto” em todas as unidades.

Ainda em setembro, a reportagem indagou tanto o Ministério Público do Amazonas (MPE-AM) quanto a Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM) para saber se os dois órgãos acompanharam inspeções em unidades prisionais.

O RealTime1 também perguntou se os órgãos vão fazer mutirões carcerários, mas não obteve respostas.

Mais presídios

Ao RealTime1, a Seap informou que, até o final de 2022, o Governo do Amazonas pretende entregar novos presídios em Tefé, Maués e Manacapuru.

Segundo a secretaria, em Tefé, as obras já estão em andamento.

Para Maués, está sendo realizado um processo licitatório para a escolha da empresa que ficará responsável pela obra. Em Manacapuru, o projeto está em fase de elaboração.

Texto: Jefferson Ramos

Leia mais:

Leia mais Dia a Dia

Daniel Meirelles Pereira toma posse como novo diretor da Anvisa

Até a última quinta-feira (11), Fernandes Pereira ocupava o cargo de secretário-executivo do Ministério da Saúde. Por lei, os mandatos na Anvisa têm duração de cinco anos.

12 de agosto de 2022

Pavimentação da BR-319 tem risco de mais grilagem, apontam documentos

É grande o risco da pavimentação da BR-319 atrair mais grileiros para a região, segundo documentos do Ibama e do material para relatório do EIA/Rima.

11 de agosto de 2022

WhatsApp passa a permitir apagar mensagens após dois dias

A mudança antecipou um pacote de novidades divulgado nesta terça-feira (9) na rede social. Ainda este mês será possível esconder o status online.

10 de agosto de 2022

Obras do Complexo Viário dos anéis Sul e Leste seguem em ritmo acelerado

Para quem mora no entorno das obras dos Aneis Viários Sul e Leste, o projeto representa mais dignidade e progresso para a população e para a cidade de Manaus.

9 de agosto de 2022

Pacote de obras na área da segurança pública no AM chega a R$ 150 milhões

De 2019 a 2022, os recursos para reformas e reparos nas unidades policiais somam cerca de R$ 10 milhões. As obras incluem pintura, troca de fechaduras, parte elétrica, etc.

9 de agosto de 2022

Lei estadual garante visita gratuita a museus e prédios históricos do AM

A gratuidade, segundo a lei, não precisará ser concedida em dias que recaiam sobre feriados nacionais, estaduais ou municipais, ou ainda em ponto facultativo.

9 de agosto de 2022

Festejo de Santo Antônio de Borba agora é Patrimônio Cultural do AM

Festejo de Borba, realizado em junho, movimenta a economia da cidade e teve início em 1756 com eventos organizados por padres jesuítas no interior do Amazonas.

9 de agosto de 2022

Lei Aldir Blanc pode salvar Cultura com a Rouanet desmontada

Lei Aldir Blanc 2 pode recuperar vácuo da Lei Rouanet que foi paralisada no Governo Bolsonaro e democratizar mais o acesso aos recursos pelos trabalhadores da Cultura.

8 de agosto de 2022