fbpx

quarta, 26 de janeiro de 2022

Pesquisa da UFAM aponta dois cenários distintos da Covid-19 no AM

Itamarati não registrou nenhum novo caso de Covid-19 em Novembro. Enquanto isso, no município de Borba o índice de casos cresceu 434% em dezembro.

2 de janeiro de 2021

Compartilhe

Pelo tamanho da população (50% da população estadual), Manaus determina a tendência do total do Estado. (Foto: Divulgação)

Pelas dimensões geográficas e diferentes realidades geopolíticas, o Amazonas não poderia apresentar um cenário homogêneo em relação à pandemia da Covid-19.

Pesquisadores do Atlas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável no Amazonas (ODS), da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), que desde abril estudam os dados divulgados pelos órgãos responsáveis em monitorar o cenário da pandemia no Estado, atestaram que hoje existem dois quadros distintos.

Há os municípios que apresentaram tendência de desaceleração do número de casos de Covid-19 em dezembro e os que apresentaram tendência contrária, ou seja, de aceleração.

Borba e Itamarati se destacam

De acordo com os dados apresentados pelos pesquisadores Henrique Pereira, Danilo Egle e Bruno Lorenzetti os municípios de Itamarati e Borba se destacam.

Itamarati, localizado no sudoeste do Estado, não registrou nenhum novo caso de Covid-19 em Novembro. Enquanto isso, no município de Borba, situado ao Sul do Amazonas, foram registrados 146 novos casos da doença em dezembro, o que significa um aumento de 434% no número de casos.

Municípios que apresentaram redução de casos

Com base nos dados de registros de novos casos de Covid-19 compilados pelo grupo Brasil.io, existem 25 municípios Amazonenses (40% do total de 62 cidades do estado) em que o número de casos em dezembro foi menor do que em novembro.

Itamarati, Amaturá, Nhamundá, Canutama, Santa Isabel do Rio Negro, Carauri, Maués, Urucará, Santo Antônio do Içá, Beruri, Coari, Atalaia do Norte, Parintins, Pauini, Careiro, Barreirinha, Japurá, São Gabriel da Cachoeira, Urani, Silves, Iranduba, Itacoatiara, Careiro da Várzea, Tapauá e Alvarães são os municípios que apresentaram redução nos casos de Covid-19.

Estes municípios seguiram a tendência contrária ao cenário geral de todo Amazonas, e de Manaus. Pelo tamanho da população (50% da população estadual), Manaus determina a tendência do total do Estado.

Manaus

Dentre as cidades em que houve um aumento de novos casos acumulados no mês de dezembro em relação ao mês anterior está Manaus.

Contudo, na capital assim como nas cidades de Juruá, São Paulo de Olivença, Envira, Eirunepé, Urucurituba e Caapiranga os pesquisadores perceberam que a incidência da Covid-19 na população durante o mês de dezembro foi menor que a média do trimestre anterior.

“Esse grupo contém a maioria dos municípios do estado (60%). Os primeiros sete municípios Juruá, São Paulo de Olivença, Envira, Eirunepé, Urucurituba, Caapiranga e Manaus apresentaram valores para dezembro menores que a média do trimestre anterior (variação negativa), indicando que aceleração da pandemia foi menos intensa nesses lugares que nos demais municípios do grupo”, escreveram no relatório.

Cidades que merecem atenção especial

Os casos mais críticos seriam aqueles municípios em que os números de novos casos em dezembro são maiores que o dobro da média do trimestre anterior.

Estes seriam os casos dos seguintes municípios, em ordem crescente de aceleração: Presidente Figueiredo, Guajará, Jutaí, Fonte Boa, Boca do Acre, Nova Olinda do Norte, Apuí, Tonantins, Novo Airão, Codajás, Maraã e o mais crítico de todos: Borba.

Reportagem: Daniela Tipiti

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

Brasil tem primeira semana de alta de óbitos por Covid desde maio

Os números das últimas semanas ainda vão crescer. Nas próximas atualizações, janeiro tende a ser o primeiro mês com alta de óbitos frente ao mês anterior desde março de 2021.

26 de janeiro de 2022

Coleta de dados do Censo Demográfico 2022 do IBGE começa em 1º de agosto

Os recenseadores contratados visitarão, entre agosto e outubro, mais de 70 milhões de domicílios e todo o Brasil. Eles trabalharão uniformizados, com identificações do IBGE.

26 de janeiro de 2022

Estudo identifica pacientes mais propensos à Covid longa: entenda

Os pesquisadores analisaram os níveis de anticorpos de 175 pacientes com Covid-19 e 40 pessoas saudáveis. Entre os pacientes com Covid, 134 foram acompanhados por até 1 ano.

26 de janeiro de 2022

Começa hoje, em Manaus, a vacinação do público a partir dos 10 anos

Para vacinar crianças, os responsáveis devem apresentar certidão de nascimento ou documento de identificação com foto; cartão do SUS ou CPF, e caderneta de vacinação.

26 de janeiro de 2022

Entrega de documentos do projeto ‘CNH Social’ começa hoje

Nesse primeiro momento, a entrega dos documentos será realizada para candidatos de Manaus e de outros 15 municípios do interior do Amazonas.

26 de janeiro de 2022

Em 2030, 68% dos brasileiros poderão estar com excesso de peso

Os dados de obesidade revelam que o risco associado de diversas Doenças Crônicas não Transmissíveis é o mais preocupante e pode levar a consequências impactantes para o SUS.

26 de janeiro de 2022

Amazonas registra 7.334 casos de Covid-19 nas últimas horas

A situação vacinal dos pacientes internados com a Covid-19 no Amazonas aponta que, dos 596 pacientes internados, 238 não são vacinados.

25 de janeiro de 2022

Amazonas inclui Coronavac para crianças e adolescentes de 6 a 17 anos

A Coronavac, para crianças e adolescentes, deve ser realizada após intervalo de 15 dias após a aplicação de outras doses de vacinas do calendário infantil.

25 de janeiro de 2022