fbpx

segunda, 08 de agosto de 2022

Escritores lamentam a morte de Thiago de Mello: ‘perda irreparável’

A morte do poeta e escritor Thiago de Mello, ocorrida na manhã desta sexta-feira (14), entristeceu os amigos da literatura. Para eles, cultura do AM fica "mais pobre".

14 de janeiro de 2022

Compartilhe

Escritores do Amazonas falaram sobre o poeta Thiago de Mello (Foto: Reprodução)

A morte do poeta e escritor Thiago de Mello pegou todos de surpresa e repercutiu no meio literário do Amazonas. Thiago de Mello faleceu nesta sexta-feira (14), de causa natural.

Ao longo de seus 95 anos, o poeta acumulou não apenas uma série de obras importantes para a literatura local, nacional e internacional, mas também muitos amigos e admiradores no meio em que transitava.

O presidente da Academia Amazonense de Letras, Robério Braga, caracterizou o poeta como alguém “cuja presença física era marcante e o discurso fascinante”.

“Era uma figura destacadíssima na literatura brasileira. Desde jovem começou no jornalismo, lançou o primeiro livro no Rio de Janeiro, era o decano da Academia. Era muito vinculado à defesa dos direitos humanos, defesa da floresta e das liberdades”, disse Robério.

Nas redes sociais, a Academia Amazonense de Letras também manifestou pesar pela passagem do poeta que foi titular da cadeira 29 por mais de 60 anos.

Os escritores Márcio Souza e Tenório Telles também falaram ao RealTime1 sobre a morte do poeta.

‘O Amazonas empobrece’, diz Márcio Souza

Márcio Souza afirmou que, apesar do pouco convívio com o poeta por conta dos diversos momentos em que ambos viviam em cidades diferentes, tinha muita admiração pelo colega.

Márcio classificou Thiago de Mello como alguém “de visão ampla e um homem cheio de esperança”.

O escritor disse ainda que o poeta já tinha iniciado sua despedida por conta do mal de Alzheimer que sofria, ressaltando ainda que estava evitando contato com o poeta nos últimos meses para evitar um desgaste emocional.

”Depois que ele adoeceu e ficou incomunicável, eu preferi não ir mais lá para não ver o sofrimento dele em tentar lembrar de mim e não conseguir”, disse, destacando que pelo legado deixado por Thiago de Mello, é importante não deixá-lo cair no esquecimento.

“O legado que ele deixa é enorme, por tudo que ele deixou para a literatura do Estado, pelo nome que fez ao longo dos seus 95 anos (…) Ele é um dos últimos representantes da geração de 45, foi um dos líderes do Clube da madrugada”, rememorou Márcio Souza.

”Eu espero que ele receba as homenagens que merece da Academia Amazonense de Letras e todas as outras entidades com as quais ele contribuiu. O Estatuto do Homem foi traduzido para várias línguas civilizadas, ele deve ser o poeta brasileiro mais traduzido. É um amazonense internacional”, completou.

Márcio Souza chegou a dizer que Thiago de Melo, “infelizmente, não irá ver o renascimento do país” e que isso torna a literatura local mais pobre.

”Perder um poeta do calibre dele não é só uma perda irreparável, mas também causa um empobrecimento”, frisou.

‘Exemplo de coerência’, afirma o amigo Tenório Telles

Tenório Telles era amigo próximo do poeta. Na manhã de hoje, tão logo soube da notícia, foi à casa de Thiago de Mello para dar apoio aos familiares durante os procedimentos fúnebres.

Tenório lamentou a partida do amigo.

”Ele lutou ate o último momento. Mesmo doente, continuou registrando suas impressões sobre a vida ainda que com dificuldade. Ele foi uma das pessoas mais coerentes que eu conheci na minha vida, um homem fiel aos seus valores e à sua poesia e que fez do seu canto um ato de compromissos com o ser humano e com a esperança. Sua obra fica como legado dessa história longa”, destacou.

Quem também fez questão de prestar homenagens póstumas ao poeta amazonense foi a Associação de Ex-Alunos do Colégio Amazonense Dom Pedro II (Asea), onde Thiago de Mello estudou.

A Associação emitiu uma nota manifestando profundo pesar e destacando que as obras do poeta a faz ter “orgulho do mais antigo aluno” da instituição.

Texto: João Luiz Onety

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

‘Prêmio Thiago de Mello’ movimenta R$ 1,6 milhão na economia de Manaus

Os projetos aprovados terão um prazo de seis meses para realizar suas atividades, a contar da data do recebimento dos recursos financeiros, de forma gratuita em Manaus.

7 de agosto de 2022

2ª Corrida da Guarda Municipal reúne mais de mil participantes, em Manaus

A Corrida da Guarda Municipal, na Ponta Negra, serviu como um esquenta para a Maratona Internacional de Manaus, que será realizada nos dias 22 e 23 de outubro.

7 de agosto de 2022

Anvisa recebe pedido de registro para teste de varíola dos macacos

Pedido técnico para a Anvisa de registro de kit de testagem para o diagnóstico da varíola do macaco já está em análise pela equipe técnica da Agência.

6 de agosto de 2022

Prefeitura recompõe calçadão de pedras portuguesas da Ponta Negra

Trabalho manual dos servidores da Prefeitura de Manaus recupera aspecto original do calçadão da Ponta Negra, na zona Oeste de Manaus.

6 de agosto de 2022

PF prende três suspeitos de ocultar corpos de Dom e Bruno no Amazonas

Sete mandados de prisão preventiva e dez de busca e apreensão foram cumpridos neste sábado (6) em uma ação decorrente da investigação dos homicídios no Vale do Javari.

6 de agosto de 2022

Documentário mostra manifestações que sacudiram o Brasil em 2013

O doc explora os protestos que marcaram o Brasil em junho de 2013. Da intensa disputa de 2014 à eleição de 2018, o país ainda sente os ecos de um mês que não terminou.

5 de agosto de 2022

Morre Jô Soares, artista e humorista que marcou a cultura do país

Jô interpretou dezenas de personagens, criou bordões e apresentou o mais conhecido programa de entrevistas da TV brasileira. O velório não será aberto ao público.

5 de agosto de 2022

AM reforça aparato de segurança com viaturas e material de informática

Viaturas, caminhão de combustível e computadores serão entregues pela Secretaria de Estado da Segurança, para a PM, PC e a Polícia Científica.

4 de agosto de 2022