fbpx

segunda, 08 de agosto de 2022

Diarreia afeta até 15% da população; confira cuidados básicos de prevenção

Especialista explica que na maioria dos casos, não é necessário exame de fezes para confirmar a causa exata da diarreia. Porém, alguns cuidados devem ser levados a sério.

1 de janeiro de 2022

Compartilhe

(Foto: Reprodução)

Dores abdominais, cólicas, gases, náuseas e vontade contínua de usar o banheiro. Esses são alguns sintomas característicos de diarreia. Em crianças somam-se a esses febre, vômitos, falta de apetite e muitas vezes até fraqueza. Mas para ser considerada diarreia aguda, ela geralmente segue um padrão de várias evacuações por dia (no mínimo três), alterações na consistência, sendo frequentemente mais líquida por mais de dois dias.

No verão, casos como esses costumam ser ainda mais frequentes: cerca de 15%, de acordo com estimativas clínicas, já que não há existência de estatísticas oficiais. Isso porque as temperaturas mais altas favorecem o crescimento de microrganismos que podem ser potencializados por condições sanitárias ineficientes. E o resultado dessa combinação são alimentos contaminados, seja pela falta de higiene ou por serem manuseados em água não potável, deixando a população menos protegida e mais propensa a diarreia.

Dados do Unicef (Fundo das Nações Unidades para a Infância) mostram que a diarreia é a segunda maior causa de mortes de crianças abaixo de cinco anos de idade. Dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) revelam que 88% das mortes pela doença no mundo são causadas pelo saneamento básico inadequado. As crianças correspondem a 84% dessa triste estimativa.

A diarreia aguda pode ser causada por diferentes microrganismos infecciosos, como bactérias, vírus e outros parasitas, como os protozoários. Esses microrganismos geram a gastroenterite (inflamação do trato gastrointestinal), que afeta o estômago e o intestino. Ou seja, a infecção tanto pode ser desencadeada pelo consumo de água e alimentos contaminados, contato com objetos contaminados, como pode ocorrer pelo contato com outras pessoas, por meio de mãos contaminadas, e contato das pessoas com os animais.

Na maioria dos casos, não é necessário exame de fezes para confirmar a causa exata da diarreia. “Porém, o mais importante é a reposição de fluidos e sais perdidos. Esse é o único tratamento necessário. Geralmente é feito por terapia de reidratação oral. Nos casos mais graves, ou prolongados, recomenda-se procurar um médico que pode orientar a terapia de reidratação por via venosa”, explica Nanci Utida, gerente médica da Cellera Farma.

Nas crianças, cuidados redobrados

Se a criança desenvolver a diarreia, o ideal e mais importante, segundo os especialistas é de imediato promover a hidratação adequada. “Orienta-se manter a alimentação da criança mais rotineira possível, com prioridade para o consumo de amidos, cereais, frutas e legumes. Recomenda-se restringir da dieta alimentos ricos em gordura, devido à sua tendência de retardar o esvaziamento gástrico, bem como o de alimentos ricos em açúcares simples, pelo efeito osmótico”, explica a médica Nanci Utida.

Ela lembra que as crianças com diarreia podem ficar desidratadas mais rapidamente do que adultos e os pais devem ficar atentos aos sinais e sintomas de desidratação moderada a grave que necessitem de auxílio médico, como diarreia sanguinolenta, febre e vômitos persistentes. Nas crianças, especialmente até os dois anos, a infecção por rotavírus é a principal causa de gastroenterite. Os adultos também podem apresentar diarreia causada por esse vírus, mas com menos frequência e os sintomas tendem a ser mais leves.

Existem probióticos específicos para a diarreia

Os probióticos não são iguais. A eficácia e a segurança de cada probiótico devem ser estudadas separadamente, pois têm efeitos diferentes. Os efeitos clínicos de qualquer probiótico, seja ele único ou de combinação de probióticos não devem ser extrapolados para outros probióticos. “O Lactobacillus rhamnosus GG, por exemplo, é a cepa probiótica mais estudada do mundo, com estudos clínicos em crianças e adultos na prevenção da diarreia do viajante, diarreia associada ao antibiótico e diarreia aguda em crianças em creches e hospitais. Sendo que seu uso diário pode ser realizado com segurança”, afirma Nanci Utida, gerente médica da Cellera Farma.

Outras formas de prevenção à diarreia

  • Leve as mãos com frequência. E, quando não puder, passe álcool em gel
  • Evite manusear alimentos com as mãos sujas.
  • Certifique-se que a caixa d’água de sua casa esteja limpa. Procure lavá-la pelo menos uma vez ao ano.
  • Higienize muito bem frutas, legumes e verduras. Lave-os em água corrente usando uma escovinha ou esponja própria para eles.
  • Beba água mineral, filtrada ou fervida.
  • Evite consumir alimentos em locais cujo cuidados com a higiene são suspeitos.
  • Procure não comer frutas e vegetais crus fora de casa.
  • Para prevenir esse mal em bebês e crianças deve ser dada maior atenção à lavagem das mãos e limpeza de mamadeiras, chupetas e principalmente incentivar a amamentação.
  • Não consuma nada com gelo fora de casa, pois ele pode ter sido produzido com água não potável.
  • Evite o consumo de carne e frutos do mar crus ou mal-cozidos. Leite não pasteurizado, laticínios e maionese estão associados ao aumento do risco de diarreia, assim como alimentos e bebidas comprados de vendedores ambulantes.

Ao final, vale lembrar que o uso de probióticos em situações em que ocorre disbiose intestinal foi bem estudado para prevenção e tratamento de diarreia aguda. “Os probióticos têm mecanismos de ação diversos: morte direta de patógenos, destruição de toxinas patogênicas, interferência de adesão a células-alvo ou regulação do sistema imunológico”, explica a médica.

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

‘Prêmio Thiago de Mello’ movimenta R$ 1,6 milhão na economia de Manaus

Os projetos aprovados terão um prazo de seis meses para realizar suas atividades, a contar da data do recebimento dos recursos financeiros, de forma gratuita em Manaus.

7 de agosto de 2022

2ª Corrida da Guarda Municipal reúne mais de mil participantes, em Manaus

A Corrida da Guarda Municipal, na Ponta Negra, serviu como um esquenta para a Maratona Internacional de Manaus, que será realizada nos dias 22 e 23 de outubro.

7 de agosto de 2022

Anvisa recebe pedido de registro para teste de varíola dos macacos

Pedido técnico para a Anvisa de registro de kit de testagem para o diagnóstico da varíola do macaco já está em análise pela equipe técnica da Agência.

6 de agosto de 2022

Prefeitura recompõe calçadão de pedras portuguesas da Ponta Negra

Trabalho manual dos servidores da Prefeitura de Manaus recupera aspecto original do calçadão da Ponta Negra, na zona Oeste de Manaus.

6 de agosto de 2022

PF prende três suspeitos de ocultar corpos de Dom e Bruno no Amazonas

Sete mandados de prisão preventiva e dez de busca e apreensão foram cumpridos neste sábado (6) em uma ação decorrente da investigação dos homicídios no Vale do Javari.

6 de agosto de 2022

Documentário mostra manifestações que sacudiram o Brasil em 2013

O doc explora os protestos que marcaram o Brasil em junho de 2013. Da intensa disputa de 2014 à eleição de 2018, o país ainda sente os ecos de um mês que não terminou.

5 de agosto de 2022

Morre Jô Soares, artista e humorista que marcou a cultura do país

Jô interpretou dezenas de personagens, criou bordões e apresentou o mais conhecido programa de entrevistas da TV brasileira. O velório não será aberto ao público.

5 de agosto de 2022

AM reforça aparato de segurança com viaturas e material de informática

Viaturas, caminhão de combustível e computadores serão entregues pela Secretaria de Estado da Segurança, para a PM, PC e a Polícia Científica.

4 de agosto de 2022