sábado, 13 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Amazonino e Alfredo começam a definir equipes com antigos aliados

Essas e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.
COMPARTILHE
Campanha

Ex-secretário de comunicação de Alfredo Nascimento (PL) na Prefeitura de Manaus, o jornalista Paulo Castro, do Portal Único, vai voltar a trabalhar com o ex-senador e ex-prefeito, assumindo a coordenação de martketing de sua campanha a prefeito. Alfredo Nascimento também deve contar em sua equipe com os serviços do publicitário Antônio Lima Júnior, proprietário das produtoras Digital, Time e Toré. Empresas de Júnior prestam serviço para a administração de Arthur. O jornalista Márcio Noronha, proprietário do portal Toda Hora, também deve compor a equipe de Alfredo na corrida pela Prefeitura.

___

NEGÃO SE ARTICULA

O marqueteiro Marcos Martinelli deve assumir mais uma campanha do ex-governador Amazonino Mendes (Podemos). Martinelli foi responsável pelo ressurgimento de Amazonino na cena política em 2017, quando foi eleito governador-tampão. Também coordenou a campanha em que o Negão perdeu para Wilson Lima, em 2018. O marqueteiro também foi responsável pela eleição do prefeito Arthur Neto (PSDB), em 2016.

___

NADA MUDOU

A Estúdio On, do publicitário Diego Braga, seria a produtora já contratada por Amazonino Mendes para a campanha. É a mesma produtora com a qual Amazonino trabalhou em suas duas últimas campanhas eleitorais.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

___

‘RALHO’ NOS GESTORES

Devido às constantes publicações de contratações de obras públicas a poucos dias do período de proibição eleitoral, o Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) aprovou, por unanimidade, nesta quarta-feira (12), uma minuta que alerta os gestores públicos para que cumpram ou provisionem suas obrigações fiscais antes de assumirem novos compromissos de endividamento.

___

BLINDADOS

Até agora a Aleam ainda não revelou qual será o custo e nem a modalidade de contratação dos carros blindados solicitados por 3 dos 5 deputados que compõem a CPI da Saúde. Ao ser questionado, o presidente da Comissão, Delegado Péricles (PSL), disse que o reforço na segurança não vai resultar em gastos a mais na CPI, ao contrário do que foi gasto na Comissão Especial do Impeachment. “A Comissão do Impeachment teve apenas cinco reuniões e colocaram quase 20 pessoas em um grupo de tarefa remunerado. Isso não existe na CPI da Saúde”, afirmou.

___

BLINDADOS 2

A deputada Alessandra Campêlo (MDB), que presidiu a Comissão do Impeachment, respondeu ao Delegado Péricles afirmando que com relação a segurança, não se posiciona contra porque já sofreu ameaças como parlamentar. Mas esclareceu que a Comissão do Impeachment, até o momento, não gastou um centavo. “Porque, inclusive, o grupo de trabalho que eu pedi para ser criado para remunerar os servidores que tinham que ficar fora do horário, ajudando a Comissão, sequer foi autorizado”, disse.

___

EMERGÊNCIA EM PARINTINS

O Governo do Estado homologou a Situação de Emergência no município de Parintins, provocada por desastre natural, decorrente da erosão da margem fluvial. O fenômeno, conhecido como “terras caídas”, é recorrente em Parintins, sendo inclusive tema da toada “Tic, Tic, Tac”, celebrizada internacionalmente pelo grupo Carrapicho. A situação de anormalidade de decretada pelo governo tem vigência de 90 (noventa) dias.

___

PABLO QUER PRIORIDADE PARA O AM

Para garantir que o Amazonas esteja entre os Estados com prioridade em receber a vacina contra o coronavírus, o deputado federal Delegado Pablo (PSL) solicitou ao Ministério da Saúde mais informações sobre o Programa de Vacinação Contra o Coronavírus. O programa teve sua criação confirmada pelo Governo Federal e vai distribuir vacinas aos Estados e municípios que enfrentam o pico da pandemia do Covid-19.

___

EM DEZEMBRO

A intenção do Delegado Pablo é saber quais Estados e cidades receberão primeiro a campanha de vacinação e, dessa forma, lutar para que o Amazonas seja incluído na lista de prioridade. A campanha deve usar as vacinas desenvolvidas pela Universidade de Oxford, e a previsão é que seja realizada em meados de dezembro.

COMPARTILHE