fbpx

domingo, 17 de outubro de 2021

De dezembro a maio, produção de oxigênio no Amazonas foi dobrada

Entre o final de dezembro de 2020 até maio de 2021, a capacidade de produção de oxigênio hospitalar saiu de 33 mil m³/dia para 62 mil m³/dia, em 2021.

16 de junho de 2021

Compartilhe

O consumo médio do insumo é de 15,42 mil m³/dia, incluindo a rede pública e privada (Foto: Divulgação)

O Governo do Amazonas adquiriu, em 2021, cinco usinas de oxigênio para o interior do estado, duas delas já entregues aos municípios de Manicoré e Humaitá, e as outras três aguardando entrega pelo fornecedor, para os municípios de Envira, Borba e Boca do Acre. A intenção do Estado é adquirir 30 usinas no total, que vão se somar a outras 37 que já estão em operação, tornando os municípios autossuficientes.

Entre o final de dezembro de 2020 até maio de 2021, a capacidade de produção de oxigênio hospitalar (O2) quase dobrou, saindo de 33 mil metros cúbicos por dia (m³/dia) para 62 mil m³/dia, em 2021. Já o consumo médio atual está na média de 15,42 mil m³/dia, incluindo a rede pública e privada.

Os dados são do Núcleo de Modernização da Infraestrutura da Saúde (Infrasaúde), da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), e mostram o avanço alcançado desde que o estado foi atingido pela segunda onda da Covid-19. O Infrasaúde é o setor criado em 2021, pela secretaria, para coordenar toda a gestão de infraestrutura, incluindo o gerenciamento da rede de gás hospitalar.

Seguindo as diretrizes do Plano de Contingência para o Enfrentamento da Covid-19, a SES-AM trabalha para garantir que, em uma eventual terceira onda, a oferta do insumo seja capaz de atender à demanda com segurança, ampliando a capacidade de produção e de armazenamento de oxigênio na rede estadual de saúde.

Além da instalação de usinas nos hospitais dos municípios, o plano da SES-AM prevê a implantação de sistemas de Booster. O equipamento, que acoplado na usina permite encher cilindros de oxigênio, garante a recarga no próprio município, facilitando a logística de abastecimento do insumo no interior e a distribuição para as localidades no entorno.

O plano visa também a aquisição de 1.200 cilindros de oxigênio, contratação de serviço de manutenção para as usinas, bem como acompanhar, junto ao fornecedor de gases medicinais do Estado, a implantação de tanques para armazenamento de oxigênio nas unidades da capital, que ainda precisam.

Com estas aquisições, a SES-AM planeja aumentar a geração de O2 para até 80 mil metros cúbicos por dia.

A White Martins, fornecedora de oxigênio ao Estado, aumentou a capacidade atual de produção, de 27 mil m³/dia, em 2020, para os atuais 36 mil m³/dia. O crescimento de 33,3% foi registrado após a ativação pela empresa de uma planta desativada. O Estado tem ainda capacidade de produção de 18 mil m³/dia, oriundos de 37 usinas em funcionamento em hospitais da capital e do interior; e mais 8 mil m³/dia da empresa Carboxgas. Uma terceira empresa em operação no Estado, a Nitron não informa sua produção.

Licitações fracassadas

De acordo com a SES-AM, os primeiros chamamentos públicos para compra de usinas, realizados na secretaria em 2021, foram fracassados, em razão da dificuldade de oferta do equipamento no mercado. A procura desse insumo no Brasil e em outros países está sendo muito grande e as empresas não estavam assumindo o compromisso de fornecer.

Os municípios de São Gabriel da Cachoeira e Tabatinga já contam com Boosters instalados em suas usinas. Os equipamentos foram doados pelo Greenpeace Brasil e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), respectivamente, por meio da campanha “Dê um Fôlego para a Saúde”. A prefeitura de Barreirinha e de outros municípios também já adquiriram Boosters.

As 37 usinas existentes hoje são de aquisição do Governo Federal, de doação de parceiros, aquisição dos municípios, do Governo do Amazonas e da empresa White Martins.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

Pais atenderam ao ‘Dia D’ e movimentaram salas de vacinação

A campanha, coordenada pela Semsa, iniciou no dia 1º se estenderá até o dia 29 de outubro com a oferta de 18 imunizantes diferentes.

16 de outubro de 2021

‘Prato do Povo’ atenderá moradores do Viver Melhor

As refeições, servidas em buffet, são comercializadas pelo valor de R$1 e apresentam o devido acompanhamento nutricional.

16 de outubro de 2021

Wilson Lima distribui mais de quatro toneladas de pescado em ação

Durante a sexta edição do programa Peixe no Prato Solidário foram distribuídas mais de quatro toneladas de pescado e uma tonelada de farinha.

16 de outubro de 2021

Shopping Ponta Negra promove palestras sobre saúde da mulher

Programação contará com palestras para alertar a população sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama.

16 de outubro de 2021

Sistema previdenciário municipal mantém certificação em nível máximo

Entre os requisitos avaliados estiveram três pilares: controle interno, governança corporativa e dimensões da educação previdenciária.

16 de outubro de 2021

Trânsito: confira o que muda para jogo entre Manaus FC e Ypiranga

O IMMU interditará a avenida Constantino Nery sentido bairro/centro a partir de 11h. No sentido centro/bairro, os ônibus e veículos poderão circular normalmente.

16 de outubro de 2021

Postos de vacinação contra a Covid-19 não funcionam neste sábado

A suspensão da imunização contra a Covid-19 neste sábado visa evitar aglomerações nas salas de vacina que atuam no Dia “D” da campanha de multivacinação.

15 de outubro de 2021

Sete servidores aprovados no concurso público do TCE tomam posse

A posse dos novos servidores acontece oito dias após a nomeação de 20 candidatos aprovados no concurso público, fase anterior à posse.

15 de outubro de 2021