fbpx

domingo, 23 de janeiro de 2022

Conselho de trânsito restabelece prazo de 12 meses para tirar a CNH

O prazo para tirar a CNH estava suspenso por tempo indeterminado, como medida para diminuir os impactos da pandemia da covid-19 no Brasil. Nova determinação já está em vigor.

4 de janeiro de 2022

Compartilhe

(Foto: Divulgação)

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) restabeleceu o prazo máximo de 12 meses para conclusão do processo para tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), contado a partir de 1º de janeiro de 2022. A decisão é da semana passada e foi publicada no Diário Oficial da União como Deliberação Contran nº 248/21.

O prazo para tirar a CNH estava suspenso por tempo indeterminado, como medida para diminuir os impactos da pandemia da covid-19 no Brasil. Pela decisão do Contran, quem tinha processo ativo até 31 de dezembro de 2020, agora terá até 31 de dezembro de 2022 para conclui-lo.

Atualmente, o processo para requerer a carteira de habilitação inclui exames de aptidão física e psicológica e aulas teóricas com duração de 45 horas/aula, seguidas de uma prova. Na etapa seguinte, é preciso fazer um curso prático de direção com, no mínimo, 20 horas/aula tanto para a categoria A (motocicleta) quanto para categoria B (automóvel). Após todas essas etapas, o candidato faz a prova prática.

O Contran também prorrogou, por um ano, contado desde 3 de novembro de 2021, os prazos para uso dos veículos de aprendizagem em centros de formação de condutores.

Pelas regras, os veículos utilizados por autoescolas devem ter tempo máximo de uso. Na categoria A, por exemplo, o prazo é de cinco anos, excluído o ano de fabricação. Para a categoria B, o prazo é de até oito anos, sem contar o ano de fabricação.

Com informações da Agência Brasil

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

Covid mata 4x mais crianças de 0 a 4 anos no Brasil que maiores que 5

Oficialmente, o Brasil registrou 1.544 mortes de crianças de 0 a 11 anos. Faixa etária já pode ter atingido 3.249 óbitos e 92.837 internações desde o início da pandemia.

23 de janeiro de 2022

Exame para checar níveis de vitamina D no organismo agora é obrigatório

A medida, sancionada pelo governador Wilson Lima, orienta que médicos da rede pública de Saúde incluam nos exames de rotina checagem das dosagens da vitamina no corpo.

23 de janeiro de 2022

Belém adia volta presencial às aulas na rede pública de ensino

Decisão foi tomada após a identificação de casos de síndromes gripais entre trabalhadores da educação. Aulas serão retomadas na próxima segunda-feira (24) de forma remota.

23 de janeiro de 2022

Fiocruz Amazônia realiza evento pelo mês da Visibilidade Trans

O evento reforça a necessidade de respeito ao movimento trans e a importância da promoção de cidadania entre mulheres e homens travestis e transexuais.

23 de janeiro de 2022

Roteirista da Turma da Mônica, amazonense Romahs lança obra sobre felinos

Livro “Todos os meus gatos de volta” conta uma aventura tendo como personagens as várias representações mitológicas ou religiosas de felinos em culturas de outros povos.

23 de janeiro de 2022

Novo Centro de Testagem realizou exames em mais de 10 mil pessoas

Do dia 19 de janeiro até este sábado (22), o número de exames do tipo antígeno realizados no espaço foi de 10.533, sendo 5.387 com resultados positivos e 5.146 negativos.

23 de janeiro de 2022

ANAC dá primeira autorização para entrega comercial usando drones

Empresa contemplada foi a companhia Speedbird. Poderão ser carregadas cargas de até 2,5 quilos em um raio de até 3 quilômetros. Autorização contempla áreas rurais e urbanas.

23 de janeiro de 2022

Reforço de marca diferente é mais eficaz para vacinados com CoronaVac

Voluntários em São Paulo e Salvador que receberam doses da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, em um intervalo de seis meses antes do início do estudo.

23 de janeiro de 2022