fbpx

sexta, 22 de janeiro de 2021

Fábricas do AM servem como modelo de negócio para Acre e Roraima

A comitiva pôde acompanhar todo o processo das fábricas de laticínios em Autazes, município que desponta na produção de queijo e leite em todo o estado.

20 de dezembro de 2020

Compartilhe

A comitiva pôde acompanhar todo o processo das fábricas de laticínios em Autazes, município que desponta na produção de queijo e leite em todo o estado (Foto: Divulgação)

Com o intuito de incentivar e ampliar os negócios no interior do Amazonas, representantes da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) visitaram, na sexta-feira (18/12), fábricas de laticínios em Autazes (distante 113 quilômetros de Manaus), município que desponta na produção de queijo e leite em todo o estado.

O titular da Sedecti, Jório Veiga, esteve acompanhado do secretário de Produção do Acre, Edivan Azevedo, e dos secretários de Fomento e de Produção Rural de Roraima, Adailton Fernandes e Emerson Baú, respectivamente, que estão interessados em saber como esse tipo de produção pode chegar ao mercado de ambos os estados.

A comitiva pôde acompanhar todo o processo de produção e também discutir as viabilidades técnicas do negócio, que devem ser implementadas no planejamento de produção rural do Acre e de Roraima.

O secretário Jório Veiga avaliou a visita como um bom momento para ampliar as políticas de incentivo a esse tipo de mercado no Amazonas.

“Ficamos muito entusiasmados em participar da visita a Autazes e poder conhecer três estabelecimentos produtores da Rota do Queijo: um flutuante – uma solução amazonense para que se ajuste às nossas condições locais – e dois em terra firme. Uma delas em implementação e outra já madura. Essa experiência nos deu a possibilidade de conhecer a realidade que vivem e as dificuldades existentes. Com isso, poderemos ajudar, por meio do estabelecimento de políticas públicas e ações específicas, além de trabalhar, através do APL (Arranjo Produtivo Local) estabelecido no PRDA (Plano Regional de Desenvolvimento da Amazônia), para acelerar o crescimento das atividades do setor”, declarou.

A visita foi articulada pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) e teve a participação dos representantes da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf), além de empresários do setor de embutidos e fatiados.

Modelo

O secretário de Produção Rural de Roraima, Emerson Baú, mostrou-se interessado pelo modelo de negócio das fábricas de laticínios de Autazes e declarou que pretende introduzir ideias no plano de ação de produção rural de seu estado com base na experiência de Autazes.

“A maneira simples e pontual como estão sendo feitas as ações, mas focadas em eficiência e, principalmente, em resultado para o produtor, trabalhando a sua realidade para ficar de acordo com a legislação, é que fazem a grande diferença. Uma região já reconhecida pela qualidade do seu queijo agora vai passar a trabalhar de maneira ainda mais estruturada. A Rota do Queijo é um projeto muito interessante, e com certeza levaremos boa parte do que a gente viu para ser implantada no estado de Roraima”, declarou Emerson.

“Essa iniciativa de reunir os secretários foi no sentido de desenvolver ações conjuntas para os três estados e trocar experiências. Além disso, a presença da Sedecti foi de fundamental importância para poder ter uma percepção do que é a nossa cadeia leiteira, das nossas carências e necessidades. O apoio dessa Secretaria (Sedecti) tem uma importância socioeconômica muito grande que é essencial para trazer incentivos e alinhar soluções para a geração de emprego e renda e fortalecimento do agronegócio dessa região”, salientou a gerente de Produção Animal do Idam, Meyb Seixas.

Case de sucesso

Autazes se destaca como a terra do leite e, atualmente, o município conta com mais de 80 mil cabeças de gado e aproximadamente 800 criadores de bovídeos, de acordo com dados da Adaf. Ainda segundo o órgão, pelo menos oito indústrias de laticínio estão cadastradas no Serviço de Inspeção Estadual (SIE) e 86 estão em processo de legalização, a maioria de queijo.

A cidade conhecida como “terra do leite” é responsável por, aproximadamente, 11,6 milhões de toneladas que representam a produção de leite e derivados, tais como queijo, manteiga, iogurte, bebida láctea, requeijão, doce de leite e ricota, das empresas que são registradas no sistema do SIE da Agência.

Leia mais:

Veja mais notícias

Governo alinha critérios de vacinação dos trabalhadores da saúde

A expectativa é de que a imunização contra Covid-19 nos hospitais retorne ainda nesta sexta-feira (22) em 27 unidades, após a validação das propostas apresentadas.

22 de janeiro de 2021

Polícia prende 63 pessoas em bares clandestinos na zona Leste

A prisão aconteceu em cumprimento ao decreto governamental que proíbe a circulação e aglomeração de pessoas das 19h às 6h, devido à pandemia da Covid-19.

22 de janeiro de 2021

TSE suspende consequências para quem não votou nas eleições de 2020

Medida considera “que a persistência e o agravamento da pandemia da Covid-19 no país impõem aos eleitores que não compareceram à votação nas eleições".

22 de janeiro de 2021

Bolsistas do PBU ganham aumento automático nos descontos

A medida se aplicará a um total de 175 bolsistas do Programa Bolsa Universidade (PBU) integrados à modalidade com isenção tributária e que possuem prazo até 2023.

22 de janeiro de 2021

Sindicato das escolas particulares recomenda aulas on-line no AM

Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Amazonas orientam sobre aulas 100% na modalidade de ensino remoto por conta da pandemia de Covid-19

21 de janeiro de 2021

Após mortes, governador do Pará diz que não há escassez de oxigênio

De acordo com a Sespa, 159 cilindros de oxigênio medicinal foram levados de caminhão para Santarém, de onde foram transferidos para outras cidades do oeste paraense.

20 de janeiro de 2021

Farmacêuticos planejam estoques em unidades de Saúde

São 30 profissionais que já estão atuando em hospitais e SPAs e vão informar sobre cobertura diária de estoques para auxiliar na programação de abastecimento pela Cema.

20 de janeiro de 2021

MPE-AM escolherá lista sêxtupla para vaga de desembargador

O desembargador Djalma Martins da Costa terá aposentadoria compulsoriamente no dia 23 de fevereiro, quando atingirá idade limite para permanecer no serviço público.

20 de janeiro de 2021