fbpx

domingo, 23 de janeiro de 2022

O presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou com vetos a lei que institui o Auxílio Brasil, programa que substitui o Bolsa Família. O decreto foi publicado nesta quinta-feira (30) no Diário Oficial da União. O presidente vetou o trecho que proibia a formação de fila de espera para acesso ao programa. Há meses, o Ministério da Cidadania trabalha com a perspectiva de atender cerca de 17 milhões de famílias para zerar a fila de atendimento.

O veto atende a um pedido do Ministério da Economia, que argumentou que “a proposição legislativa contraria o interesse público, tendo em vista que a vinculação de atendimento de todas as famílias consideradas elegíveis alteraria a natureza da despesa do programa de transferência de renda do governo federal e acarretaria, consequentemente, a ampliação das despesas com o Programa Auxílio Brasil”.

O Auxílio Brasil foi criado por meio de uma medida provisória, editada em agosto, para famílias consideradas de extrema pobreza. O benefício começou a ser pago em 17 de novembro. Em dezembro, o valor médio pago pelo Auxílio Brasil é de R$ 400 mensais, mas não se sabe ainda se será mantido em 2022.

Bolsonaro também vetou o artigo 42 do texto, que define metas para taxas de pobreza. Para o Ministério da Economia, a proposição também contraria o interesse público e pode gerar ônus ao governo. “O estabelecimento de metas resultaria em impacto na despesa pública diante do compromisso imposto ao Poder Executivo federal para o seu cumprimento, sem a devida estimativa do seu impacto orçamentário e a medida de compensação correspondente, na hipótese de haver aumento da despesa pública”.

Para abrir espaço no orçamento, o governo Bolsonaro manobrou no Congresso uma proposta de emenda constitucional, a PEC dos Precatórios. A partir de 2023, será necessário definir uma nova fonte de recursos para manter o Auxílio Brasil de pé.

A falta de previsão orçamentária de longo prazo é uma das principais críticas ao novo auxílio, visto como uma medida criada para elevar a popularidade do presidente Jair Bolsonaro.

Quem tem direito ao Auxílio Brasil?

O Auxílio Brasil contempla nove tipos diferentes de benefício. Os três primeiros formam o núcleo básico. São eles:

Benefício Primeira Infância: destinado às famílias com crianças entre zero e 36 meses incompletos.

Benefício Composição Familiar: destinado a jovens de 18 a 21 anos incompletos. O objetivo é incentivar esse grupo a permanecer nos estudos para concluir pelo menos um nível de escolarização formal.

Benefício de Superação da Extrema Pobreza: se a renda mensal de cada integrante da família não superar a linha da extrema pobreza mesmo após receber os benefícios anteriores, a família terá direito a um apoio financeiro sem limitações relacionadas ao número de membros do núcleo familiar.

Os outros tipos de benefício são os seguintes:

Auxílio Esporte Escolar: destinado a estudantes com idades entre 12 e 17 anos incompletos que sejam membros de famílias beneficiárias do Auxílio Brasil e que se destacam em competições oficiais do sistema de jogos escolares brasileiros.

Bolsa de Iniciação Científica Júnior: destinada a estudantes com bom desempenho em competições acadêmicas e científicas e que sejam beneficiários do Auxílio Brasil. A transferência do valor será feita em 12 parcelas mensais. Não há número máximo de beneficiários por núcleo familiar.

Auxílio Criança Cidadã: destinado ao responsável por família com criança de zero a 48 meses incompletos que consiga fonte de renda, mas não encontre vaga em creches públicas ou privadas da rede conveniada. O valor será pago até a criança completar 48 meses de vida. O limite por núcleo familiar ainda será regulamentado.

Auxílio Inclusão Produtiva Rural: é a concessão de um auxílio financeiro mensal para que o cidadão possa começar a investir em uma produção rural própria. Pelo benefício, ele receberá capacitação de técnico agrícola sobre manejo na agricultura familiar.

Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: é um incentivo para o beneficiário integrar o mercado formal de trabalho, com a garantia de que, caso mantenha os demais requisitos do Auxílio Brasil, será apoiado pelo governo federal.

Benefício Compensatório de Transição: para famílias que estavam na folha de pagamento do Bolsa Família e perderam parte do valor recebido em decorrência do enquadramento no Auxílio Brasil. Será concedido no período de implementação do novo programa e mantido até que haja reajuste do valor recebido pela família ou até que não se enquadre mais nos critérios de elegibilidade.

Com informações do UOL

Veja mais vídeos

Pandemia aumentou bancarização digital dos brasileiros

Segundo levantamento, os serviços digitais cobram menos taxas e geralmente são mais fáceis de usar.

Há 5 horas 23 de janeiro de 2022

Mais de 84% das plantas arbóreas da Amazônia são úteis para humanos

São úteis para diversos fins como a produção de alimentos, remédios, abrigo, lenha, tinturas, roupas e outros.

Há 10 horas 23 de janeiro de 2022

Está resfriado? Confira os cinco alimentos que melhoram a imunidade

Segundo nutricionistas, para evitar a gripe e infecções respiratórias, é necessário ingerir alimentos que auxiliam o sistema imunológico.

Há 12 horas 23 de janeiro de 2022

Pandemia faz um bilionário a cada 26 horas

Segundo relatório da Oxfam, desde o início da pandemia, o Brasil ganhou dez novos milionários.

Há 1 dia 22 de janeiro de 2022

Djokovic compra 80% de empresa que desenvolve tratamento para Covid

Empresa dinamarquesa tem cerca de 11 pesquisadores que estão desenvolvendo uma molécula contra Covid.

Há 1 dia 22 de janeiro de 2022

Espaços culturais vão funcionar em horários diferenciados a partir do dia 24

As visitas aos espaços devem ser agendadas no Portal da Cultura e acontecem em grupos de até 15 pessoas.

Há 1 dia 22 de janeiro de 2022

Fifa abriu processo para compra de ingressos da Copa do Catar

Nessa primeira etapa os torcedores manifestam apenas o interesse em adquirir ingressos para a Copa.

Há 2 dias 22 de janeiro de 2022

Prefeitura de Manaus registra aumento de furtos em cabos de semáforos

A Avenida Cosme Ferreira foi a que mais sofreu com os furtos e vandalismos nos semáforos.

Há 2 dias 21 de janeiro de 2022

Wilson Lima anuncia mais 2 mil contemplados com a CNH Social

O projeto oferece gratuidade para as pessoas de baixa renda a primeira habilitação de motorista e troca de categoria para quem já é habilitado.

Há 2 dias 21 de janeiro de 2022

PIM deverá produzir 880 Mil bicicletas em 2022, alta de 17,4%

Duas fábricas do Polo Industrial de Manaus anunciaram ampliação da capacidade produtiva. Investimentos visam atender ao aumento de pessoas que aderiram ao hábito de pedalar.

Há 2 dias 21 de janeiro de 2022

Sesc Balneário abre matrículas para atividades esportivas

O Sesc oferta aulas para as modalidades de Futsal, Voleibol, Natação e aulas de artes marciais como MMA Fit e Jiu Jitsu.

Há 2 dias 21 de janeiro de 2022

Vacinação de idosos contra Covid-19 reduziu mortes em 63%, em Manaus

Estudo da Fiocruz/Amazônia feito em Manaus comprovou eficiência da vacinação contra Covid na redução de óbitos e internações de pessoas com mais de 60 anos, em mais de 60%.

Há 2 dias 21 de janeiro de 2022