fbpx

sábado, 19 de junho de 2021

Fechamento de mais de 2,2 mil empresas e 29,5 mil demissões: esse foi o saldo contabilizado pelo comércio, no Amazonas, desde o início da pandemia da Covid-19, segundo dados da Junta Comercial do Estado (Jucea) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Os dados, tanto do número de empresas abertas como de empregos, se referem ao período de março a dezembro de 2020.

Com relação aos empregos, no entanto, apesar das demissões, o saldo do ano fechou positivo, com mais de 3.700 vagas.

Prejuízos inevitáveis

O vice-presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDLM), Ezra Benzion, avalia que os prejuízos foram inevitáveis, decorrentes das medidas de restrições decretadas pelo governo do estado em combate à Covid-19.

Benzion afirma que os prejuízos podem ser ainda maiores, caso não recebam qualquer ajuda do poder público.

“Após a reabertura do comércio algumas empresas conseguiram se recuperar, mas, em seguida precisamos fechar as portas novamente. É um outro momento da economia, com as empresas ‘soltas’, sem qualquer ajuda do Governo Federal e o estado auxiliando de forma ‘tímida’”, disse. “Precisamos reabrir. Caso contrário, a situação tende a piorar ainda mais”, concluiu.

Para o presidente da Associação Comercial do Amazonas (ACA), Jorge Lima, as lojas do centro da cidade acabam sendo mais prejudicadas em relação às dos demais bairros. “Vemos na zona Leste o funcionamento normal do comércio, tudo funcionando. Vemos que o governo não consegue fiscalizar naquela área da mesma forma que atua na área central”, criticou.

Fechamento de bares e restaurantes

O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes-Seccional Amazonas (Abrasel-AM), Fábio Cunha, relatou que por conta do fechamento do comércio, o setor de alimentação fora do lar, que conta com 13 mil estabelecimentos, perdeu nos últimos meses 30% das empresas e, em consequência, houve demissões.

“Nesta semana, duas lojas Cachaçaria do Dedé encerraram as atividades. O governo, o Ministério Público, a Defensoria Pública, todos acham que esse é o curso normal das coisas, mas não é. As empresas estão fechando. Tudo está incentivando a clandestinidade, o não pagamento de impostos e contratações ilegais”, disse.

O presidente considera que uma das alternativas para contornar o problema seria a intermediação junto ao Governo Federal solicitando subsídio ao setor e medidas como a suspensão de contratos de trabalho.

Governo e Abrasel discutem flexibilizações

Nesta quinta-feira (4), o presidente da Abrasel e o governador Wilson Lima (PSC) discutiram as demandas do segmento.

Durante o encontro, foram discutidas alternativas de flexibilização e ações fiscais. Uma nova reunião será realizada nesta semana com o setor.

“O governador tem chamado para conversar e ele está avaliando o que a gente colocou aqui através dos pleitos”, disse o presidente da Abrasel, Fábio Cunha.

“É imprescindível mantermos esse diálogo. Não fosse essa circulação rápida do vírus, não teríamos restringido atividades, mas a situação epidemiológica nos colocou nessa situação. Agora, nós sabemos das perdas e temos trabalhado para minimizar isso. Também estamos discutindo o que pode ser flexibilizado com segurança porque ainda não temos uma situação confortável do vírus no estado”, explicou o governador.

Reportagem: Priscila Caldas

Veja mais vídeos

Webinar Real Time1+1 discute desinformação e fake news

Natália Leal, diretora de conteúdo da Agência Lupa, vai conduzir o bate papo.

Há 24 minutos 19 de junho de 2021

Máscara gamer contra Covid-19 começa a ser vendida em outubro

O CEO da empresa, diz que mesmo com a vacinação as pessoas podem preferir usar máscaras por um tempo e é esse o público-alvo.

Há 3 horas 19 de junho de 2021

Wilson Lima pagará abono fardamento aos policiais e bombeiros

O anúncio foi feito durante a formatura da tropa, no Comando Geral da Polícia Militar do Amazonas.

Há 4 horas 19 de junho de 2021

Existe solução para evitar que o centro de Manaus alague?

TV RealTime1 ouve especialistas sobre: possíveis soluções da engenharia para evitar impactos da cheia no centro de Manaus.

Há 15 horas 18 de junho de 2021

Confira os destaques do Real Time 1 desta sexta-feira.

Há 18 horas 18 de junho de 2021

Medidas emergenciais para aviação são prorrogadas

Lei prorroga Medida Provisória que conferiu aos usuários do transporte aéreo maior flexibilidade para desistência de voo.

Há 19 horas 18 de junho de 2021

Refugiados: 82 milhões são forçados a se deslocar em 2020

Esse é o maior número já registrado pela Agência das Nações Unidas para Refugiados. 2020 é o nono ano de crescimento ininterrupto do deslocamento forçado no mundo.

Há 20 horas 18 de junho de 2021

Detentos LGBTQIA+ fazem cursos de confecção de biojoias

Os cursos de Confecção de Biojoias e também de maquiagem tiveram um total de 100 horas de carga horária.

Há 21 horas 18 de junho de 2021

Indígenas pedem saída da Funai do Linhão de Tucuruí

O pedido vem após a Funai solicitar abertura de inquérito na Polícia Federal do Amazonas.

Há 22 horas 18 de junho de 2021

Governo do Estado quer zerar processos indenizatórios da Saúde

A portaria determina a eliminação, até setembro de 2021, de todos os serviços sem cobertura contratual.

Há 24 horas 18 de junho de 2021

Acompanhe o RT1 Notícias desta sexta-feira (18)

Há 1 dia 18 de junho de 2021

Pandemia impactou a paz mundial, diz pesquisa

Segundo relatório de 2021, com dados relativos a 2020, o "Índice Global de Paz" caiu 0,07% comparado ao ano anterior.

Há 1 dia 18 de junho de 2021