segunda-feira, 24 de junho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

POLÍTICA

TSE quer punir uso irregular de Inteligência Artificial nas eleições de 2024

Para valer no pleito de 2024, qualquer resolução necessita ser aprovada até 5 de março de 2024.
COMPARTILHE
TSE,Inteligência Artificial
Alexandre de Moraes. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pretende elaborar uma resolução para punir o uso indevido de Inteligência Artificial (IA) durante as eleições municipais de 2024.

Para valer no pleito de 2024, qualquer resolução necessita ser aprovada até 5 de março de 2024.

O presidente da Corte Eleitoral, ministro Alexandre de Moraes, tem abordado constantemente o tema, se posicionando contra o que classifica como uso indevido da IA nas disputas eleitorais.

Moraes já ressaltou a necessidade do TSE concentrar esforços no combate ao uso fraudulento da IA. Ele defendeu que a Justiça Eleitoral deve buscar métodos de fiscalização para monitorar o uso dessas ferramentas.

No início de dezembro, o ministro adotou um tom mais crítico, cobrando sanções rigorosas, como cassação e inelegibilidade, aos políticos que se utilizem da inteligência artificial para disseminar fake news e desinformação.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

A discussão sobre a regulamentação do uso de IA nas eleições ganha relevância, e a expectativa é que o TSE, por meio da resolução em análise, estabeleça diretrizes claras e punições específicas visando assegurar a integridade e transparência do processo eleitoral no Brasil.

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMPARTILHE