quarta-feira, 17 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Sem pauta e sem quórum deputados estaduais se limitam à falácia

Hoje, o alvo da base opositora foi uma viagem de Wilson Lima a Brasília. A Aleam, no ano passado, gastou com esses serviços R$ 11,3 milhões
COMPARTILHE
viagem Wilson Lima Aleam

Na sessão de desta quinta-feira (25) da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), os deputados, sem pauta definida e sem quórum suficiente para aprovação de matérias legislativas, se limitaram a fazer discursos e ataques ao governador Wilson Lima (PSC).

Hoje, o alvo da oposição foi uma viagem do governador a Brasília para assinatura do convênio entre o Ministério da Infraestrutura e da Infraero para qualificação de três aeroportos no interior do estado e averiguação do andamento dos processos da pavimentação da rodovia BR-319, a Manaus-Porto Velho.

Wilker Barreto (Podemos) afirmou que obteve acesso ao plano de voo realizado por Wilson e que antes de ir à capital federal, passou em São Paulo.

Vídeo do voo

Um vídeo, apresentado por Dermilson Chagas (Podemos) durante o grande expediente, supostamente mostrava Wilson embarcando em um jato. O Delegado Péricles (PSL) informou que teria solicitado à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) as rotas realizadas pelos voos governamentais durante o ano passado.

Já Dermilson Chagas (Podemos) apresentou um vídeo onde supostamente Wilson Lima estaria embarcando em um jato, mas admitiu a necessidade de aeronaves devido às excepcionalidades da região amazônica, desde que em voos realizados de forma transparente.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

“É normal que os poderes, até mesmo o Legislativo, Executivo, Judiciário e até órgão de controle MP e Tribunal de Contas, tenham contratos com empresas aéreas até por que os nosso Estado do Amazonas é um estado continental, e o acesso é difícil”, disse ele.

Gastos com voos no Legislativo

Na apuração do TCE-AM, o valor gasto pelo Estado com os voos totalizou R$ 7,2 milhões. O portal O Poder mostrou em reportagem que a Aleam, no ano passado, gastou com os mesmos serviços R$ 11,3 milhões para a locação de aeronaves de três empresas privadas.

Presidente da Casa à época, Josué Neto (PRTB) fez a maior quantidade de viagens e aditivou o contrato com as prestadoras de serviços no apagar das luzes de seu mandato.

Travadas

Enquanto os deputados se limitavam às críticas, pautas são travadas na Aleam por falta de quórum. A última a ser adiada foi a da votação da proposta de emenda à Constituição (PEC) nº 14/2019, enviada pelo Governo do Amazonas alterando o artigo 113 da Constituição Estadual, sobre a perda de patente de militares da PM e Corpo de Bombeiros.

Leia mais:

COMPARTILHE