segunda-feira, 24 de junho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

PRESTAÇÃO CONTINUADA

Quadrilha é presa suspeita de fraudar benefício do INSS

Operação Fragmentos prendeu cinco pessoas, entre elas um policial civil, por fraudes contra o INSS
COMPARTILHE
Dinheiro apreendido na casa de um policial civil preso na operação Fragmentos
Dinheiro apreendido na casa de um policial civil preso na operação Fragmentos

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta segunda-feira (13), a Operação Fragmentos na capital amazonense. Trinta policiais federais cumpriram cinco mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados, além de outros cinco mandados de prisão temporária, um deles contra um policial civil.

O objetivo da Operação Fragmentos era desarticular associação criminosa que atua na obtenção fraudulenta de Benefícios de Prestação Continuada ao Idoso, o BPC, no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Na casa do polícia civil, por exemplo, foram encontrados R$ 306 mil e 80 cartões de BPCs em nome de pessoas fictícias.

A apuração da PF aponta que os investigados estão envolvidos na obtenção fraudulenta de benefícios assistenciais de amparo ao idoso, mediante a apresentação de documentos falsos, em nome de pessoas fictícias.

Durante as investigações foram encontrados ao menos 52 benefícios concedidos com indícios de fraude. Os prejuízos à União foram calculados no montante aproximado de R$ 5 milhões.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Estão sob investigação os crimes de estelionato previdenciário, falsificação de documento público, uso de documento falso, associação criminosa e lavagem de dinheiro. As penas somadas superam 30 anos de reclusão.

Alguns dos investigados se utilizam de diversos documentos de identificação falsificados para a obtenção fraudulenta de benefícios assistenciais.

O nome da operação faz alusão ao filme “Fragmentado”, que conta a história de um criminoso que que se reconhece com mais de 20 identidades diferentes por conta de um transtorno de personalidade.

Durante o cumprimento de um dos mandados, foram encontradas diversas caixas de cigarro de origem estrangeira, inseridos ilegalmente em território nacional, o que resultou na prisão em flagrante, de um dos investigados, pelo crime de contrabando.

Os trabalhos policiais contam com apoio da Coordenação de Inteligência da Previdência – COIMP, vinculada à Secretaria Executiva do MPS. Ainda estão sendo executadas outras medidas judiciais, como sequestro de veículos, cancelamento de benefícios e bloqueio de ativos. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMPARTILHE