fbpx

quarta, 26 de janeiro de 2022

Witzel usa habeas corpus e encerra depoimento aos senadores da CPI

Ex-governador do Rio de Janeiro usou o direito concedido a ele, por meio de um habeas corpus expedido pelo ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal.

16 de junho de 2021

Compartilhe

Ex-governador se defendeu das acusações de corrupção, atacou governo Bolsonaro e denunciou uso político do Ministério Público Federal (Foto: Agência Senado)

Após três horas de depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19 do Senado Federal, nesta quarta-feira (16), o ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), decidiu se retirar da sessão usando o habeas corpus concedido a ele pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Nunes Marques.

No momento que decidiu se retirar, por volta de 14h15 (horário Brasília), ainda estavam inscritos para inquirir Witzel quatro dos senadores titulares, todos os suplentes e ainda outros senadores. Vale lembrar que, antes disso, o presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD), havia determinado que os trabalhos seriam encerrados às 16h (horário de Brasília) por conta da abertura da ordem do dia do Senado, quando os senadores terão de analisar e votar uma Medida Provisória.

Ao longo de sua participação na CPI, Wilson Witzel se defendeu das acusações de liderar uma organização criminosa que agiu na área de saúde durante o enfrentamento da pandemia de Covid em 2020; acusou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de ter agido para fragilizar e culpar os governadores pelos efeitos econômicos do combate à doença, uma vez que seriam os responsáveis por decretar medidas de isolamento social, incluindo o fechamento de serviços; e determinar o uso de máscaras.

“Todas medidas que ele sabotou. No Rio, por exemplo, promoveu diversas carreatas em desobediência ao decreto estadual que as proibia”, lembrou o ex-governador.

Witzel acusa PGR

Wilson Witzel também acusou a Procuradoria-Geral da República (PGR) de agir politicamente para reforçar a narrativa de Bolsonaro de que os governadores se aproveitaram da pandemia para roubar dinheiro público. Nesse aspecto, acusou diretamente a subprocuradora-geral da República e número 2 do Ministério Público Federal (MPF), Lindôra Araújo, que abriu investigações e promoveu busca e apreensão contra 10 governadores, todos já devidamente convocados para depor na CPI.

Amanhã, na CPI

Com a decisão de Witzel, Omar Aziz encerrou os trabalhos e convocou os senadores para a sessão desta quinta-feira (17), quando deverá ser ouvido o empresário Carlos Wizard, suspeito de participar do ‘gabinete paralelo’ de aconselhamento do presidente para a adoção do chamado tratamento precoce, que instituía o uso de medicamentos sem eficácia comprovada para o tratamento da Covid 19.

O depoimento de Wizard, contudo, não é garantido, pois ele não recebeu as notificações da CPI informando-o da convocação. Por conta dessa negativa, Omar ameaça trazê-lo para depor coercitivamente.

Da Redação

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Silas Câmara busca líderes evangélicos para fortalecer Republicanos

Partido tem poucos nomes competitivos para alcançar o quociente eleitoral que garante a reeleição do deputado Silas Câmara, um dos líderes da bancada evangélica na Câmara.

26 de janeiro de 2022

Senador Randolfe Rodrigues é diagnosticado com Covid-19

Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que foi vice-presidente da CPI da Pandemia, informou pelo Twitter que está sem sintomas. O parlamentar aproveitou e agradeceu vacina.

26 de janeiro de 2022

TCU quer descobrir quanto Moro recebeu de consultoria e divide campanha

Participação na Alvarez & Marsal como empregado gerou processo do TCU que cobra o salário recebido por Moro à época, após julgar e condenar empresas clientes da consultoria.

26 de janeiro de 2022

MPF recomenda cassar títulos ‘honoris causa’ para Médici e Costa e Silva

MPF quer que homenagens a ex-ditadores sejam revogadas em universidade como sugere a Comissão da Verdade em seu relatório final entregue em 2014.

26 de janeiro de 2022

Reviravoltas e confirmações fortalecem chapa do Avante para Câmara

Partido do prefeito David Almeida, Avante tem praticamente fechada a lista dos candidatos que disputarão uma vaga na Câmara Federal na acirrada eleição de outubro deste ano.

25 de janeiro de 2022

Wilson Lima entrega itens para agricultores e promete novo terminal pesqueiro

O governador entregou mais de 16 mil sementes, kits para seringueiros e serrarias portáteis. Durante a entrega Wilson Lima prometeu construir o novo terminal pesqueiro.

25 de janeiro de 2022

Amazonino Mendes anuncia que testou positivo para o novo coronavírus

Ex-govenador e pré-candidato nas eleições deste ano, Amazonino Mendes informou que está com Covid-19 e já iniciou o período de isolamento social sob orientação médica.

25 de janeiro de 2022

Guru do governo Bolsonaro, Olavo de Carvalho morre nos Estados Unidos

Escritor e ex-astrólogo, Olavo de Carvalho foi classificado pelo presidente Jair Bolsonaro como "farol para milhões de brasileiros". A morte foi anunciada pela família.

25 de janeiro de 2022