fbpx

quinta, 06 de maio de 2021

Vinte e três vereadores gastaram R$ 156 mil com aluguéis de carros

Gastos com aluguel de veículos por vereadores ultrapassa R$ 150 mil em fevereiro e valor médio diário indica uso de carros de alto padrão.

5 de abril de 2021

Compartilhe

Vereadores alugam carros com diárias acima de R$ 300. Gasto chega a R$ 156 mil em fevereiro. (Foto: Divulgação)

Um total de 23 vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) gastaram R$ 156.840,00 com aluguéis de carros no mês de fevereiro. Os recursos são da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar, a Ceap ou Cotão. Os demais 18 vereadores não alugaram veículos neste mês, conforme prestação de contas publicada no portal da Câmara na internet.

Cada vereador tem à disposição R$ 36 mil para gastar com atividades ligadas ao exercício da função de parlamentar. O portal RealTime1 mostrou que em fevereiro 40 vereadores usaram um total de R$ 168.706,96 com a compra de combustíveis. O valor era suficiente para comprar 33 mil litros de gasolina, que, naquele mês, teve preço médio de R$ 5,10, conforme pesquisa do Procon.

Os gastos com aluguel de veículos e compra de combustíveis foram os principais realizados pelos vereadores no mês de fevereiro, quando Manaus estava sob as mais rígidas medidas para restrição de circulação em função da pandemia da Covid-19.

Dos vereadores que alugaram veículos em fevereiro, os maiores gastos foram feitos pelos vereadores David Reis (Avante), Diego Afonso (PSL), Dione Carvalho (Patriota), Bessa (Solidariedade), Everton Assis (PSL), Márcio Tavares (Republicanos), Sassá da Construção Civil (PT), Raulzinho (PSDB) e Sandro Maia (DEM). Todos gastaram R$ 9 mil cada um, média de R$ 321,40 por dia. Em pesquisa nas locadoras de veículos de Manaus, esse valor equivale ao aluguel de um veículo de categoria superior, provavelmente um sedan de luxo (Civic ou Corolla).

Dos que alugaram, os menores gastos foram feitos pelos vereadores João Carlos (Republicanos) e Lissandro Breval. Ambos gastaram R$ 3 mil , média de R$ 107,1 por dia. Nas mesmas locadoras pesquisadas pelo RealTime1, esse valor corresponde a carros populares de entrada (Gol, Uno ou Kwid).

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

TCE suspende contrato de R$ 3 mi para locação de carros de luxo em Coari

O contrato previa pagamento superior a R$ 3 milhões. por ano, à empresa Adminsitradora de Bens Good LTDA, que alugaria carros blindados para serem usados na prefeitura.

6 de maio de 2021

Pazuello recebe Onyx após pedir mudança na data para depor na CPI da Covid

O encontro entre os dois não consta na agenda oficial do ministro da Secretaria-Geral da Presidência que, no horário, indicava outra reunião no Palácio do Planalto.

6 de maio de 2021

Tasso quer ouvir Abin sobre guerra química citada pelo presidente

Senador pelo Ceará solicitou a presença de um representante da Agência Nacional de Inteligência para falar sobre guerra química empreendida pela China, segundo o presidente

6 de maio de 2021

PT não chega a acordo sobre ‘embarque’ no governo Wilson Lima

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

6 de maio de 2021

Estado vai pagar R$ 300 às famílias afetadas pela enchente no AM

Cartão Auxílio Estadual vai garantir benefício provisório no valor de R$ 300, em parcela única, a aproximadamente 100 mil famílias atingidas pela cheia dos rios no Amazonas.

6 de maio de 2021

Corrupção colaborou para o caos no sistema de saúde, diz Queiroga

O ministro, Marcelo Queiroga, disse que o desvio de recursos federais para estados e municípios pode ter colaborado para o colapso, mas MS não tem investigações.

6 de maio de 2021

‘Presidente foi irresponsável ao prescrever cloroquina’, diz senador

O senador Otto Alencar, que também é médico, afirmou que a 'ciência não pode se render aos leigos' e espera que o ministro Marcelo Queiroga tenha autonomia.

6 de maio de 2021

Butantan alerta: ‘vai faltar insumos após fala de Bolsonaro’

O diretor do Butantan disse que mesmo a embaixada do país afirmar que não há esse tipo de problema, há uma burocracia mais lenta do que o normal e redução em autorizações.

6 de maio de 2021