fbpx

quinta, 23 de setembro de 2021

STJ julga denúncia contra Governo do Estado na segunda-feira

Caso a denúncia que investiga a compra de respiradores for aceita, o governador e mais dezesseis pessoas se tornarão réus na Corte Especial do STJ.

15 de setembro de 2021

Compartilhe

A análise da denúncia já foi adiada outras três vezes. Se virar réu, Wilson Lima poderá ser afastado do cargo. (Foto: Diego Peres/Divulgação)

O julgamento da denúncia da Procuradoria-Geral da República que investiga a compra de respiradores para atender pacientes da Covid-19 durante a primeira onda da pandemia em 2020, pelo governo de Wilson Lima (PSC) foi marcado pela Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para a próxima segunda-feira (20).

O julgamento da denúncia apresentada pela subprocuradora-geral da República, Lindôra Araújo, que acusa outras 17 pessoas de prática de peculato, organização criminosa, dispensa e fraude de licitação, já foi adiada três vezes neste ano.

O RealTime1 mostrou que a rapidez em julgar denúncias da ‘Operação Sangria’, que teve início no ano passado para investigar supostas fraudes em licitações e desvios de verbas públicas no governo do Amazonas, foi vista com estranheza por membros da corte.

O ministro Luis Felipe Salomão chegou a considerar tal rapidez como um “atropelo”, ganhando o apoio de colegas do STJ que destacavam a falta de manifestações de partes envolvidas no caso.

“Ninguém pode ser intimidado ou marcar data [para julgamento] porque há prazos em andamento”, alertou o ministro João Noronha.

Se a denúncia for aceita, o governador, o vice e as outras 16 pessoas se tornam réus. O julgamento da acusação da PGR é feita pela Corte Especial, colegiado formado pelos 15 ministros mais antigos do STJ.

Texto: Jefferson Ramos

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Reforma administrativa: Alberto Neto chama discussão de palhaçada

Capitão Alberto Neto, um dos deputados que integram a Comissão Especial da Reforma Administrativa, perdeu a paciência durante o debate dos colegas parlamentares.

23 de setembro de 2021

David recorre à Justiça e Amom monta nova ação para barrar ‘puxadinho’ da CMM

Vereador anunciou que tanto ele quanto Rodrigo Guedes já estão preparando não apenas as contrarrazões, mas também novas ações na justiça com outros argumentos.

23 de setembro de 2021

Trento, Flávio Bolsonaro e ministro foram a Las Vegas tratar de jogos de azar

Revelação veio a tona nas inquirições feitas pelos senadores Humberto Costa (PT/PE) e o governista Eduardo Girão, que revelou presença do filho do presidente na viagem.

23 de setembro de 2021

TRF-6 em Minas Gerais passa na frente e ‘rouba’ servidores do AM

Enquanto Minas Gerais ficará com o TRF-6, um Tribunal exclusivo, o TRF1, do qual o Amazonas faz parte, ficará responsável por 13 estados, uma matemática totalmente desigual.

23 de setembro de 2021

Fim das coligações: grandes caciques podem ficar sem a fatia do bolo

O fim das coligações partidárias pode dificultar a entrada de muitos políticos já acostumados a serem eleitos mesmo com o número de votos inferior a outros concorrentes.

23 de setembro de 2021

Amazonino e Braga intensificam ‘paternidade’ de obras públicas no AM

Nesse mês de setembro, as equipes de Amazonino e Braga intensificaram postagem sobre obras e projetos criados na gestão dos políticos, que hoje caminham em lados opostos.

23 de setembro de 2021

Wilson libera pagamento de indenizações às famílias que residiam no Igarapé do 40

De 2019 até setembro desse ano, já foram investidos R$ 56,7 milhões para retirar famílias de áreas alagadas e reassentá-las em áreas com infraestrutura e saneamento.

23 de setembro de 2021

TRE cassa mandato de Sandro Maia por abuso de poder econômico

A sentença afirma que o vereador realizou reuniões com usuários da ONG Sandro Maia para angariar votos, de forma ilícita, em seu favor no pleito municipal do ano passado.

23 de setembro de 2021