fbpx

quinta, 06 de maio de 2021

PSD terá chapa própria, mas conversas só depois da pandemia

Nas últimas cinco eleições o PSD só teve candidato na cabeça de chapa em 2018, quando o senador Omar Aziz, a principal liderança do partido, ficou em quarto lugar na disputa.

5 de abril de 2021

Compartilhe

O senador Omar Aziz é apontado como nome forte do partido para disputar o Governo do Estado (Foto: Divulgação)

O deputado federal Sidney Leite (PSD) garantiu que o PSD terá uma chapa completa para disputar a eleição geral de 2022, mas que o momento atual é de cautela nas articulações por conta da pandemia de Covid-19.

O deputado, um dos líderes do PSD na Câmara Federal, diz que não há restrições ou preconceitos dentro do partido para o início das conversas. “Em política quem não conversa não faz política. Nós, no momento certo, vamos conversar com todos”, afirmou, garantindo que até o PT tem vez na hora de sentar à mesa para discutir alianças para 2022.

Nas últimas cinco eleições o PSD só teve candidato na cabeça de chapa em 2018, quando o senador Omar Aziz, a principal liderança do partido, ficou em quarto lugar na disputa que teve como vencedor o governador Wilson Lima (PSC). Ele ficou atrás ainda de Amazonino Mendes, então no PDT, e David Almeida, então no PSB. Nessa eleição conseguiu fazer um deputado federal, Sidney Leite, e dois estaduais, Ricardo Nicolau, atual presidente do diretório municipal de Manaus, e Josué Neto, que depois trocou de partido e hoje está como conselheiro do Tribunal de Contas do Amazonas. Na eleição suplementar de 2017, apoiou o vitorioso Amazonino Mendes.

Nas duas últimas eleições municipais, a opção foi pela coligação. Em 2018 apoiou a candidatura de Marcelo Ramos, então no PR – hoje PL –, na disputa contra Arthur Neto (PSDB), que tentava a reeleição, e conseguiu duas vagas na Câmara Municipal com Hiram Nicolau e Gilmar Nascimento. Quatro anos antes apoiou Vanessa Grazziotin, que perdeu para Arthur. Mas na CMM conseguiu emplacar Doutor Gomes, Hiram Nicolau, Isaac Tayah e Luiz Mitoso, formando a maior bancada na casa.

Omar Aziz é nome forte

Se optar por uma candidatura própria, o caminho é colocar Omar Aziz na cabeça de chapa, pois ele é visto como um político agregador e bom de aliança. Omar já esteve ao lado, por exemplo, de Eduardo Braga e Amazonino Mendes, sendo vice de ambos em cargos executivos, Marcelo Ramos, Vanessa Graziottin e Arthur Neto.

Se optar por apoiar um candidato, a lista é igualmente aberta, pois o senador é próximo de Wilson Lima e de Arthur Neto, virtuais candidatos a governador. Uma aliança mais difícil seria com Eduardo Braga, que costura aliança com PT e PCdoB para dar palanque a Lula. Omar é visto como um possível apoiador do presidente Jair Bolsonaro.

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Tribunal de Justiça escolhe dois novos desembargadores na terça-feira

O Pleno do TJAM vai escolher entre 15 juízes. Na pauta, também está prevista a remoção de magistrados entre comarcas do interior do Amazonas.

6 de maio de 2021

TCE suspende contrato de R$ 3 mi para locação de carros de luxo em Coari

O contrato previa pagamento superior a R$ 3 milhões. por ano, à empresa Adminsitradora de Bens Good LTDA, que alugaria carros blindados para serem usados na prefeitura.

6 de maio de 2021

Pazuello recebe Onyx após pedir mudança na data para depor na CPI da Covid

O encontro entre os dois não consta na agenda oficial do ministro da Secretaria-Geral da Presidência que, no horário, indicava outra reunião no Palácio do Planalto.

6 de maio de 2021

Tasso quer ouvir Abin sobre guerra química citada pelo presidente

Senador pelo Ceará solicitou a presença de um representante da Agência Nacional de Inteligência para falar sobre guerra química empreendida pela China, segundo o presidente

6 de maio de 2021

PT não chega a acordo sobre ‘embarque’ no governo Wilson Lima

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

6 de maio de 2021

Estado vai pagar R$ 300 às famílias afetadas pela enchente no AM

Cartão Auxílio Estadual vai garantir benefício provisório no valor de R$ 300, em parcela única, a aproximadamente 100 mil famílias atingidas pela cheia dos rios no Amazonas.

6 de maio de 2021

Corrupção colaborou para o caos no sistema de saúde, diz Queiroga

O ministro, Marcelo Queiroga, disse que o desvio de recursos federais para estados e municípios pode ter colaborado para o colapso, mas MS não tem investigações.

6 de maio de 2021

‘Presidente foi irresponsável ao prescrever cloroquina’, diz senador

O senador Otto Alencar, que também é médico, afirmou que a 'ciência não pode se render aos leigos' e espera que o ministro Marcelo Queiroga tenha autonomia.

6 de maio de 2021