fbpx

domingo, 17 de janeiro de 2021

Primeira reunião da Comissão de Impeachment inicia com polêmica

Fausto Jr. solicitou a verificação da ata da reunião de quinta-feira (9), para se certificar que houve a quantidade mínima de 13 deputados para o início das atividades da Comissão.

10 de julho de 2020

Compartilhe

A reunião foi suspensa para sanar a dúvida sobre o número de deputados que autorizaram a criação da Comissão

O deputado estadual, Belarmino Lins (PP) suspendeu por 10 minutos a primeira reunião da Comissão Especial que vai deliberar sobre o processo de impeachment do governador Wilson Lima (PSC) e do vice-governador Carlos Almeida (PTB).

A reunião é realizada no plenário da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam) nesta sexta-feira (10).

Na ocasião, o deputado Fausto Jr. (PV) solicitou a verificação da ata da reunião de quinta-feira (9), para se certificar se houve a quantidade mínima de 13 deputados presentes na sessão para a viabilidade do requerimento para o início dos trabalhos da Comissão.

O parlamentar afirmou que fez o pedido para que não houvesse a constatação de futuras irregularidades e o cancelamento das decisões deliberadas na Comissão.

A deputada Alessandra Campêlo (MDB) disse que consultou a ata e se certificou que havia 13 deputados. A deputada sugeriu um intervalo de 15 minutos para a verificação da ata e sanar as dúvidas.

“Embora o deputado Augusto Ferraz estivesse presente, não votou. Havia treze deputados presentes e doze votos”, disse a deputada.

O deputado estadual Belarmino Lins (PP) responsável pela condução dos trabalhados para escolha do presidente e relator da Comissão Especial, suspendeu a reunião se articulassem e houvesse tempo para a verificação dos documentos.

O deputado Fausto Jr. chegou a protestar e dizer que a deputada Alessandra Campelo estaria alterando a ata. Mas o protesto não foi acatado por Belarmino Lins, pois a reunião estava suspensa.

Agendada para inicar às 9h a reunião iniciou com 30 minutos de atraso.

Sobre a Comissão Especial

A Comissão deve analisar denúncias do presidente do Sindicato dos Médicos, Mario Rubens Macedo Vianna, e da médica Patrícia Del Pilar Suarez Sicchar, que acusam o governador e o vice por crime de responsabilidade.

Durante a reunião plenária, ficou definido que os deputados estaduais Fausto Junior (PV), Delegado Péricles (PSL), Felipe Souza e (Patriotas) e Therezinha Ruiz João Luiz (PSDB) vão compor os bloco dos partidos PRTB/PSL/PATRIOTA/PSDB/REPUBLICANOS.

O segundo bloco, dos partidos MDB/PTB/PSC/DEM, vai ser representado por Alessandra Campêlo(MDB), Dr. Gomes (PSC) e Saullo Vianna (PTB).

O terceiro bloco, do partido Progressista, vai ser ocupado por Belarmino Lins (PP) e pelo deputado Cabo Maciel (PL). Os deputados Wilker Barreto e Dermilson Chagas vão compor o bloco do partido Podemos.

Da mesma forma, os deputados Roberto Cidade e Carlinhos Bessa, ambos do Partido Verde, vão ocupar as vagas do bloco do PV/PSD.

Adjuto Afonso (PDT) e Sinésio Campos (PT) vão compor os blocos dos partidos PSB/PT/PDT. O sétimo e último bloco, do Partido Liberal, vai ser ocupado pela deputada estadual Joana d’Arc.

Veja mais notícias

Toque de recolher e outras restrições são prorrogados até final do mês

O cenário crítico do Amazonas em relação à pandemia da Covid-19 obrigou o Governo a prorrogar as medidas de enfrentamento, como a suspensão de serviços não essenciais.

17 de janeiro de 2021

Inep notifica estudantes do AM sobre cancelamento do Enem

As provas estavam agendadas para este domingo (17) e para o domingo da semana que vem, no dia 24 de janeiro.

16 de janeiro de 2021

Consumo de oxigênio depende do grau de comprometimento pulmonar

Médica infectologista relatou que o consumo de oxigênio em um paciente internado, na fase inicial, começa com três litros do gás e pode chegar a 15 litros por dia.

16 de janeiro de 2021

Governo do Amazonas anuncia prorrogação de decreto neste domingo

Em novo decreto a ser publicado, Governo irá prorrogar a restrição ao funcionamento do comércio não essencial em todo o estado até o fim de janeiro.

16 de janeiro de 2021

Anvisa decide neste domingo se aprova uso emergencial de vacinas

Dretoria da Anvisa irá analisar os processos das vacinas Coronavac, fabricadas pelo Instituto Butantan com o laboratório Sinovac, e da Oxford/AstraZeneca, da Fiocruz.

16 de janeiro de 2021

A velha tática de contar uma mentira mil vezes até virar verdade

Repasse de R$ R$ 8.91 bilhões que Bolsonaro alega ter efetuado para o combate à Covid-19 no Amazonas não corresponde à verdade, mas é reproduzido nas redes sociais.

16 de janeiro de 2021

Bolsonaro mente ao dizer que repassou R$ 8,9 bi para Covid no AM

Dos R$ 8,9 bilhões divulgados nas redes sociais, apenas 10% foram recursos para o enfrentamento da Covid. Resumindo: apenas R$ 212,83 por habitante do Amazonas.

16 de janeiro de 2021

AM teve que remanejar quase R$ 400 milhões para a Saúde em 2020

Para se ter uma ideia, somente nos meses de março e abril, auge do primeiro pico da pandemia no estado, foram remanejados aproximadamente 200 milhões.

16 de janeiro de 2021