fbpx

domingo, 14 de agosto de 2022

Presidente recebe alta hospitalar após quadro de obstrução intestinal

Alta foi anunciada pelo próprio presidente através de redes sociais. Jair Bolsonaro estava internado no hospital Vila Nova Star em São Paulo desde a última segunda-feira (3).

5 de janeiro de 2022

Compartilhe

O presidente foi internado na última segunda-feira (3) após ter sentido um desconforto (Foto: Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) recebeu alta médica do Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, na manhã desta quarta-feira (5). Ele foi internado na madrugada de segunda-feira (3), com quadro de obstrução intestinal, após passar mal no domingo (2) depois do almoço, em São Francisco do Sul (SC), onde passava férias.

Por volta das 8h42 (horário de Brasília) o próprio presidente se antecipou ao hospital e anunciou sua alta hospitalar pelo Twitter. “Alta agora. Obrigado a todos. Tudo posso naquele que me fortalece”, escreveu.

Minutos depois, e a assessoria da Presidência confirmou a alta ao informar aos jornalistas de plantão que Bolsonaro concederia entrevista coletiva ao lado do médico responsável pelo atendimento do presidente, Antônio Luiz Macedo. Só então o hospital confirmou a alta por meio da seguinte nota:

“O Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, teve alta hoje do Hospital Vila Nova Star, da Rede D’Or. Ele estava internado desde 03 de janeiro para tratar um quadro de suboclusão intestinal. Ele seguirá com acompanhamento ambulatorial pela equipe médica assistente.”

Nesta terça-feira (4), o boletim médico já havia informado que o quadro de suboclusão intestinal se desfez. À noite, o hospital divulgou uma nota dizendo que o presidente teve a sonda nasogástrica retirada após uma “boa aceitação da dieta líquida ofertada durante o dia”, mas não havia previsão de alta.

Macedo, o médico responsável pelo atendimento do presidente e que aparece na foto, descartou momentaneamente a necessidade de nova cirurgia. O cirurgião estava de férias nas Bahamas, mas interrompeu o descanso para cuidar do chefe do Executivo federal.

O quadro de obstrução intestinal é possível consequência da facada que levou durante a campanha eleitoral de 2018 e das operações subsequentes.

Com informações do Uol

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Patrimônio de Arthur Neto cresceu 1496% entre 2016 e 2022

Arthur Neto pediu o registro de candidatura ao Senado na sexta-feira e declarou possuir R$ 2,5 milhões em bens. Nas eleições de 2016, o tucano declarou R$160,7 mil.

14 de agosto de 2022

Moraes assume TSE após carreira centralizadora e ligada à política

Moraes é personagem central no noticiário nacional dos últimos anos devido aos inquéritos sob sua responsabilidade que investigam o presidente Jair Bolsonaro e apoiadores.

14 de agosto de 2022

Bolsonaro e Lula travam disputa sobre valor do Auxílio Brasil

Após acusação do petista de que o auxílio tem duração até o fim do ano e de que pretende, se eleito, mantê-lo em 2023, Bolsonaro disse que o benefício será mantido em 2023.

14 de agosto de 2022

Presidenciáveis dão largada na campanha com foco no Sudeste

Região Sudeste concentra 42,6% dos eleitores do país. A dois dias do início da propaganda eleitoral gratuita, Lula se mantém na dianteira, enquanto Bolsonaro cresce.

14 de agosto de 2022

TRE-AM dá nome a cartório eleitoral de indigenista assassinado em Atalaia do Norte

O pleno do TRE-AM reconheceu, por unanimidade, colaboração do indigenista Bruno Pereira, assassinado em junho no Vale do Javari, par a instalação de novas seções eleitorais.

13 de agosto de 2022

Michelle assume protagonismo na marcha para Jesus com evangélicos

Durante a marcha, presidente falou em 'luta contra o comunismo' e convocou população para ato em Copacabana no Sete de Setembro.

13 de agosto de 2022

Wilson adere ao TikTok para ampliar comunicação com eleitores

Wilson Lima anuncia adesão ao TikTok convocando seguidores e fazendo dancinha, para buscar o eleitorado mais jovem, maioria dos perfis do aplicativo.

13 de agosto de 2022

Com medo de rejeição, aliados escondem Bolsonaro nas redes sociais

Aliados oficiais do PL não mencionaram o mandatário nenhuma vez no atual semestre. Dos 27 palanques que Bolsonaro já garantiu, 10 não fazem menção a ele nas redes sociais.

13 de agosto de 2022