fbpx

sexta, 21 de janeiro de 2022

Presidente diz que não admitirá ser banido de redes sociais na campanha

Bolsonaro afirmou que tirá-lo das redes sociais seria “jogo baixo”. O presidente já teve diversos vídeos retirados de suas redes sociais por propagar notícias falsas.

11 de janeiro de 2022

Compartilhe

Em uma entrevista, Bolsonaro chegou a dizer que não tem praticado fake news em suas redes sociais (Foto: Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que não vai admitir um eventual banimento das redes sociais durante a campanha eleitoral de 2022, quando deve perseguir a reeleição.

Na visão dele, uma ação nesse sentido seria “jogo baixo” e representaria “jogar fora das quatro linhas” da Constituição. A expressão sobre as quatro linhas vem sido utilizada por Bolsonaro para indicar medidas autoritárias ou inconstitucionais.

“Me banir das redes sociais é jogar fora das quatro linhas. O jogo tem que ser realizado dentro das quatro linhas. Eu só posso dizer isso. A gente não pode admitir um jogo baixo dessa natureza. Aí não é uma disputa eleitoral dentro do critério democrático, é uma imposição. A gente não pode admitir isso daí. O bom senso se fará presente”, disse o mandatário em entrevista à Jovem Pan na noite de segunda-feira (10).

“Qual é a acusação contra mim? Que fake news tenho praticado nas minhas mídias? Não existe. Quando acontece equívoco, a gente se retrata”, continuou, criticando a imprensa na sequência.

O chefe do Executivo federal já divulgou uma série de informações falsas sobre a pandemia de Covid-19 e chegou a sofrer sanções do Facebook, Instagram e Twitter. Vídeos de transmissões ao vivo também já foram deletados pelo YouTube. O mais grave deles associava a vacina contra a Covid-19 à Aids.

Banimento do (amigo) Trump

Espelho de Bolsonaro, o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump teve suas contas nas principais plataformas suspensas no início de 2021 após acusações de que as postagens no Facebook e Twitter incitaram violência e impulsionaram a invasão ao Capitólio, no dia 6 de janeiro.

Trump foi derrotado pelo democrata Joe Biden nas eleições presidenciais dos Estados Unidos em 2020 e está afastado das redes sociais há cerca de um ano

Fonte: Portal Metrópoles

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Sete governadores e 20 parlamentares anunciaram ter Covid-19 em 22

Doença se espalhou entre os políticos neste período de recesso parlamentar, mas não há informações sobre a variante que predominou no caso das infecções ou reinfecções.

21 de janeiro de 2022

Senador Omar Aziz revela que está com Covid, mas sem sintomas graves

O senador Omar Aziz, que presidiu a CPI da Covid do Senado, revelou, nas redes sociais, que tomava todas as precauções e seguia os protocolos, mas acabou contraindo a doença.

21 de janeiro de 2022

Mãe de Jair Bolsonaro morre aos 94 anos no interior de São Paulo

Olinda Bonturi Bolsonaro, morreu na madrugada desta sexta-feira (21), aos 94 anos, em Registro, no interior de São Paulo, onde estava internada desde a última segunda-feira.

21 de janeiro de 2022

PSOL aciona MPF contra aquisição da ‘DarkMatter’ pelo ‘gabinete do ódio’

Bancada do PSOL considera risco à democracia se 'gabinete do ódio' adquirir ferramenta de espionagem que pode ser usada para perseguir ativistas políticos e jornalistas.

21 de janeiro de 2022

Carol Braz e Luiz Castro ingressam no PDT durante convenção em Brasília

Defensora e ex-deputado vão liderar chapa majoritária do partido nas eleições. Filiação ocorrerá durante convenção que oficializará Ciro Gomes como candidato a Presidência.

21 de janeiro de 2022

Alas do MDB e do PSDB pressionam para união entre Doria e Simone

Doria tem dito que deseja ter uma mulher na sua chapa. Por meio de sua equipe de pré-campanha, ele afirmou que senadora estará ao seu lado na disputa pela presidência.

20 de janeiro de 2022

Presidente do TCE-AM determina retorno do regime híbrido de trabalho

Presidente Érico Desterro argumentou que o momento, onde os números de casos de Covid-19 voltaram a crescer no Amazonas, requer que se preserve a saúde dos servidores.

20 de janeiro de 2022

Mãe do presidente Bolsonaro continua internada em hospital no Sul de SP

Em agosto do ano passado, após uma visita à mãe, Jair Bolsonaro revelou que Olinda estava doente. “Ela não me reconhece mais”, disse, à época, a uma emissora de TV.

20 de janeiro de 2022