fbpx

terça, 15 de junho de 2021

PL que proíbe ônibus sem cobrador deve ser votado na semana que vem

Um das justificativas que envolve a proposta do vereador Jaildo Oliveira é que se evite demissões em massa no sistema de transporte público.

6 de maio de 2021

Compartilhe

Jaildo disse que muitos parlamentares já acenaram positivamente ao PL (Foto: Divulgação)

O Projeto de Lei (PL) que proíbe a circulação de ônibus sem cobrador em Manaus teve ampla discussão durante a pauta da reunião ordinária da Câmara Municipal de Manaus (CMM), nesta quarta-feira (5).

De autoria do vereador Jaildo Oliveira (PCdoB), o PL recebeu pedido de vistas do vereador Marcel Alexandre (Podemos) e volta para votação na próxima semana.

Um das justificativas que envolvem a proposta de Jaildo é que se evite demissões em massa no sistema de transporte público, “que sem o espaço destinado ao cobrador no veículo, o cargo ficaria sem sentido, colocando em risco o emprego destes profissionais”.

Segundo o parlamentar, “muitos colegas já declararam voto favorável ao projeto”. Jaildo mencionou o nome dos vereadores Lissandro Breval (Avante) e Rodrigo Guedes (PSC) como dois dos vereadores que já se posicionaram positivamente quanto ao PL.

O projeto recebeu parecer favorável da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e procuradoria da CMM e ainda deve tramitar por outras comissões, como a de Finanças, Economia e Orçamento e de Transporte, Acessibilidade e Mobilidade Urbana.

Promessa de David

Ao defender o PL, Jaildo Oliveira enfatizou que essa foi uma promessa de campanha do prefeito David Almeida (Avante) e que vai cobrar a sanção do projeto. “Essa foi uma promessa feita pelo prefeito e vou cobrar que ela seja cumprida. Não podemos penalizar estes profissionais, ainda mais em um momento tão crítico como esse”, frisou o parlamentar.

A ‘promessa’ citada por Jaildo refere-se ao momento em que, recém-eleito, no dia 1º de dezembro, David falava sobre os lucros e dividendos do sistema de transporte público, destacando que não seriam os cobradores que o quebrariam.

“Tirar emprego, não. Não é o cobrador que vai quebrar o sistema”, frisou David à época.

Conflito gerado

O conflito em torno da manutenção dos cobradores no sistema de transporte coletivo da cidade iniciou em setembro do ano passado quando o ex-prefeito Arthur Neto (PSDB) entregou 112 ônibus novos a Manaus, todos colocando ao motorista uma dupla função: a de dirigir os veículos e de fazer a cobrança aos usuários do transporte público.

No dia da entrega, dezenas de rodoviários foram ao local protestar contra a nova frota, temendo a exclusão da categoria profissional.

Texto: Rosianne Couto

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Prefeita e ex-secretário de Coari são denunciados pelo MPAM

De acordo com o MPAM, há indícios de uso do programa social 'Direito a Cidadania' para fins eleitoreiros, devido à possibilidade das Eleições suplementares no município.

14 de junho de 2021

Wizard poderá ser levado à CPI por condução coercitiva, caso falte na quinta

Caso o empresário não compareça, o auditor do TCU, Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques, estará de sobreaviso para antecipar depoimento à comissão investigadora.

14 de junho de 2021

Entusiasmo de governador e prefeito esbarra na vontade da população

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

14 de junho de 2021

PEC da Guarda Municipal avança, mas sem trechos inconstitucionais

A proposta para regulamentação da Guarda Municipal armada no Amazonas tramita em regime de urgência na Assembleia Legislativa e deve entrar em pauta nesta quarta-feira (16).

14 de junho de 2021

Supremo abre crise na CPI com decisões divergentes sobre sigilos

Analisando casos de quebras dos sigilos telefônico e telemático, Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski tomaram decisões bastante diferentes.

14 de junho de 2021

Parceria com David na imunização vai ter ‘bis’ nos próximos dias, diz Wilson

Governador e prefeito comemoraram os números alcançados na ação do final de semana e agradeceram aos profissionais da saúde envolvidos na operação.

14 de junho de 2021

Depoimento de Marcellus Campêlo pode evidenciar omissões de Bolsonaro

O ex-secretário de Saúde do Amazonas deve ser questionado acerca da crise de oxigênio vivida em janeiro e da imposição do tratamento precoce pelo Ministério da Saúde.

14 de junho de 2021

Deputados levam indícios de crime de responsabilidade de Bolsonaro ao TCU

Os dados foram apresentado pelo deputado Elias Vaz (PSB-GO) também à CPI da Covid. O desvio de valores destinados a publicidade seriam de R$ 52 milhões.

14 de junho de 2021