fbpx

sexta, 22 de janeiro de 2021

Pesquisa da CDC/Aleam aponta diferença de até R$ 84 no valor da cesta básica

As equipes da CDC percorreram cinco supermercados em várias zonas da capital e verificaram que o preço da cesta básica varia de R$ 222,29, a mais barata, a R$ 307,12, a mais cara.

10 de agosto de 2020

Compartilhe

Foto: Divulgação

Em pesquisa realizada nos últimos dias 6 e 7 de agosto, a Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (CDC/Aleam) constatou uma diferença de até R$ 84 no valor da cesta básica em Manaus.

As equipes da Comissão percorreram cinco supermercados nas zonas Norte, Centro-Oeste e Centro-Sul da capital e verificaram que o preço da cesta básica varia de R$ 222,29, a mais barata, a R$ 307,12, a mais cara.

O levantamento da CDC/Aleam teve como foco 26 itens considerados de primeira necessidade, entre material de limpeza, higiene e alimentos.

De acordo a pesquisa, a cesta mais cara, R$ 307,12, foi encontrada no supermercado Baratão da Carne, enquanto a mais barata está no Vitória Supermercado, por R$ 222,29, ambos localizados na Zona Centro-Sul de Manaus.

Entre os itens que mais apresentaram variação de preços está o feijão carioca (1kg de R$ 7,19 a R$ 9,29); leite em pó integral (400g de R$ 8,89 a R$ 10,19); cartela de ovos (30 unidades de R$ 11,90 a 17,90); e farinha (1kg de R$ 4,29 a R$ 5,79).

Na avaliação do presidente da CDC/Aleam, o deputado estadual João Luiz (Republicanos), os preços dos produtos podem variar em até 50%, como é o caso da cartela com 30 ovos, mas para quem deseja economizar a dica é pesquisar.

“Acredito que, para o momento e em qualquer outra situação, o consumidor deve pesquisar bem antes de fazer as compras. Essa é a melhor forma de economizar. A pesquisa apontou que, apesar da pouca diferença de valor entre um item e outro, a melhor opção é mesmo colocar o montante a ser gasto na ponta do lápis, pesquisar e comprar apenas o básico, evitando os supérfluos, que encarece, ainda mais, as compras do mês”, ponderou.

A pesquisa da CDC/Aleam da cesta básica é realizada mensalmente nos estabelecimentos comerciais de Manaus.

Fonte: Assessoria

Leia Mais:

Veja mais notícias

Rosemary Pinto, diretora da FVS-AM, é mais uma vítma da Covid

Profissional de referência no Amazonas, a epidemiologista foi uma dos principais nomes no combate ao vírus no estado. Ela estava internada desde o dia 8 de janeiro.

22 de janeiro de 2021

Secretários são multados em R$ 50 mil por crise na saúde do AM

Juíza cobrava regularização na distribuição de oxigênio nas unidades de saúde, a ampliação no número de leitos nos hospitais e a transparência no Plano de Imunização.

22 de janeiro de 2021

Audiência Pública discute criação de consórcio para compra de vacina

De acordo com a autora da proposta, deputada Dra. Mayara, o estado precisa ter independência para adquirir os imunizantes diretamente, sem a intermediação do Governo Federal.

22 de janeiro de 2021

Comitê aciona delegacia para investigar irregularidades na vacinação

Na solicitação, o Comitê de Combate à Corrupção pede que "em caso de comprovação, que sejam indicadas medidas administrativas e judiciais aos órgãos competentes".

22 de janeiro de 2021

Governo anuncia repasse do FTI para fortalecer combate à covid-19

Governo quer repassar R$ 100 milhões do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Estado (FTI) para o interior

22 de janeiro de 2021

Vereador Amom libera pré-inscrições para vagas no gabinete

As pré-inscrições estão sendo feitas de forma virtual onde, no site do vereador, o candidato realiza um cadastro. O edital completo será divulgado dia 31 de janeiro.

22 de janeiro de 2021

Pico de síndromes respiratórias pode exigir consumo maior de oxigênio

As doenças respiratórias e o aumento dos casos de Covid-19 podem pressionar ainda mais o sistema de saúde do Amazonas, exigindo produção de mais de 100 m³ de oxigênio/dia.

22 de janeiro de 2021

Parintins receberá mais de 2 mil doses de vacina contra Covid-19

O imunizante é destinado ao Município através do Plano Nacional de Imunização contra Covid, elaborado pelo Governo Federal.

22 de janeiro de 2021