fbpx

terça, 25 de janeiro de 2022

Omar destaca erro na condução da pandemia e desinteresse por vacinas

O senador Omar Aziz preside a CPI da Covid e fez estas afirmações durante entrevista à GloboNews; Aziz diz que todos sabem que houve 'erro' na condução da pandemia.

16 de maio de 2021

Compartilhe

Ele comentou também sobre a expectativa pelo depoimento de Pazuello (Foto: Reprodução)

Após duas semanas de atuação na CPI da Covid, no Senado Federal, o presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD), afirmou que “nunca houve o compromisso” do Governo Federal pela compra de vacinas contra o coronavírus e destacou mais uma vez que o “erro” na condução da pandemia precisa ser responsabilizado. As declarações foram dadas em entrevista ao GloboNews de ontem (15).

Para o presidente da CPI, todos sabem que houve “erro” na condução da pandemia no Brasil, como a defesa pelo governo de remédios ineficazes; e de teses equivocadas de imunidade de rebanho e isolamento vertical. Entretanto, Aziz declarou ainda não ter o que falar especificamente sobre a conduta do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“O que estamos procurando é ir mais a fundo, saber o porquê disso. Agora, dizer se A, B ou C foi responsável, é muito cedo para isso”, afirmou o senador.

“Pelo que nós já apuramos, pelo que eu estou vendo nos depoimentos, nunca houve o compromisso da compra da vacina. Sempre se tratou das questões da cloroquina, da ivermectina e de protocolos. E aí é importante saber que o próprio ministro Pazuello esteve em Manaus, no momento de maior dificuldade que nós passamos na história do Amazonas, ele esteve aqui. E aqui tem protocolo que até hoje é cumprido, em unidade básica de saúde de Manaus e do interior, daquele kit Covid”, completou o parlamentar.

Depoimento de Pazuello

Marcado para a próxima quarta-feira (19), o depoimento do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, seria um dos mais aguardados pelos membros da CPI. Mas, na sexta (14), o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu ao ex-ministro o direito de ficar em silêncio durante depoimento à comissão sempre que entender que as perguntas possam levá-lo ao risco de produzir prova contra si.

Omar disse que decisão judicial se cumpre, mas que a CPI seguirá buscando a verdade independente do depoimento de Pazuello, mas por um “conjunto de fatores”. O presidente da CPI destacou ainda os anos de serviço ao Exército prestados por Pazuello e que não acredita que o ex-ministro “jogue fora toda sua história mentindo à Comissão”.

“É importante ele responder porque ele não comprou a vacina da Pfizer quando recebeu, em setembro, um documento. E só em novembro que o Brasil entrou em contato com a Pfizer para poder comprar as vacinas”, afirmou o presidente da CPI onde, neste ponto, ressaltou que a oitiva feita com o ex-chefe da Secretaria Especial de Comunicação Social do Governo Federal, Fábio Wajngarten foi “muito bom para a CPI” por ter revelado esta falta de compromisso pela compra das vacinas.

Cloroquina

Para o presidente da CPI, Bolsonaro foi convencido por alguém para que o uso da cloroquina fosse defendido no combate ao coronavírus.

“O presidente não começou a defender cloroquina, kit Covid, imunidade de rebanho, porque acordou e sonhou com isso. Ele foi convencido por alguém”, afirmou Omar, frisando que CPI cobrará da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec), órgão que assessora o Ministério da Saúde, um posicionamento sobre a droga.

Texto: Rosianne Couto, com informações do GloboNews

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Reviravoltas e confirmações fortalecem chapa do Avante para Câmara

Partido do prefeito David Almeida, Avante tem praticamente fechada a lista dos candidatos que disputarão uma vaga na Câmara Federal na acirrada eleição de outubro deste ano.

25 de janeiro de 2022

Wilson Lima entrega itens para agricultores e promete novo terminal pesqueiro

O governador entregou mais de 16 mil sementes, kits para seringueiros e serrarias portáteis. Durante a entrega Wilson Lima prometeu construir o novo terminal pesqueiro.

25 de janeiro de 2022

Amazonino Mendes anuncia que testou positivo para o novo coronavírus

Ex-govenador e pré-candidato nas eleições deste ano, Amazonino Mendes informou que está com Covid-19 e já iniciou o período de isolamento social sob orientação médica.

25 de janeiro de 2022

Guru do governo Bolsonaro, Olavo de Carvalho morre nos Estados Unidos

Escritor e ex-astrólogo, Olavo de Carvalho foi classificado pelo presidente Jair Bolsonaro como "farol para milhões de brasileiros". A morte foi anunciada pela família.

25 de janeiro de 2022

Ciro Gomes volta a acenar a Marina Silva para vice-presidência

Pré-candidato à Presidência pelo PDT, Ciro voltou a dizer que gostaria de Marina Silva (Rede) com ele em uma chapa, ao mesmo tempo em que atacou Lula e Bolsonaro.

25 de janeiro de 2022

‘Muito acima do necessário’, diz Zé Ricardo sobre Fundão de R$ 4,9 bi

Zé Ricardo disse que é a favor do financiamento público de campanha, mas defendeu que a quantia fosse calculada com base na eleição anterior, resultando em um valor menor.

25 de janeiro de 2022

Governo do AM vai lançar pacote de R$ 1,5 bilhão em investimentos

O governador Wilson Lima anunciou que 87% das promessas de campanha já foram cumpridas e a meta é que até dezembro deste ano 100% das promessas sejam cumpridas.

25 de janeiro de 2022

Governo investe R$ 3,8 milhões para levar água potável à população de Maraã

No município, a água é captada por meio de 17 poços submersos, sendo que 13 estão ativos e quatro inativos. O investimento de R$ 3,8 milhões será usado para tratar os poços.

25 de janeiro de 2022