fbpx

sábado, 24 de julho de 2021

Omar coloca depoimento de Ricardo Barros em ‘banho-maria’

Líder do governo Bolsonaro na Câmara Federal recorreu ao Supremo Tribunal Federal para ser ouvido ainda nesta semana, mas presidente da CPI descartou essa possibilidade.

5 de julho de 2021

Compartilhe

Ex-ministro da Saúde no governo Michel Temer, deputado Ricardo Barros é muito influente no setor e está no olho do furacão da CPI da Covid (Foto: Reprodução)

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19 do Senado, senador Omar Aziz (PSD), afirmou, nesta segunda-feira (5), que o depoimento do líder do Governo Bolsonaro na Câmara Federal, deputado Ricardo Barros (PP/PR), será tomado no “tempo da CPI” e não no momento que ele quiser. A afirmativa é uma resposta ao desejo do deputado em falar à comissão o mais rápido possível.

“Não é o convocado que diz quando vai prestar depoimento, é a CPI que decide o melhor momento para ouvi-lo”, frisou o senador pelo Amazonas.

Ricardo Barros já até recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para exigir que a CPI tome o depoimento dele ainda nessa semana, pois estava previsto inicialmente para ocorrer nesta sexta-feira (9). No entanto, as revelações do representante comercial da Davati Medical Suplly, Luiz Paulo Dominguetti, comprometeram o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, indicado de Barros, o que atrapalhou o cronograma e jogou para mais tarde o depoimento dele.

Ricardo Barros foi colocado no furacão da CPI após ter seu nome envolvido no escândalo da compra de vacinas Covaxin, produzida pelo laboratório indiano Bharat Biotech, mas que teve a intermediação da empresa Precisa Medicamentos, cujo proprietário é ligado ao deputado. O negócio suspeito foi denunciado diretamente ao presidente Jair Bolsonaro pelo deputado federal Luís Miranda (DEM/DF) e o irmão dele, Luís Ricardo Miranda, servidor do ministério, no dia 20 de março.

Segundo o deputado Luís Miranda, ao ouvir o relato do irmão, Bolsonaro teria dito que o negócio era “coisa do Barros”. O presidente, contudo, não falou sobre o assunto desde então e mantém o deputado paranaense na liderança da Câmara.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Voto impresso pode gerar ‘mapismo’ e fraudes, defende Carlos Velloso

Ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal, Carlos Velloso, afirma que urna eletrônica é utilizada há 25 anos sem indícios de fraudes.

24 de julho de 2021

No Educa+Amazonas, Wilson vai pagar 14º e 15º salários à educação

O investimento previsto é de R$ 12,1 milhões investidos nos 14º e 15º salários e em premiações a servidores da educação.

24 de julho de 2021

CPI atuou ’em todas as angústias do povo brasileiro’ avalia Confúcio

Senador Confúcio Moura (MDB-RO), avaliou como positiva a atuação do colegiado no primeiro semestre de 2021 e demonstrou otimismo quanto a atuação para o segundo semestre.

24 de julho de 2021

Bancada gastou R$ 5,2 milhões com verba de gabinete em Brasília

Verba é destinada para a contratação de funcionários diretamente por cada um dos deputados do Amazonas em Brasília ou em escritórios montados no Estado.

24 de julho de 2021

Aleam concede 28 autorizações de viagens no recesso parlamentar

Após o início do recesso parlamentar a Aleam autorizou o pagamento de viagens e diárias para servidores da Casa. Destinos no Sul e Sudeste e Tabatinga foram os preferidos.

23 de julho de 2021

Luis Miranda chora após fim da parceria entre Precisa e Bharat Biotech

Chorando, o deputado Luis Miranda questionou ser chacota dos colegas e estar no conselho de Ética após depoimento à CPI da Covid-19.

23 de julho de 2021

David prorroga ‘Auxílio Manauara’ e amplia para outras 410 famílias

A prorrogação do auxílio será por mais três meses e foi anunciada nesta sexta-feira (23) pelo prefeito de Manaus, David Almeida. Benefício vai comtemplar mais 410 famílias.

23 de julho de 2021

Bi Garcia confirma propostas para ser candidato a vice-governador

Embora esteja focado na administração municipal, o prefeito de Parintins, Bi Garcia, disse que tem avaliado propostas para compor uma chapa como vice-governador nas eleições.

23 de julho de 2021