fbpx

segunda, 15 de agosto de 2022

Omar Aziz critica Câmara por abrir processo contra Luís Miranda

Deputado que, ao lado do irmão Luís Ricardo, revelou o caso Covaxin terá de responder a processo de cassação na Comissão de Ética da Câmara Federal.

22 de setembro de 2021

Compartilhe

Luís Miranda chegou a pedir ajuda a CPI da Covid para tentar brecar o processo aberto contra ele na Comissão de Ética da Câmara Federal. (Foto: Reprodução)

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19, senador Omar Aziz (PSD), criticou, nesta quarta-feira (22), a Câmara Federal por abrir um processo de cassação na comissão de ética contra o deputado federal Luís Miranda (DEM-DF) por ter revelado conversas com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nas quais levantou suspeitas de corrupção no Ministério da Saúde para a compra da vacina Covaxin.

“Eles poderiam esperar o resultado aqui da CPI ou esperar que o presidente respondesse ao deputado Luís Miranda, mas me espanta essa pressa em punir um deputado”, atacou Omar Aziz, referindo-se ao depoimento dado pelo deputado ao lado do irmão Luís Ricardo, que é diretor de Importação do Ministério da Saúde e foi o responsável por brecar o caso de corrupção na hora de pagar a Precisa Medicamentos, que intermediou a venda da Covaxin para o Ministério da Saúde.

Na Câmara Federal, o deputado Gilberto Abramo (Republicanos-MG), relator no Conselho de Ética de processo ao qual responde Luís Miranda por declarações dadas sobre o caso Covaxin, defendeu nesta quarta-feira (22) a continuidade da representação no colegiado.

Assinada pelo presidente do PTB, Roberto Jefferson, aliado do presidente, a representação contra Luís Miranda foi apresentada em julho e pede a perda do seu mandato de deputado federal.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Deputados estaduais que disputam reeleição declaram R$ 24,1 milhões em bens

Adjuto Afonso e Therezinha Ruiz são os mais ricos da Assembleia Legislativa, com R$ 7,1 milhões e R$ 3,4 milhões, respectivamente. Dos 24 deputados, apenas 5 não disputam.

14 de agosto de 2022

Patrimônio de Arthur Neto cresceu 1450% entre 2016 e 2022

Arthur Neto pediu o registro de candidatura ao Senado na sexta-feira e declarou possuir R$ 2,5 milhões em bens. Nas eleições de 2016, o tucano declarou R$160,7 mil.

14 de agosto de 2022

Moraes assume TSE após carreira centralizadora e ligada à política

Moraes é personagem central no noticiário nacional dos últimos anos devido aos inquéritos sob sua responsabilidade que investigam o presidente Jair Bolsonaro e apoiadores.

14 de agosto de 2022

Bolsonaro e Lula travam disputa sobre valor do Auxílio Brasil

Após acusação do petista de que o auxílio tem duração até o fim do ano e de que pretende, se eleito, mantê-lo em 2023, Bolsonaro disse que o benefício será mantido em 2023.

14 de agosto de 2022

Presidenciáveis dão largada na campanha com foco no Sudeste

Região Sudeste concentra 42,6% dos eleitores do país. A dois dias do início da propaganda eleitoral gratuita, Lula se mantém na dianteira, enquanto Bolsonaro cresce.

14 de agosto de 2022

TRE-AM dá nome a cartório eleitoral de indigenista assassinado em Atalaia do Norte

O pleno do TRE-AM reconheceu, por unanimidade, colaboração do indigenista Bruno Pereira, assassinado em junho no Vale do Javari, par a instalação de novas seções eleitorais.

13 de agosto de 2022

Michelle assume protagonismo na marcha para Jesus com evangélicos

Durante a marcha, presidente falou em 'luta contra o comunismo' e convocou população para ato em Copacabana no Sete de Setembro.

13 de agosto de 2022

Wilson adere ao TikTok para ampliar comunicação com eleitores

Wilson Lima anuncia adesão ao TikTok convocando seguidores e fazendo dancinha, para buscar o eleitorado mais jovem, maioria dos perfis do aplicativo.

13 de agosto de 2022