fbpx

segunda, 14 de junho de 2021

Não vai ter ‘pizza’: para 38% dos brasileiros, CPI atingirá objetivos

Segundo levantamento EXAME/IDEIA, 38% acreditam que a CPI vai apontar culpados pelas falhas no combate à pandemia, aumentar o ritmo da vacinação e a elevar valor do auxílio.

7 de maio de 2021

Compartilhe

38% dos entrevistados acreditam que a CPI da Covid vai trazer resultados positivos (Foto: Reprodução)

Contrariando o senso comum de que toda CPI acaba em pizza, a pesquisa EXAME/IDEIA divulgada nesta sexta-feira (7) aponta que a maioria dos brasileiros acredita que a Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid – que investiga atos e omissões dos governos federal e estaduais durante a pandemia – vai atingir os objetivos.

De acordo com o levantamento, 38% dos entrevistados acreditam que a investigação vai apontar os culpados pelas faltas no combate à pandemia, aumentar o ritmo da vacinação e aumentar o valor do auxílio emergencial de renda.

Já para 29% das pessoas abordadas, a CPI não vai dar em nada. Outros 20% acreditam que a investigação vai alcançar somente dois dos três objetivos citados; enquanto 13% creem que apenas uma meta será batida.

Fonte: EXAME/IDEIA

Aprovação

Com relação à aprovação do processo no Senado Federal, a maioria esmagadora dos brasileiros se diz favorável à CPI da Covid. De acordo com os números da pesquisa, 59% dos entrevistados aprovam a investigação, 34% nem aprovam nem desaprovam e apenas 7% desaprovam.

Resultados

A mesma pesquisa aponta ainda que a maioria dos entrevistados (41%) espera, como resultado prático da CPI, o aumento no ritmo de vacinação no país. Já para 32% das pessoas, o mais importante é que o relatório da CPI aponte os culpados pela falta de vacinas e de equipamentos
(oxigênio, por exemplo) para lidar com a pandemia. Enquanto isso, 15% esperam um aumento no valor do auxílio emergencial.

Para esta pergunta, 9% não souberam opinar e 3% apontaram outros resultados.

Quando perguntados sobre a atuação do Governo Federal após a investigação, 45% dos entrevistados acreditam em uma mudança na abordagem do presidente Jair Bolsonaro em relação à pandemia; já para 30% não vai haver mudanças; enquanto 25% não souberam responder.

“Quando a gente pergunta o que as pessoas gostariam que mais sofresse uma alteração em termos de abordagem é obviamente o ritmo de vacinação. Mais uma vez é um dado que corrobora o fato de que uma das variáveis críticas para a popularidade presidencial é o ritmo de vacinação”, diz Maurício Moura, fundador do IDEIA, instituto especializado em opinião pública.

Sobre a pesquisa

A pesquisa ouviu 1.230 pessoas, com idades igual ou superior a 16 anos de todas as regiões do país.

O estudo tem grau de confiança igual a 95%, aceitando uma margem de erro máxima prevista de aproximadamente 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Reportagem: Lucas Raposo

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Entusiasmo de governador e prefeito esbarra na vontade da população

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

14 de junho de 2021

PEC da Guarda Municipal avança, mas sem trechos inconstitucionais

A proposta para regulamentação da Guarda Municipal armada no Amazonas tramita em regime de urgência na Assembleia Legislativa e deve entrar em pauta nesta quarta-feira (16).

14 de junho de 2021

Supremo abre crise na CPI com decisões divergentes sobre sigilos

Analisando casos de quebras dos sigilos telefônico e telemático, Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski tomaram decisões bastante diferentes.

14 de junho de 2021

Parceria com David na imunização vai ter ‘bis’ nos próximos dias, diz Wilson

Governador e prefeito comemoraram os números alcançados na ação do final de semana e agradeceram aos profissionais da saúde envolvidos na operação.

14 de junho de 2021

Depoimento de Marcellus Campêlo pode evidenciar omissões de Bolsonaro

O ex-secretário de Saúde do Amazonas deve ser questionado acerca da crise de oxigênio vivida em janeiro e da imposição do tratamento precoce pelo Ministério da Saúde.

14 de junho de 2021

Deputados levam indícios de crime de responsabilidade de Bolsonaro ao TCU

Os dados foram apresentado pelo deputado Elias Vaz (PSB-GO) também à CPI da Covid. O desvio de valores destinados a publicidade seriam de R$ 52 milhões.

14 de junho de 2021

Pesquisa da Exame aponta 50% de desaprovação ao governo Bolsonaro

Maior percentual dos mais de 1,2 mil entrevistados afirmou reprovar o atual governo. Maior parcela também é contra a realização da Copa América no país.

13 de junho de 2021

Lewandowski e Alexandre de Moraes mantêm quebras de sigilos aprovadas na CPI

Os senadores da CPI da Covid pediram a quebra de sigilo dos ex-ministros Eduardo Pazuello e Ernesto Araújo e da secretária do Ministério da Saúde Mayra Pinheiro.

13 de junho de 2021