fbpx

sexta, 28 de janeiro de 2022

Manaus ficou entre as que mais gastaram em Educação, em 2020

Santarém (7,4%), Macapá (6%) e Manaus (3,7%) tiveram o maior crescimento entre as avaliadas na Região, em 2020, segundo levantamento da Frente Nacional de Prefeitos.

3 de janeiro de 2022

Compartilhe

A pandemia impactou os repasses dos municípios em Educação no Norte (Foto: Divulgação/Semed)

Levantamento dos gastos com Educação na Região Norte e divulgados nesta segunda-feira (3) pelo Multi-Cidades da Frente Nacional de Prefeitos colocou Manaus com a terceira maior alta (3,7%) nos investimentos no setor, em relação à 2019. Apenas três cidades da Região tiveram crescimento nos gastos com Educação no período. Além de Manaus, Santarém (7,4%) e Macapá (6%) estão nesta lista.

Em valores, Manaus tem o maior volume gasto (R$ 1,51 bilhão contra R$ 1,46 bilhão de 2019). Em seguida vem Santarém com R$ 308 milhões, em 2020 e R$ 287 milhões, em 2019. Macapá avançou de R$ 196,5 milhões para R$ 208,3 milhões no mesmo período.

Segundo o documento da Frente Nacional de Prefeitos, “com a pandemia (da Covid-19) e a necessidade do distanciamento social, em 2020 a suspensão de aulas presenciais como medida de enfrentamento à Covid-19 impactou nas despesas com o custeio da área da educação, o que fez com que os gastos com a pasta tivessem o mau desempenho”.

Araguaína (TO) teve a pior queda em investimento com a Educação entre as cidades selecionadas para análise na região Norte, com 21,2% a menos que em 2019. Em seguida, Marabá (PA), com 13,7% a menos; e Rio Branco (AC), que diminuiu 12,6%. Os valores são atualizados pelo IPCA médio de 2020.

Em função da pandemia no Brasil, o desembolso com educação teve uma redução de 5,3%, a maior já registrada em toda a série histórica iniciada em 2002, passando de R$ 182,56 bilhões em 2019 para R$ 172,83 bilhões em 2020.

Na comparação regional, os municípios do Sul foram os que assinalaram as maiores baixas na despesa com a função, em média, queda de 7%. Nas cidades do Norte, a taxa ficou em -3,4%. Nas demais regiões, o desempenho esteve próximo à média nacional.

Com informações da Assessoria

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Amazonas investe R$ 61 milhões em pesquisas e quer popularizar Ciência

O anúncio do investimento foi feito pelo Wilson Lima na tarde desta quinta (27). Na ocasião, Márcia Perales destacou que o Governo tem honrado compromissos com a Ciência.

27 de janeiro de 2022

‘Livre da Covid e de volta ao trabalho’, anuncia David Almeida

O prefeito de Manaus havia anunciado que estava infectado pelo coronavírus no dia 22 de janeiro. Hoje, pelas redes sociais, disse estar curado, dando destaque à vacinação.

27 de janeiro de 2022

Wilson Lima investe R$ 453 milhões em asfaltamento de ramais no AM

Na manhã desta quinta-feira (27), governador do Amazonas reinaugurou o ramal da Cachoeira do Castanho; atual gestão já recuperou 100 quilômetros de ramais.

27 de janeiro de 2022

XP/Ipespe coloca Lula 20 pontos percentuais à frente de Bolsonaro

Lula registrou 44% das intenções de votos. Na terceira posição, aparecem empatados na pesquisa com 8% o ex-juiz Sergio Moro (Podemos) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT).

27 de janeiro de 2022

Ida de Moro ao União Brasil facilita vida de filiados do Podemos no AM

Presidenciável estuda se filiar ao União Brasil e assim facilitar a vida dos filiados do Podemos no Amazonas, que poderão apoiar livremente Bolsonaro e ter mais recursos.

27 de janeiro de 2022

Câmara de Manaus vai desembolsar mais de meio milhão para limpar carpetes

Os trabalhos legislativos em 2022 ainda nem começaram, mas os contratos expressivos da CMM em 2021, assinados por David Reis, seguem aparecendo no Diário Oficial da Casa.

27 de janeiro de 2022

Pela segunda vez, vereadores tentam derrubar aumento de 83% do Cotão

Na última tentativa, a desembargadora Joana Meirelles negou pedido de liminar dos vereadores Rodrigo Guedes e Amom Mandel para suspender a votação que aprovou o aumento.

27 de janeiro de 2022

Arthur e Plínio evitam choque, mas corda entre os dois vai esticar

Questionados sobre para qual cargo vão concorrer em 2022, Arthur Neto e Plínio Valério não disseram aonde vão fincar seus esforços pois aguardam as definições partidárias.

27 de janeiro de 2022