fbpx

sábado, 27 de novembro de 2021

Moraes substitui prisão preventiva de Daniel Silveira por medidas cautelares

O deputado federal, que fez ameaças ao Supremo Tribunal Federal, não poderá se comunicar com demais investigados nem usar redes sociais.

9 de novembro de 2021

Compartilhe

Deputado Daniel Silveira foi preso após decisão do ministro Alexandre de Moraes (Foto: Divulgação)

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a substituição da prisão preventiva do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) por medidas cautelares. A decisão foi proferida nos autos da Ação Penal (AP) 1044, a que ele responde por ter proferido ameaças ao STF e a seus membros por meio de redes sociais.

Daniel Silveira foi preso em flagrante em fevereiro por divulgar vídeo com ofensas e ameaças a ministros do Supremo e defesa de medidas antidemocráticas. Em março, o ministro autorizou a prisão domiciliar, com monitoramento eletrônico, medida referendada pelo Plenário. Contudo, a domiciliar foi revogada depois de terem sido registradas mais de 30 violações à tornozeleira eletrônica, relacionadas à carga do dispositivo, à área de inclusão e ao rompimento da cinta/lacre.

Medidas cautelares

Na decisão desta segunda-feira (8), o ministro reiterou a gravidade dos fatos praticados por Silveira, conforme realçado na denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e recebida pelo STF. No entanto, avaliou que o contexto processual que justificou a prisão foi superado, uma vez que a instrução criminal foi devidamente encerrada, com a apresentação de alegações finais pelo Ministério Público e pela defesa.

O ministro observou, entretanto, que a natureza dos crimes analisados e a possibilidade de reiteração das condutas, especialmente no que diz respeito aos ataques ao Estado Democrático de Direito e às instituições democráticas, justificam a imposição das medidas cautelares previstas no artigo 319, para a garantia da aplicação da lei penal e para evitar a prática de infrações penais.

Com a decisão, o parlamentar fica proibido de ter contato com investigados nos Inquéritos (INQs) 4781 e 4874, em trâmite na Corte, salvo com outros parlamentares, e de utilizar redes sociais, instrumento usado para a prática reiterada das infrações penais a ele imputadas.

Leia a íntegra da decisão.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Coari: Justiça libera entrega de cartões do Auxílio Estadual e cestas básicas

No último dia 20, populares se revoltaram com o ex-prefeito de Coari, Adail Filho, após a juíza da eleição suplementar, Mônica do Carmo, ter proibido a entrega dos cartões.

26 de novembro de 2021

‘Dinheiro pro espaço’: Aleam compra direito de uso em satélite

Mesmo diante de uma grave crise econômica, o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, Roberto Cidade não tem feito esforços para poupar o erário público.

26 de novembro de 2021

Plínio vota em Eduardo Leite e descarta Arthur Neto nas prévias do PSDB

'Manda quem tem mandato. E eu tenho', diz Plínio sobre disputa com Arthur. Avalia disputar a eleição para o Governo, mas não conta com a garantia de apoio do ex-prefeito.

26 de novembro de 2021

Prefeito reúne secretariado para alinhar estratégias econômicas para 2022

Entre os projetos está a construção de seis viadutos; o Mirante da Ilha de São Vicente; o Mirante “Encontro das Águas” Rosa Almeida; e a reforma de paradas de ônibus.

26 de novembro de 2021

Candidato à presidência pelo PSDB deve ser revelado neste sábado

Após cinco dias de suspensão por conta de problemas no aplicativo de votação, o PSDB vai retomar suas prévias presidenciais a partir deste sábado (27), das 8h às 17h.

26 de novembro de 2021

Lula diz que Bolsonaro segue sendo o maior aliado do coronavírus no país

Ex-presidente responsabiliza atual governante por manter fronteiras abertas mesmo com novas variantes detectadas. Hoje, a Anvisa recomendou algumas restrições para viajantes.

26 de novembro de 2021

Texto que institui Auxílio Brasil será analisado pelo Senado Federal

A manutenção da famílias beneficiárias dependerá, no mínimo, do cumprimento de algumas condições relativas à realização do pré-natal, calendário de vacinação e entre outras.

26 de novembro de 2021

Teste do pezinho é ampliado e passa a detectar até 53 doenças no bebê

O projeto aprovado pelo Senado Federal ampliou o alcance do exame, detectando até doenças raras e que só podem ser descobertas após testes na rede particular de saúde.

26 de novembro de 2021