fbpx

terça, 24 de maio de 2022

Ministro Alexandre de Moraes revoga bloqueio do aplicativo Telegram

Para evitar novamente o bloqueio, Alexandre de Moraes ordenou que o Telegram cumprisse 10 decisões do Supremo proferidas de agosto de 2021 a 8 de março deste ano.

20 de março de 2022

Compartilhe

Ministro havia determinado bloqueio na quinta-feira (17) (Foto: Reprodução)

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), revogou neste domingo (20) a sua decisão que determinava o bloqueio do Telegram no Brasil. Na quinta-feira (17), Moraes ordenou a suspensão afirmando que o aplicativo descumpriu decisões judiciais da Corte. No sábado (19), depois de o Telegram cumprir as decisões do Supremo parcialmente, deu 24 horas para que as determinações pendentes fossem seguidas.

“Considerando o atendimento integral das decisões proferidas nos dias 17 e 19 de março, revogo a decisão de completa e integral suspensão do funcionamento do Telegram no Brasil”, disse o ministro.

Para evitar o bloqueio, Moraes ordenou que o Telegram cumprisse 10 decisões do Supremo proferidas de agosto de 2021 a 8 de março deste ano, entre elas a exclusão de um post em que o presidente Jair Bolsonaro (PL) coloca em dúvida a segurança das urnas eletrônicas.

Entenda

Moraes determinou o bloqueio do aplicativo de mensagens no Brasil por descumprimento de decisão judicial. O ministro deu 24 horas para a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) adotar as providências necessárias para a suspensão.

O ministro intimou Apple e Google no Brasil para que “insiram obstáculos tecnológicos capazes de inviabilizar a utilização do aplicativo Telegram” em até 5 dias. Provedores de serviço de internet como Algar Telecom, Oi, Vivo, Net e GVT também foram intimadas para impedir o uso da ferramenta.

Com informações do Poder 360

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Wilson confirma Bolsonaro em Manaus, mas não sabe se vai encontrá-lo

Wilson Lima afirmou que ainda está em tratativas com a equipe do presidente para saber se haverá um encontro. Essa é a primeira vez que Bolsonaro vem ao Amazonas em 2022.

24 de maio de 2022

Semmas defende educação ambiental para combater lixo em igarapés

Secretaria tem a menor previsão orçamentária para 2022 e qualquer implementação de política pública neste sentido pode ser afetada pela falta de recursos.

24 de maio de 2022

CPI da Amazonas Energia terá relatório final entregue até 30 de maio

O presidente da CPI, Sinésio Campos, destacou o trabalho de fiscalização dos medidores de energia que localizou diversos equipamentos com defeito prejudicando os clientes.

24 de maio de 2022

‘A responsabilidade é sua’, diz líder de caminhoneiros a Bolsonaro em vídeo

Wallace Landim, o "Chorão", um dos principais líderes da greve de 2018, cobrou atitude de Bolsonaro: "chame a responsabilidade, porque senão esse país vai estar parado".

24 de maio de 2022

Wilson afirma que luta continua para reverter danos à Zona Franca de Manaus

Antes de ingressar com ações no STF contra decretos federais, Wilson reuniu com Bolsonaro, e o presidenteu não cumpriu a promessa de rever os danos à Zona Franca de Manaus.

24 de maio de 2022

‘Próximo passo é trabalhar para termos ônibus a gás’, diz Wilson

Durante evento que anunciou a compra de ônibus elétricos na Prefeitura de Manaus, o governador afirmou que ter ônibus movidos a gás na capital é algo iminente.

24 de maio de 2022

AGU deveria ter aula de Geografia após ação contra ZFM, diz Serafim

Advogado-geral, Bruno Bianco Leal disse que grande distância não mais se apresenta como fator capaz de inibir o desenvolvimento econômico social da região

24 de maio de 2022

Shádia Fraxe deve substituir Fernanda Aryel na chapa federal do Avante

Aryel teria optado por recuar da disputa deste ano para priorizar projetos pessoais. Ela cursa Medicina. A decisão de deve aliviar a situação de pré-candidatos do Avante.

24 de maio de 2022